Correio de Carajás

Professores voltam a ocupar Sevop e cobram ajustes salariais de Tião Miranda

Foto: Evangelista Rocha
Foto: Evangelista Rocha
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Pela segunda semana seguida, professores da rede municipal de educação se reuniram para uma manifestação na Secretaria Municipal de Viação e Obras Públicas (SEVOP). Na manhã desta segunda-feira (1º de fevereiro), voltaram ao local para cobrar do prefeito Tião Miranda o pagamento integral do retroativo do piso e enquadramento nos salários. Com um carro de som, eles gritavam palavras de ordem exigindo que o prefeito os receba para um diálogo.

Na última manifestação realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará (Sintepp), ficou acordado que o chefe do gabinete do prefeito, Walmor Costa, receberia a categoria para ouvir suas demandas. A reunião foi realizada, porém, sem muitos resultados.

“Não foi resolvido nada. Ele [Walmor] sabe que o problema é grave, mas não há evolução. Não consegue encaminhar o que é solicitado ao prefeito. Acho que ele [Tião] não ouve nem o próprio assessor, parece um rei! ”, comentou o professor Everaldo Marinho, uns dos líderes da manifestação pacífica.

Leia mais:

Ainda segundo Everaldo, a intenção da categoria é apenas negociar as 21 pautas que estão sendo elencadas, sendo a maioria delas sobre direitos negligenciados. “É um absurdo o que estamos passando, o município possui uma arrecadação bilionária e não realiza o pagamento dos servidores como deveria. Queremos receber nossos salários e ajustes”, cobrou o professor.

A manifestação não possui horário especifico para encerrar. O Portal Correio entrou em contato com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Marabá, que enviou a nota abaixo.

Nota de Esclarecimento

“A Secretaria de Educação seguiu todos os protocolos conforme orienta a nova lei do Fundeb e que se coloca à disposição para dirimir quaisquer dúvidas do servidor no departamento de recursos humanos da secretaria. A Semed informa, também, que o diálogo sempre esteve e estará aberto à classe. (Zeus Bandeira e Evangelista Rocha)

Comentários

Mais

Presidente do Incra exalta reforma agrária

Presidente do Incra exalta reforma agrária

Presidente do Incra exalta reforma agrária Em seu discurso no evento em Marabá, o presidente do Incra, Geraldo Melo Filho,…
Começa hoje a vacinação da  população sem prioridade

Começa hoje a vacinação da população sem prioridade

Um mutirão de dois dias vai marcar o momento tão esperado pelos marabaenses: o início da vacinação contra a covid-19…
Dose extra de vacina é insuficiente para imunizar a população

Dose extra de vacina é insuficiente para imunizar a população

A Secretaria Municipal de Saúde de Canaã dos Carajás recebeu do Governo do Estado 3.140 doses de vacina contra o…
Venezuelanos acampados em praça recebem ‘ultimato’

Venezuelanos acampados em praça recebem ‘ultimato’

A administração pública de Parauapebas trabalha para resolver a situação dos indígenas venezuelanos da etnia Warao, que estão acampados há…
Tião Miranda pede que Bolsonaro ajude a duplicar 3 rodovias em Marabá

Tião Miranda pede que Bolsonaro ajude a duplicar 3 rodovias em Marabá

Logo após a execução do Hino Nacional, no Parque de Exposições, nesta sexta-feira, dia 18, o prefeito de Marabá, Tião…
Brasil aplica mais de 2,56 milhões de doses de vacina em 24 horas

Brasil aplica mais de 2,56 milhões de doses de vacina em 24 horas

O Brasil estabeleceu um novo recorde nesta quinta-feira (17) ao aplicar 2.561.553 doses de vacinas contra a covid-19 em 24…