Correio de Carajás

Valentina é sepultada com cortejo de quase 200 veículos; Família pede justiça

O imenso cortejo chegou a causar lentidão e até a paralisação do trânsito ao longo do trajeto / Foto: Drone Correio
O imenso cortejo chegou a causar lentidão e até a paralisação do trânsito ao longo do trajeto / Foto: Drone Correio
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Era por volta das 8 horas da manhã, quando cerca de 150 veículos entre motos e carros e quase 50 caminhões, iniciaram o cortejo de despedida da pequena Maria Valentina Gomes Costa, de cinco anos de idade, que faleceu cinco dias após sofrer um trágico acidente na BR-222, causado por Artur Lima Gonçalves. O cortejo iniciou na Rodovia BR-230, próximo ao Posto do Bolinha e seguiu rumo a Igreja Quadrangular no Núcleo Morada Nova.

Os veículos possuíam faixas amarradas na frente de seus veículos e os vidros com frases escritas pedindo justiça pela vida de Valentina e Wasnor Gomes. Um trio elétrico puxava o cortejo – que impressionou pelo seu tamanho – com uma voz ao microfone que conclamava justiça, ecoando por onde passava e chamando a atenção de todos pela buzinação.

O trajeto seguiu da BR-230 na Cidade Nova, passando pela rodovia até chegar no Km 6, onde tomou rumo para o Núcleo São Félix, pela Rodovia BR-222. Tanto na ponte sobre o Rio Itacaiunas, quanto na ponte sobre o Rio Tocantins, houve travamento do trânsito, além da própria lentidão causada pelo cortejo.

Leia mais:
Em Morada Nova, mais condutores se juntaram ao cortejo / Foto: Josseli Carvalho

A Reportagem do Correio de Carajás acompanhou o percurso até a chegada em Morada Nova, onde lá, conversou com familiares de ambas as vítimas. O tio materno de Valentina, Lucas Siqueira, em poucas palavras, disse que a família se encontra indignada com tudo que aconteceu. “Queremos que a justiça seja feita, isso não pode ficar assim”, reivindicou.

O irmão de Wasnor Gomes, Lucas Reis de Oliveira, tio paterno de Valentina, também acompanhava o cortejo e comentou a Reportagem que toda a família se encontra arrasada pela perda da criança. “Não queremos confusão, apenas que a justiça seja feita. Eu e meu irmão fomos criados juntos, mesmo após a separação de nossos pais. Batalhamos noite e dia com nossos caminhões para dar sustentar nossas famílias. Ele (Artur) precisa pagar pelo que fez”, pediu.

Lucas Reis, irmão de Wasnor Gomes Neto / Foto: Josseli Carvalho

Na Igreja Quadrangular, em Morada Nova, a mãe, Kelciene Costa, junto com outros familiares, choravam próximo ao caixão da criança, com cabeças baixas e olhares desolados. Atormentada pela perda do esposo e agora da filha, Kelciene preferiu não gravar entrevista.

Kelciene Costa chora a perda de sua filha durante o velório / Foto: Josseli Carvalho

O caixão foi transportado da Igreja até o Cemitério de Murumuru da mesma forma que o de Wasnor, em um “cavalinho”, caminhão sem a parte da carroceria. No trajeto de Morada Nova até a Vila, mais veículos se juntaram ao cortejo, que finalizou com o sepultamento de Valentina, por volta das 11h30. Ela foi enterrada em uma sepultura ao lado da de seu pai.

Tanto o pecuarista Wasnor Gomes de Oliveira, o Lourão, quanto Lúcio Gomes de Oliveira, pai de Wasnor Neto e avô de Valentina, não acompanharam o cortejo e nem se fizeram presentes no velório. Segundo informações de amigos da família, ambos estariam desolados por mais esta perda e não suportaram passar por todo o martírio de um funeral novamente, em tão pouco tempo.

MOTORISTA ESTÁ SOLTO

Artur Lima, investigado como causador do acidente, permanece respondendo ao processo em liberdade provisória, que foi concedida após o pagamento da fiança arbitrada pelo juiz.

O delegado William Crispim, que está responsável pelo caso, continua apurando mais informações e buscando novas testemunhas que possam ter visto Artur antes do acidente, e confirmar seu estado alcoólico. Apesar do agravante de mais uma morte pesando no caso, não há a possibilidade de uma prisão preventiva, permanecendo em liberdade provisória. (Zeus Bandeira e Josseli Carvalho)

Comentários

Mais

Semas apreende 700 quilos de pescado armas e animais silvestres em Tucuruí

Semas apreende 700 quilos de pescado armas e animais silvestres em Tucuruí

De 7 a 17 de julho a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará (Semas) participou de uma operação…
Servidores da Cadeia de Parauapebas dão trabalho para a Corregedoria

Servidores da Cadeia de Parauapebas dão trabalho para a Corregedoria

Uma série de supostas condutas irregulares por parte de servidores da Cadeia Pública de Parauapebas estão sendo investigadas pela Corregedoria-Geral…
Dois assaltantes morrem em troca de tiros com policiais de Morada Nova

Dois assaltantes morrem em troca de tiros com policiais de Morada Nova

Um homem identificado como Antônio Lemos da Silva e outro apenas pelo apelido de Neguinho morreram no Hospital Municipal de…
Apreendido com drogas, adolescente é suspeito de homicídio

Apreendido com drogas, adolescente é suspeito de homicídio

Um adolescente de 17 anos foi apreendido por tráfico de drogas na noite desta quinta-feira (17) no Bairro da Paz,…
Cão é amarrado a corrente e arrastado por moto; mulher vai para a delegacia

Cão é amarrado a corrente e arrastado por moto; mulher vai para a delegacia

Um cão adulto, que estava sendo arrastado por uma motocicleta em Redenção, sul do Estado, foi resgatado pela Polícia Militar.…
Foragido de SP é preso em Conceição do Araguaia após assaltar panificadora

Foragido de SP é preso em Conceição do Araguaia após assaltar panificadora

Um indivíduo considerado de alta periculosidade, foragido da Justiça do Estado de São Paulo, foi preso nesta quinta-feira, 17, em…