Correio de Carajás

Usuários se queixam de cortes

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
101 Visualizações

Mais uma vez a Celpa foi alvo de reclamações e polêmica em Marabá, após cortar a energia de comerciantes e moradores na Folha 28, em pleno sábado (22). A concessionária de energia até pode realizar cortes – afinal, é prerrogativa dela, caso os usuários estejam em débito. Porém, a interrupção da energia deve ser avisada no talonário que chega a residência dos usuários com 15 dias de antecedência. E não pode ser feita, sob qualquer pretexto, em véspera de feriado ou nos fins de semana, como determinado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Lucidalva da Silva Araújo, pequena comerciante e moradora da Folha 28 foi uma das pessoas atingidas pelo corte em massa ocorrido naquela área no final de semana. Indignada, ela contou à reportagem que a empresa não manda aviso prévio, e que até mesmo o talão de contas não tem chegado. “Eles não mandaram aviso, não mandaram o meu talão de luz. Eu, todo mês, para pagar a minha luz, tenho que pagar o Cyber e acessar a internet para ver quanto deu minha conta do mês”, justificou.

Ela ainda disse que tentou argumentar com um dos funcionários da concessionária para impedir o corte. “Mas foi em vão. Paguei um talão, ficou um para pagar e mesmo assim eles cortaram a minha energia, sem mandar aviso. E pior, cortaram no sábado, quando nem lotérica tem aberta pra pagar. Falei que eu paguei um e que eu iria pagar o outro na segunda, pedi para religar, mas não teve jeito”, declarou, dizendo ainda que os funcionários da empresa que presta serviço para a Celpa foram “ignorantes” com ela.

Leia mais:

Quem também não gostou nem um pouco da situação foi Fátima Pereira, que tem uma loja ao lado do estabelecimento de Lucidalva. “Aqui, outro dia, cortaram a minha energia também. Eu pague, mas mesmo assim ficou cinco dias cortada. E a gente liga para eles e eles ainda dizem que a gente não liga”, relatou, alegando que também não tem recebido o talão de energia em casa.  “Eu peço para eles virem ligar com o talão pago e eles não vêm, passa mais de semana”, reclamou.

 

O que diz a Celpa

Em nota, a Celpa diz que só executa suspensão do fornecimento aos finais de semana quando há uma religação feita à revelia. O procedimento é realizado quando a conta contrato teve seu fornecimento suspenso, não houve pagamento dos débitos e o cliente faz uma religação à rede por conta própria.

“A empresa também aproveita para reforçar que o cliente é informado previamente sobre o corte na fatura de energia elétrica. O aviso é impresso na própria fatura de energia do cliente conforme determina a legislação do setor elétrico”, diz o comunicado.

Em relação a não entrega das faturas nas residências, a concessionária informou que vai apurar a situação para resolvê-la e orienta que a fatura pode ser acessada por meio do site (www.celpa.com.br) ou do aplicativo que pode ser baixado gratuitamente em dispositivos móveis. “A fatura fica disponível no sistema até cinco dias antes do vencimento”, finaliza a nota. (Nathália Viegas com informações de Adilson Poltroniere)

 

Mais uma vez a Celpa foi alvo de reclamações e polêmica em Marabá, após cortar a energia de comerciantes e moradores na Folha 28, em pleno sábado (22). A concessionária de energia até pode realizar cortes – afinal, é prerrogativa dela, caso os usuários estejam em débito. Porém, a interrupção da energia deve ser avisada no talonário que chega a residência dos usuários com 15 dias de antecedência. E não pode ser feita, sob qualquer pretexto, em véspera de feriado ou nos fins de semana, como determinado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Lucidalva da Silva Araújo, pequena comerciante e moradora da Folha 28 foi uma das pessoas atingidas pelo corte em massa ocorrido naquela área no final de semana. Indignada, ela contou à reportagem que a empresa não manda aviso prévio, e que até mesmo o talão de contas não tem chegado. “Eles não mandaram aviso, não mandaram o meu talão de luz. Eu, todo mês, para pagar a minha luz, tenho que pagar o Cyber e acessar a internet para ver quanto deu minha conta do mês”, justificou.

Ela ainda disse que tentou argumentar com um dos funcionários da concessionária para impedir o corte. “Mas foi em vão. Paguei um talão, ficou um para pagar e mesmo assim eles cortaram a minha energia, sem mandar aviso. E pior, cortaram no sábado, quando nem lotérica tem aberta pra pagar. Falei que eu paguei um e que eu iria pagar o outro na segunda, pedi para religar, mas não teve jeito”, declarou, dizendo ainda que os funcionários da empresa que presta serviço para a Celpa foram “ignorantes” com ela.

Quem também não gostou nem um pouco da situação foi Fátima Pereira, que tem uma loja ao lado do estabelecimento de Lucidalva. “Aqui, outro dia, cortaram a minha energia também. Eu pague, mas mesmo assim ficou cinco dias cortada. E a gente liga para eles e eles ainda dizem que a gente não liga”, relatou, alegando que também não tem recebido o talão de energia em casa.  “Eu peço para eles virem ligar com o talão pago e eles não vêm, passa mais de semana”, reclamou.

 

O que diz a Celpa

Em nota, a Celpa diz que só executa suspensão do fornecimento aos finais de semana quando há uma religação feita à revelia. O procedimento é realizado quando a conta contrato teve seu fornecimento suspenso, não houve pagamento dos débitos e o cliente faz uma religação à rede por conta própria.

“A empresa também aproveita para reforçar que o cliente é informado previamente sobre o corte na fatura de energia elétrica. O aviso é impresso na própria fatura de energia do cliente conforme determina a legislação do setor elétrico”, diz o comunicado.

Em relação a não entrega das faturas nas residências, a concessionária informou que vai apurar a situação para resolvê-la e orienta que a fatura pode ser acessada por meio do site (www.celpa.com.br) ou do aplicativo que pode ser baixado gratuitamente em dispositivos móveis. “A fatura fica disponível no sistema até cinco dias antes do vencimento”, finaliza a nota. (Nathália Viegas com informações de Adilson Poltroniere)

 

Comentários

Mais

Inscrições para Programa de Estágio foram prorrogadas até dia 21

Inscrições para Programa de Estágio foram prorrogadas até dia 21

O Grupo Equatorial Energia prorrogou até esta quarta-feira, dia 21, as inscrições para o processo seletivo do seu Programa de…
Mulher é atacada por dois pitbulls em Conceição do Araguaia

Mulher é atacada por dois pitbulls em Conceição do Araguaia

Uma mulher foi atacada por dois cachorros da raça pitbull em Conceição do Araguaia, no sul do Estado. O fato…
Políticas públicas garantem defesa de direitos dos Povos Indígenas no Pará

Políticas públicas garantem defesa de direitos dos Povos Indígenas no Pará

O técnico agrícola Raimundo Delival é extensionista rural da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) há…
Média de mortes em 2020 não foi menor que em 2019

Média de mortes em 2020 não foi menor que em 2019

Postagem do cantor Roger Moreira no Twitter usa dados antigos e incompletos de mortes por covid-19 no Brasil. Print do…
Casa da Cultura lança oficina virtual e gratuita de grafismo indígena

Casa da Cultura lança oficina virtual e gratuita de grafismo indígena

No Dia do Índio é comum as crianças chegarem da escola com o rosto pintado e um cocar na cabeça.…
Pará atinge o segundo lugar no ranking nacional de vacinação contra Covid-19

Pará atinge o segundo lugar no ranking nacional de vacinação contra Covid-19

O Pará já é o segundo estado que mais aplicou doses de vacinas contra a Covid-19 entregues pelo governo federal,…