Tirador de açaí é morto com um tiro na zona rural de Nova Ipixuna
Cassio Oliveira, de 18 anos, foi morto com um tiro na nuca/ Foto: Divulgação
Ads

A Polícia Civil de Jacundá abriu inquérito para investigar o assassinato de Cassio Rozário de Oliveira, de 18 anos, morto a tiros na zona rural de Nova Ipixuna, neste domingo (8). Segundo informações repassadas à reportagem do Correio pelo sargento PM Carlos Pereira, a vítima estava junto com um grupo de cerca de 10 tiradores de açaí no km 41, próximo à vila Boa Esperança. O grupo estava na área de uma fazenda localizada perto da PA-150, quando o rapaz foi atingido por disparo de arma de fogo.

Ads

Ainda de acordo com o sargento Pereira, uma equipe do Centro de Perícias Científicas (CPC) Renato Chaves de Marabá fez a remoção do corpo, que apresentava uma perfuração na nuca, provavelmente causada por um projetil calibre 38. Cassio era natural da cidade de Bragança, localizada a 200 quilômetros de Belém e tirava açaí na área junto com outras pessoas.

“Esse pessoal não é daqui da região. Eles não moram nem em Nova Ipixuna e nem na vila. Esses tiradores de açaí vêm de longe pra fazer esse trabalho, mas eles não souberam informar quem atirou no rapaz”, explicou o sargento.

A reportagem do Correio tentou contato com o delegado titular do município, Elias Frances, para saber mais detalhes do caso, mas ele não atendeu às ligações.

Disputa por território

De acordo com uma fonte do Ministério Público do Pará, há uma disputa entre grupos de tiradores de açaí que vêm de outras localidades do Estado e outros que são da região sul do Pará. Em época de safra, os “açaizeiros”, como são conhecidos popularmente, lotam as zonas rurais da região inclusive usando caminhões com refrigeradores para armazenar e escoar a produção. (Fabiane Barbosa)

Ads