Mais problemas

[pro_ad_display_adzone id="528"]

Como se dizia antigamente: a bruxa anda solta, mesmo, no que diz respeito aos problemas ao mesmo tempo com as rodovias do Pará. Não bastasse a queda da ponte do Moju e parte da rodovia levada pela água na BR-010, agora é a vez da PA 263, que faz ligação de Tucuruí e Breu Branco a Goianésia. Dois pontos são críticos. O principal fica no Km 25, onde os bueiros não deram conta da quantidade de água e o aterro sob o asfalto foi levado. O pavimento da rodovia ainda está lá, mas como uma fina camada que pode desabar a qualquer momento.

Mais problemas II

O outro ponto é em uma das cabeceiras de ponte sobre o Rio Mojuzinho. A pista ameaça ceder. A Secretaria de Estado de Transporte já estaria com maquinário no local e promete restabelecer o tráfego hoje.

Festival Regional

A Apae de Marabá realiza hoje (11) e amanhã o seu IV Festival Regional de Arte, evento com a participação das Apaes de Eldorado do Carajás, Itupiranga, São Geraldo e Tucuruí. No primeiro dia competem trabalhos de artes visuais, artesanato e cartões de Natal. A cerimônia de abertura será às 17 horas. No segundo dia: dança, artes cênicas, música e dança folclórica. Tudo no Cine Marrocos, na Travessa Lauro Sodré com Av. Antônio Maia. Nestes dois, também, ocorre o 6º Encontro Regional Feapaes Pará.

Alça Viária

O Governo do Estado segue executando ações emergenciais para solucionar os problemas enfrentados pela população após a queda da ponte Rio Moju. As buscas por possíveis vítimas foram realizadas do amanhecer até o início da noite, mas ainda não foram encontrados vestígios de pessoas ou veículos que teriam caído no leito do rio.

Alça Viária II

Uma equipe técnica da Secretaria de Estado de Transportes esteve ontem na região afetada pelo acidente. Os representantes do órgão estadual foram acompanhar as obras na vicinal Quilombola, rodovia Perna Sul e PA-252, intensificadas após a queda da ponte.

Destroços

Sobre o deslocamento dos destroços da balsa e da estrutura da ponte para outra área do rio, a Setran informa que a ação não foi iniciada, nesta quarta-feira, devido à maré alta. A equipe da empresa contratada para realizar o serviço permanecerá no local para tentar começar o trabalho nesta quinta (11). O processo de retirada do total das 3 mil toneladas de escombros deve durar quatro meses.

DMTU

Órgão que disciplina e fiscaliza o trânsito e o transporte urbano em Marabá, o DMTU está com novo diretor. Quem assumiu a função foi o agente Emanoel Souza, em substituição ao colega Jocenilson Silva, que estava à frente desde o início do atual governo. O novo gestou do órgão também já mudou a coordenação de fiscalização, que tem como titular o agente Félix. São mais de 112 mil veículos, segundo ele, circulando só com placas de Marabá, fora os de fora da cidade.

[pro_ad_display_adzone id="530"]