Correio de Carajás

Justiça determinada pagamento de TFD a paciente de Jacundá

Foto: divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O juiz Jun Kubota, titular da Comarca de Jacundá, invocou o artigo 196 da Constituição Federal para determinar à Secretaria de Saúde realizar o pagamento de Tratamento Fora de Domicílio (TFD) à paciente Elisvane Brito da Silva, 29 anos, que faz tratamento contra um câncer no Hospital de Amor em Barretos. O caso ganhou repercussão nas redes sociais nesta semana e repercutiu em toda região.

“Nos termos do art. 196 da Carta Magna de 1988, a saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação”, observou o magistrado em sua decisão publicada nessa quarta-feira (10).

“Ademais, imposição ao Município de Jacundá de disponibilização do auxílio para tratamento de saúde fora do domicilio, do qual necessita a autora, sendo necessário e indispensável para recuperação da paciente, encontra respaldo na Constituição da República e atos normativos do Ministério da Saúde, em observância à proteção integral concedida aos cidadãos, relacionado, no caso dos autos, à própria sobrevivência da paciente”.

Leia mais:

O magistrado levou em consideração para a decisão favorável a paciente “a probabilidade ou plausibilidade do direito; e o perigo de dano ou risco ao resultado útil do processo. Tendo em vista que a requerente se encontra em meio ao tratamento contra Linfoma não Hodgkin difuso, moléstia maligna, ao passo que, recomeçar ou iniciar um tratamento em outro hospital como quer o Município poderia causar dano irreparável à saúde da autora.

“Defiro a antecipação de tutela para determinar ao Município de Jacundá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, que custeie as despesas do tratamento fora do domicilio da parte autora (passagens e ajuda de custo/diárias), tratamento que está sendo realizado no Hospital de Amor, localizado na cidade Barretos/SP, até que exista um laudo médico dispensando-a do tratamento”.

Na mesma decisão, o juiz indeferiu custeio de despesas para acompanhante. O município tem 48 horas para cumprir a decisão.

Entenda

“Não me deixe morrer. Libere o meu TFD”. Com essa mensagem a paciente Elisvane Brito ganhou as redes sociais ao lutar pela liberação de custeio financeiro por meio do TFD, o qual a Secretaria de Saúde de Jacundá estava impedida de realizar por haver tratamento na rede pública do Estado do Pará. Elisvane foi diagnosticada com enfermidade maligna, qual seja, Linfoma não-Hodgkin difuso – CID-10:83.3. E há um ano faz tratamento na cidade de Barretos, em São Paulo.

À Reportagem, ela exprimiu felicidade. “Eu tô feliz demais. Muito agradecida a Deus e a cada uma daquelas pessoas que me apoiaram. Quando resolvi expor a situação, estava com medo de ser julgada e não conseguir. Mas deu certo. Agora quero poder ajudar meus amigos que estão em tratamento também. Todos precisam muito. São tratamentos longos e tenho amigas que ainda estão desempregadas. Quero poder ajudá-las a ter essa sensação de ser ouvidas e respeitadas como pacientes oncológicas”. (Antonio Barroso)

Comentários

Mais

Três municípios fecham praias do Rio Araguaia, no sul do Pará

Três municípios fecham praias do Rio Araguaia, no sul do Pará

A chegada do veraneio tende a propiciar maior circulação de pessoas nas cidades da região sul do Estado, acarretando aglomerações,…
Uepa abre inscrições para novo processo seletivo

Uepa abre inscrições para novo processo seletivo

AUniversidade do Estado do Pará (Uepa) inicia nesta quarta-feira (16) as inscrições ao novo Processo Seletivo 2021 (Prosel 2021-2), para…
IBGE atualiza limites de municípios no mapa da Amazônia Legal

IBGE atualiza limites de municípios no mapa da Amazônia Legal

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou hoje (16) o novo mapa da Amazônia Legal para 2020, com base…
Por que o dólar caiu, mas a gasolina e o diesel continuam subindo?

Por que o dólar caiu, mas a gasolina e o diesel continuam subindo?

O dólar vem se desvalorizando em relação ao real e acumula perdas de 3,74% em 2021 (de 4 de janeiro…
SAMU faz cerca de 700 atendimentos por mês em Marabá

SAMU faz cerca de 700 atendimentos por mês em Marabá

É difícil imaginar um acidente de trânsito com vítima e não lembrar de chamar o Serviço de Atendimento Móvel de…
Trabalhadores nascidos em novembro podem sacar auxílio emergencial

Trabalhadores nascidos em novembro podem sacar auxílio emergencial

A partir desta quarta-feira (16), os trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos…