Correio de Carajás

Centro de Convenções de Marabá mais uma vez adiado

Um Termo de Ajuste de Conduta adiou mais uma vez o prazo para conclusão das obras e entrega do Centro de Convenções do Município de Marabá, localizado às margens da Rodovia BR-155. Com capacidade para receber até 18 mil pessoas e investimento superior a R$ 20 milhões, inicialmente o prédio deveria ser entregue em dezembro de 2.014.

Em abril do ano passado, durante visita técnica ao local, representantes do governo estadual prometeram a entrega ao final de 2016, o que não ocorreu. Agora firmou-se TAC entre a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop) e a empresa Quadra Engenharia LTDA, responsável pela obra, publicado no Diário Oficial do Estado ontem, segunda-feira (3).

Conforme a cláusula segunda, o prazo contratual previsto era o dia 24 do último mês, mas este foi prorrogado para o próximo dia 31 de agosto. As demais cláusulas do contrato permaneceram inalteradas. A obra foi inicialmente projetada para custar R$ 18 milhões, porém no ano passado foi informado que durante a execução procedimentos precisaram ser revistos e alterados, elevando os custos a pelo menos R$ 22 milhões.

Leia mais:

O centro é dividido em quatro grandes blocos que comportam área para feiras e eventos, administrativa, praça de alimentação, área de teatro, salas multiuso, auditório, entre outros espaços. O terreno mede 33 mil m², dentre os quais 13 mil m² são de área construída. Parte do espaço é destinado a estacionamento para 400 veículos. (Luciana Marschall)

 

Um Termo de Ajuste de Conduta adiou mais uma vez o prazo para conclusão das obras e entrega do Centro de Convenções do Município de Marabá, localizado às margens da Rodovia BR-155. Com capacidade para receber até 18 mil pessoas e investimento superior a R$ 20 milhões, inicialmente o prédio deveria ser entregue em dezembro de 2.014.

Em abril do ano passado, durante visita técnica ao local, representantes do governo estadual prometeram a entrega ao final de 2016, o que não ocorreu. Agora firmou-se TAC entre a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop) e a empresa Quadra Engenharia LTDA, responsável pela obra, publicado no Diário Oficial do Estado ontem, segunda-feira (3).

Conforme a cláusula segunda, o prazo contratual previsto era o dia 24 do último mês, mas este foi prorrogado para o próximo dia 31 de agosto. As demais cláusulas do contrato permaneceram inalteradas. A obra foi inicialmente projetada para custar R$ 18 milhões, porém no ano passado foi informado que durante a execução procedimentos precisaram ser revistos e alterados, elevando os custos a pelo menos R$ 22 milhões.

O centro é dividido em quatro grandes blocos que comportam área para feiras e eventos, administrativa, praça de alimentação, área de teatro, salas multiuso, auditório, entre outros espaços. O terreno mede 33 mil m², dentre os quais 13 mil m² são de área construída. Parte do espaço é destinado a estacionamento para 400 veículos. (Luciana Marschall)

 

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.