> A coisa anda feia em Tucuruí e a Prefeitura Municipal decidiu agora cortar nos itens descartáveis. Um memorando da direção do Hospital Municipal, do dia 8 de abril, avisa aos servidores que não serão mais fornecidos talheres descartáveis. Ou seja, quem tiver refeição a fazer, que leve seu talher de casa.

[pro_ad_display_adzone id="528"]

> Maria Clara Cristo, a diretora que assina o comunicado, põe a culpa na crise financeira e nas dívidas que o setor de saúde teria herdado. Não colou muito isso com a turma atingida, que ontem repassou fotos do documento nas redes sociais.

> Em meio ao caos que a queda da ponte do Moju causou no acesso de passageiros e trânsito de cargas no Pará, o governador Helder resolveu ir logo ao Governo Federal atrás de ajuda, sabedor que é da força do caixa da União para ajuda em tragédias.

> Helder e deputados e senadores da Bancada do Pará foram recebidos no Palácio do Planalto pelo presidente Jair Bolsonaro e o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. O governador não fez meias palavras, falou da situação nua e crua e revelou o valor da conta: R$ 113 milhões para a reconstrução.

> Segundo o governador, o presidente se demonstrou sensível e solidário à causa e determinou que sua equipe, liderada pelos ministros da Casa Civil, Onyx Lorenzoni; da Infraestrutura, Tarcísio Gomes; e da Economia, Paulo Guedes, analise de que forma e com que volume será possível colaborar.

> Reitor da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), Maurílio Monteiro anda só satisfação com o senador Jader Barbalho, que garantiu recursos para a construção do prédio de laboratórios.

[pro_ad_display_adzone id="530"]