Correio de Carajás

Tarifa de van aumenta 21% e vai para R$ 4 em Parauapebas

TRANSPORTE

Fotos: Juliano Corrêa
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Preço da passagem do transporte público sairá da casa dos R$ 3,30 a partir de segunda-feira

A partir de segunda-feira (12), o passageiro do transporte de vans de Parauapebas pagará 21% mais caro na passagem de van. A tarifa do transporte público no perímetro urbano passará a ser R$ 4, ao invés dos R$ 3,30 praticados atualmente. O reajuste é o primeiro desde 2019. A tarifa da van entre a cidade e a vila Palmares II passará a ser R$ 8, assim como a tarifa do trecho para o Núcleo Urbano de Carajás.

Inicialmente, o Decreto Nº 1376, de 28 de maio de 2021, previa o aumento para R$ 4,69 no perímetro urbano, R$ 8,31 para a linha da Palmares II e R$ 8,29 para a linha de Carajás, mas após negociação com a Central das Cooperativas de Transporte de Parauapebas (Central) os valores foram reduzidos.

Francisco Brito, presidente da Central, explicou que o reajuste, que não acontecia há dois anos e meio, se dá por conta do severo aumento no custo operacional das vans no município. “Nosso combustível está aumentando constantemente, assim como nossos insumos, que são todos derivados do petróleo: lona de freio, pneus, óleo lubrificante… além dos custos de manutenção por conta das rotas ruins, sempre por buracos, por conta das chuvas”, afirma.

Leia mais:
Francisco Brito, presidente da Central, justificou tarifa pelo aumento dos custos

Conforme ele, há um gasto médio de R$ 5 mil por semana apenas com lonas de freio. “Não tivemos objeções por parte do prefeito [Darci Lermen] por conta desses motivos. Ele concordou que seria um aumento justo”, declarou o presidente da cooperativa.

NAS RUAS É OUTRA HISTÓRIA

A população, entretanto, não recebeu bem o reajuste no preço. Sandra Ferreira é zeladora no Shopping Partage Parauapebas e mora no Bairro Cidade Nova. Ela manifestou a indignação com o serviço disponibilizado para quem precisa do transporte público na cidade.

Sandra afirma chegar atrasada no trabalho todos os dias

“As cadeiras estão quase caindo, hoje já não tem mais ar condicionado dentro das vans, a quentura é muito grande. O horário das linhas mudou e quase todo dia eu chego atrasada no serviço”, queixou-se Sandra, também atestando que a redução de veículos por conta da pandemia não se justifica mais e piorou ainda mais o serviço.

Lindalva da Costa Souza, camareira de hotel e moradora do Bairro Nova Carajás, atestou o descaso das linhas do transporte público com seu local de residência, reclamando que apenas um trecho das vans passa pelo bairro. “O serviço é péssimo, demora demais, sempre lotado… Saio do serviço 16h e só vou chegar em casa 18h”.

Lindalva espera que, com o aumento da tarifa, o serviço ao menos melhore

Ainda assim, Lindalva pontuou que se um reajuste está sendo feito, ela espera que o serviço melhore com o aumento da receita captada pelas vans. “Se vão subir [o preço da] passagem, eu acho que tem que melhorar o transporte também. Colocar mais vans na rua e atender melhor a população, porque desse jeito que está não vale a pena para nós”, concluiu. (Juliano Corrêa)

Comentários

Mais

Sarau na Câmara celebra múltiplas linguagens artísticas de Marabá

Sarau na Câmara celebra múltiplas linguagens artísticas de Marabá

Na noite desta terça-feira, dia 30 de novembro, a Escola do Legislativo de Marabá (Elmar) realizou o 6º Sarau Líteromusical,…
Pará registra 610.087 casos e 16.928 mortes por Covid-19

Pará registra 610.087 casos e 16.928 mortes por Covid-19

O Pará contabilizou mais 695 casos de Covid-19 e 16 mortes causadas pela doença. Segundo o boletim divulgado pela Secretaria…
Alec Baldwin diz que não puxou gatilho de arma que matou diretora de fotografia

Alec Baldwin diz que não puxou gatilho de arma que matou diretora de fotografia

O ator Alec Baldwin declarou em entrevista para TV que não puxou o gatilho da arma que matou a diretora de fotografia Halyna…
MEC publica edital para adesão das instituições ao Fies de 2022

MEC publica edital para adesão das instituições ao Fies de 2022

O Ministério da Educação (MEC) publicou nesta quarta-feira (1º) o edital com o cronograma e os procedimentos para participação das mantenedoras de…
HIV: Brasil tem 694 mil pessoas em terapia antirretroviral

HIV: Brasil tem 694 mil pessoas em terapia antirretroviral

No Brasil, 694 mil pessoas estão em tratamento contra o HIV. Apenas neste ano, 45 mil novos pacientes iniciaram a…
Covid-19: OMS aponta baixa cobertura vacinal e testes insuficientes

Covid-19: OMS aponta baixa cobertura vacinal e testes insuficientes

O mundo enfrenta “uma mistura tóxica” que resulta da baixa cobertura vacinal contra a covid-19 e um nível de testagem…