Correio de Carajás

Com juiz e promotora, Correio FM dá voz na luta contra violência doméstica

Claudia Cilene, Paula Gama e Alexandre Arakaki com a equipe da Rádio 92.1/ Foto: Dika Vieira
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O Grupo Correio com seu relevante papel social e multiplicador de informação à população, entende sobre a necessidade existente em levar assuntos que fazem parte do contexto atual. Pensando nisso, a Rádio Correio FM 92.1 está com o quadro “Saia Justa”, que vai ao ar toda quarta-feira, a partir das 14 horas, dentro do programa “Sintonizado em Você”, comandado por Patrícia de Paula. Ela recebe convidados para falar sobre assuntos relacionados à mulher. Neste mês de março, o tema é todo voltado para violência doméstica.

Nesta quarta (10) estiveram no estúdio da rádio, Claudia Cilene, representando o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher de Marabá (Condim); Paula Gama, titular da Promotoria de Violência Doméstica; e Alexandre Arakaki, juiz da 3ª Vara Criminal de Marabá, os quais informaram os ouvintes sobre os tipos de agressões e a forma de denunciar esses crimes.

A promotora Paula Gama falou sobre a campanha realizada pelo Ministério Público recentemente, que convidou algumas influenciadoras digitais do município para divulgarem e informarem os tipos de violência que as mulheres sofrem. “A campanha #ContaComigo foi um sucesso. As influenciadoras utilizaram suas redes sociais, que têm uma abrangência muito grande, para divulgar os canais de denúncia e as formas de violência”.

Leia mais:

Mesmo atuando diretamente em casos dessa natureza, o juiz criminal Alexandre Arakaki explica que a violência contra a mulher acontece simplesmente por ser do sexo feminino. “Ela apanha porque o homem acha que é superior a ela, crê que pode mandar ou castigá-la. É um sentimento de orgulho, raiva, posse. E acaba que as mulheres sim, se sentem culpadas, porque a gente cresce com essa realidade patriarcal”, afirma o magistrado, para quem muita coisa está mudando.

Com informação e coragem as mulheres têm tomado cada vez mais atitude de não aceitar humilhações, assédios e agressões de seus companheiros ou de quem quer que seja. “Hoje, temos uma Delegacia Especializada da Mulher, uma Promotoria Especializada em Violência Doméstica, uma Vara Criminal no Tribunal de Justiça especializada na área; o Condim; a Coordenadoria da Mulher; a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), com a Comissão da Mulher, se unem para dizer: ‘olha mulher, seja forte. Estamos aqui. Denuncie!’, exemplifica Arakaki.

As características de um relacionamento abusivo podem ser vistas desde o começo do relacionamento, como ciúme excessivo, controle sobre as roupas, proibição de sair sozinha com amigos, como explica Claudia Cilene. “Conheça bem a pessoa que você está se relacionando, se trata bem a família. É importante conhecer antes de se envolver”, arremata. (Ana Mangas)

Mulheres, denunciem!

Disque Denúncia Sudeste do Pará

(94) 3312-3350

(94) 98198-3350 (Whatsapp)

Dique 180

Ministério Público do Estado do Pará

(91) 98115-9181 (Whatsapp)

Comentários

Mais

Uepa abre inscrições para novo processo seletivo

Uepa abre inscrições para novo processo seletivo

AUniversidade do Estado do Pará (Uepa) inicia nesta quarta-feira (16) as inscrições ao novo Processo Seletivo 2021 (Prosel 2021-2), para…
IBGE atualiza limites de municípios no mapa da Amazônia Legal

IBGE atualiza limites de municípios no mapa da Amazônia Legal

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou hoje (16) o novo mapa da Amazônia Legal para 2020, com base…
Por que o dólar caiu, mas a gasolina e o diesel continuam subindo?

Por que o dólar caiu, mas a gasolina e o diesel continuam subindo?

O dólar vem se desvalorizando em relação ao real e acumula perdas de 3,74% em 2021 (de 4 de janeiro…
SAMU faz cerca de 700 atendimentos por mês em Marabá

SAMU faz cerca de 700 atendimentos por mês em Marabá

É difícil imaginar um acidente de trânsito com vítima e não lembrar de chamar o Serviço de Atendimento Móvel de…
Trabalhadores nascidos em novembro podem sacar auxílio emergencial

Trabalhadores nascidos em novembro podem sacar auxílio emergencial

A partir desta quarta-feira (16), os trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos…
Anvisa autoriza importação excepcional da vacina Sputnik V

Anvisa autoriza importação excepcional da vacina Sputnik V

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) concedeu autorização, por meio do Circuito Deliberativo nº 539/2021, para a importação excepcional…