Correio de Carajás

Semma avalia que desrespeito com a piracema diminuiu em Marabá

Casos de apreensão foram em número inferior ao período de defeso anterior nos rios da região
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), por meio do Departamento de Fiscalização Ambiental, divulgou o saldo positivo dos dados referentes ao período de defeso da Piracema nos rios Tocantins e Itacaiúnas, que foi de novembro/20 a fevereiro/21. O balanço mostra que em 2021 foram apreendidos 459 kg de pescado na região, contra 1.496kg de peixes confiscados em 2020.

“O período da Piracema ou do defeso, como é conhecido, é uma medida que tem como objetivo proteger a reprodução dos peixes”, explica Paulo Chaves, coordenador do DFA.

Segundo ele, durante esses 4 meses, o departamento esteve todos os dias nos rios Tocantins e Itacaiunas, fiscalizando qualquer tipo de embarcação, armadilhas ou apetrechos que pudessem estar nos rios, fazendo a pesca irregular. “Fizemos os recolhimentos, abordamos pescadores e notificamos, caso necessário, pelo crime ambiental, por estar pescado no período do defeso”.

Leia mais:

As fiscalizações também aconteceram em feiras e supermercados, que foram autuadas pela venda ilegal do pescado. “Na Feira da 28, na Nova Marabá, foram apreendidos aproximadamente 300kg de peixe e os proprietários irão responder processo administrativo”, explica.

De acordo com uma análise da Semma feita nos últimos 3 anos, os rios da nossa região estão sendo bem cuidados. Os dados mostram que o número de malhadeiras, por exemplo, diminuiu consideravelmente, se comparado com o ano de 2019 e, isso se dá, a vigilância diária nos rios.

“Em 2019 apreendemos quase 30 mil metros de malhadeiras e, em 2021 apreendemos pouco mais de 10 mil. A gente sabe que ainda existe muita gente que resiste e, que realmente, querem burlar a proibição. Mas estamos acompanhando e tentando impedir que isso aconteça. Concluímos uma etapa do nosso trabalho. Continuamos na ativa, impedindo que não haja mais crimes ambientais na nossa região”, finaliza Paulo.

As apreensões a somam 10.348 metros de malhadeiras (rede de pesca), 65% menos do que o período anterior (29.446 metros). O relatório da Semma cita ainda a apreensão de 50 armadilhas; sete tarrafas, 64 espinhéis (106 no período anterior), 15 boias de espinhel, três barcos e três motores (respectivamente 2 e 2 anteriormente), uma notificação e um auto de infração (R$ 4.200,00), dois pássaros e quatro tartarugas, sendo que as aves foram soltas na natureza, no Parque Zoobotânico de Marabá; as tartarugas devolvidas ao Rio Tocantins. Todo o apetrecho de pesca foi destruído; enquanto o pescado foi doado a instituições de caridade.

O período da piracema durou quatro meses e terminou em 28 de fevereiro. Neste intervalo, em que os peixes se reproduzem, havia a permissão da pesca esportiva com a prática do pesque e solte e a pesca de subsistência para os ribeirinhos.

A Semma conta com o apoio da Guarda Municipal de Marabá e, todo pescado apreendido, foi doado para Chácara Emaús, Mesa Brasil, Lar São Vicente de Paula e Lar das Crianças. (Ana Mangas)

Comentários

Mais

Exposição on-line apresenta obras produzidas por artistas de Parauapebas

Exposição on-line apresenta obras produzidas por artistas de Parauapebas

Já está disponível na página do Movimenta Pebas, a exposição virtual das três obras produzidas no programa de residência artística…
Estudos fraudados não deslegitimam artigos que comprovam ineficácia da cloroquina contra a covid-19

Estudos fraudados não deslegitimam artigos que comprovam ineficácia da cloroquina contra a covid-19

INVESTIGADO POR:  VERIFICADO POR:    Médico norte-americano apresenta evidências enganosas ao sugerir conspiração da ciência contra cloroquina. Texto publicado em…
Mutirão, em Marabá, vacina mais de 10 mil pessoas acima dos 45 anos

Mutirão, em Marabá, vacina mais de 10 mil pessoas acima dos 45 anos

A partir desta segunda-feira (21), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) retomou a vacinação contra a covid-19 para quem está…
É falso que senadores republicanos tenham descoberto origem da covid-19

É falso que senadores republicanos tenham descoberto origem da covid-19

INVESTIGADO POR:  VERIFICADO POR:  Conteúdo verificado: Texto publicado em site na internet segundo o qual senadores republicanos revelaram que já…
Temperatura sobe e agita o verão de Parauapebas

Temperatura sobe e agita o verão de Parauapebas

Junho chegou e com ele a onda de calor mais forte do ano na região amazônica. As temperaturas podem superar…
Projeto que cria linhas de ônibus turísticas em Parauapebas será votado nesta terça (22)

Projeto que cria linhas de ônibus turísticas em Parauapebas será votado nesta terça (22)

Consta na pauta da Sessão Ordinária desta terça-feira (22) da Câmara Municipal de Parauapebas o Projeto de Lei Nº 54…