Correio de Carajás

Vacina já está nos postos de saúde

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A Secretaria Municipal de Saúde de Parauapebas (Semsa), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde, disponibilizou em todos os postos de saúde da cidade a vacina contra o Papiloma Vírus Humano (HPV) para meninas, de 9 a 14 anos 11 meses e 29 dias, e para meninos, de 12 a 14 anos 11 meses e 29 dias – 15 anos incompletos).

A vacina é destinada a adolescentes que ainda não iniciaram a vida sexual e não tiveram contado com o vírus. O HPV é responsável por casos de câncer de colo de útero, além de câncer de vulva, vagina, ânus, pênis e orofaringe. É também responsável pelas verrugas genitais conhecidas como condiloma acuminado.

As doses estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros Altamira, Novo Brasil, Jardim Canadá, Liberdade I e II, Casas Populares II, Minérios, Guanabara, Palmares Sul, Cedere I, Paulo Fonteles, Apa do Gelado e Vila Sansão. O horário de funcionamento das UBS é das 8h às 11h30 e das 14h às 17h30. 

Leia mais:

Efeitos colaterais

A vacina contra o HPV pode ter como efeitos colaterais: dor, vermelhidão ou inchaço no local da picada, que podem ser diminuídos com a colocação de uma compressa de gelo, protegido com um pano, no local da aplicação. Além disso, pode provocar dor de cabeça e febre superior a 38ºC, facilmente controlada com antitérmico. Caso o indivíduo desconfie da origem da febre, deve entrar em contato com o médico.

Algumas meninas relataram alteração da sensibilidade das pernas, mas o mais frequente são as reações emocionais devido a ansiedade após tomar a vacina. Não foram confirmados, por estudos científicos, outras alterações relacionados a essa vacina.

Eficácia

A vacina já era ofertada desde 2014 para as meninas e confere proteção contra quatro subtipos do vírus HPV (6, 11, 16 e 18), com 98% de eficácia para quem segue corretamente o esquema vacinal. Para os meninos, a estratégia tem como objetivo proteger contra os cânceres de pênis, garganta e ânus, doenças que estão diretamente relacionadas ao HPV.

Vale ressaltar que os cânceres de garganta e de boca são o 6º tipo mais comum no mundo, com 400 mil casos ao ano e 230 mil mortes. Além disso, mais de 90% dos casos de câncer anal e orofaringe são atribuíveis à infecção pelo HPV.

Nas meninas, o principal foco da vacinação é proteger contra o câncer de colo do útero, vulva, vaginal e anal; lesões pré-cancerosas; verrugas genitais e infecções causadas pelo vírus. O HPV é transmitido pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas por meio de relação sexual. Também pode ser transmitido da mãe para filho no momento do parto.

Síntese – As doses estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros Altamira, Novo Brasil, Jardim Canadá, Liberdade I e II, Casas Populares II, Minérios, Guanabara, Palmares Sul, Cedere I, Paulo Fonteles, Apa do Gelado e Vila Sansão. O horário de funcionamento das UBS é das 8h às 11h30 e das 14h às 17h30

(Tina Santos com informações da ascom semsa)

 

 

Foto: Divulgação

A Secretaria Municipal de Saúde de Parauapebas (Semsa), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde, disponibilizou em todos os postos de saúde da cidade a vacina contra o Papiloma Vírus Humano (HPV) para meninas, de 9 a 14 anos 11 meses e 29 dias, e para meninos, de 12 a 14 anos 11 meses e 29 dias – 15 anos incompletos).

A vacina é destinada a adolescentes que ainda não iniciaram a vida sexual e não tiveram contado com o vírus. O HPV é responsável por casos de câncer de colo de útero, além de câncer de vulva, vagina, ânus, pênis e orofaringe. É também responsável pelas verrugas genitais conhecidas como condiloma acuminado.

As doses estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros Altamira, Novo Brasil, Jardim Canadá, Liberdade I e II, Casas Populares II, Minérios, Guanabara, Palmares Sul, Cedere I, Paulo Fonteles, Apa do Gelado e Vila Sansão. O horário de funcionamento das UBS é das 8h às 11h30 e das 14h às 17h30. 

Efeitos colaterais

A vacina contra o HPV pode ter como efeitos colaterais: dor, vermelhidão ou inchaço no local da picada, que podem ser diminuídos com a colocação de uma compressa de gelo, protegido com um pano, no local da aplicação. Além disso, pode provocar dor de cabeça e febre superior a 38ºC, facilmente controlada com antitérmico. Caso o indivíduo desconfie da origem da febre, deve entrar em contato com o médico.

Algumas meninas relataram alteração da sensibilidade das pernas, mas o mais frequente são as reações emocionais devido a ansiedade após tomar a vacina. Não foram confirmados, por estudos científicos, outras alterações relacionados a essa vacina.

Eficácia

A vacina já era ofertada desde 2014 para as meninas e confere proteção contra quatro subtipos do vírus HPV (6, 11, 16 e 18), com 98% de eficácia para quem segue corretamente o esquema vacinal. Para os meninos, a estratégia tem como objetivo proteger contra os cânceres de pênis, garganta e ânus, doenças que estão diretamente relacionadas ao HPV.

Vale ressaltar que os cânceres de garganta e de boca são o 6º tipo mais comum no mundo, com 400 mil casos ao ano e 230 mil mortes. Além disso, mais de 90% dos casos de câncer anal e orofaringe são atribuíveis à infecção pelo HPV.

Nas meninas, o principal foco da vacinação é proteger contra o câncer de colo do útero, vulva, vaginal e anal; lesões pré-cancerosas; verrugas genitais e infecções causadas pelo vírus. O HPV é transmitido pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas por meio de relação sexual. Também pode ser transmitido da mãe para filho no momento do parto.

Síntese – As doses estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros Altamira, Novo Brasil, Jardim Canadá, Liberdade I e II, Casas Populares II, Minérios, Guanabara, Palmares Sul, Cedere I, Paulo Fonteles, Apa do Gelado e Vila Sansão. O horário de funcionamento das UBS é das 8h às 11h30 e das 14h às 17h30

(Tina Santos com informações da ascom semsa)

 

 

Foto: Divulgação

Comentários

Mais

MPs recomendam proteção de indígenas contra covid-19 no sudeste do PA

MPs recomendam proteção de indígenas contra covid-19 no sudeste do PA

Em recomendações conjuntas, o Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) requisitaram uma série…
A arte pra “rir, chorar e refletir” de Mandie Gil

A arte pra “rir, chorar e refletir” de Mandie Gil

Artes, maquiagens, receitas, discussões político-sociais, tutoriais, dicas, gatos…. tem um pouco de muito no perfil de Amanda Gil Cardoso de…
Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real

O salário mínimo em 2022 será de R$ 1.147 e não terá aumento acima da inflação, anunciou o Ministério da…
Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias

Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias

A Petrobras anunciou hoje (15) aumentos de R$ 0,10 (3,7%) no preço do diesel e de R$ 0,05 (1,9%) no…
Linha Verde lança campanha “Abril Laranja”

Linha Verde lança campanha “Abril Laranja”

O programa Linha Verde aderiu à campanha “Abril Laranja”, que possui como objetivo conscientizar a população e prevenir o crime…
Sespa reforça necessidade de tomar a segunda dose da vacina contra Covid-19

Sespa reforça necessidade de tomar a segunda dose da vacina contra Covid-19

Para que a proteção à Covid-19 proporcionada pelas vacinas funcione como o previsto é necessário tomar as duas doses, tanto…