Correio de Carajás

FPF forma árbitros na região

Na tarde/noite de sábado (22), no Plenarinho da Câmara Municipal de Marabá (CMM) aconteceu a Solenidade de Colação de Grau do Curso de Formação de Árbitros de Futebol da FPF – Turma Abelardo Neves – Polo Marabá. O curso é promovido pela Comissão de Arbitragem da Federação Paraense de Futebol (CA/FPF). A partir de agora, os formandos podem representar a região sul e sudeste do Pará, nas competições amadoras e profissionais do Estado do Pará.

Sobre o curso

O curso teve início no dia 11 de setembro de 2021 e foi concluído no dia 18 de dezembro do ano passado. Foram formados de Marabá, Tucuruí, Breu Branco, Parauapebas e Belém. O objetivo do curso é justamente fortalecer e aumentar o quadro de arbitragem, tendo em vista o aumento no número de clubes profissionais no sul e sudeste do Pará.

Leia mais:

Disciplina rígida

A formação teve carga horária de 230 horas e foram ministradas disciplinas que são exigidas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Entre essas disciplinas estão Nutrição, Expressão Oral e Escrita, Regras do Jogo, Mecânicas de Arbitragem, Língua Inglesa, Língua Espanhola, Primeiros Socorros, Legislação Esportiva, além de Preparação Física e Psicológica aplicada à Arbitragem.

Do Águia

Nem todo mundo percebeu, mas o Águia de Marabá Futebol Clube mudou sua programação para enfrentar a Tuna-Luso Brasileira na estreia do Parazão 2021 nesta quarta-feira (26), em Parauapebas. Os comandados de Samuel Cândido não fizeram nenhum jogo amistoso, como estava previsto inicialmente e somente dois coletivos definem o time titular. A partida contra a Tuna, no Estádio Rosenão, está confirmada para as 20h de amanhã (26), com ingressos à venda ao valor de R$ 30 a arquibancada (R$15 a meia).

crédito: Ascom/Goiás EC

Homofobia não!

O Clube do Remo será julgado nesta quarta-feira (26), às 10h, pela Terceira Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol. O clube foi denunciado por cantos homofóbicos da torcida na partida do dia 15 de novembro de 2021, com o Goiás, pela Série B. O alvo da homofobia foi o atacante Nicolas, do Esmeraldino, que já é velho conhecido da torcida azulina por ter defendido as cores do Paysandu.

crédito: Palmeiras/Twitter

Avante Palestra!

O Palmeiras entra em campo em seu estádio (Allianz Parque) às 10h da manhã desta terça (25) para disputar a final da Copa São Paulo contra o Santos. O Verdão é dono da melhor campanha e chega como favorito. E tem mais: em fevereiro o time principal viaja ao Catar para disputar o Mundial de Clubes. Se vencer o mundial (o que é difícil) e a Copa São Paulo (o que é bem mais fácil), o Palmeiras poderá exorcizar de vez a famigerada musiquinha de que “não tem copinha, não tem mundial”, que é cantada pelos adversários, principalmente os flamenguistas.

A tarefa é difícil, mas alguém duvida do Verdão?

Comentários