Correio de Carajás

Prefeitura de Marabá fará fiscalização rigorosa na Mineração Buritirama

Planta da Buritirama está em obras. Empresa estaria construindo sem alvará do município
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A Buritirama é a 5ª maior mineradora em atuação no Pará e produziu R$ 554.292.100,47 durante 2018 em recursos minerais, notadamente manganês. Em 2017, foram movimentados R$ 451.933.054,96, alcançando um extraordinário avanço de mais de R$ 100 milhões de um ano para outro.

Em 2017, a empresa anunciou que instalaria uma planta de sinterização de manganês ao lado da mina às proximidades da Vila União, na Estrada do Rio Preto, em Marabá. O projeto previa a criação de 400 empregos diretos na implantação, que deveria durar 16 meses, e 100 diretos quando as operações iniciarem, fora os empregos indiretos na prestação de serviços.

O secretário de Planejamento de Marabá, Karam El Hajjar, anunciou nesta quarta-feira, durante a audiência pública de prestação de contas do 3º Quadrimestre de 2018, na Câmara Municipal, que o prefeito Tião Miranda autorizou uma fiscalização rigorosa na planta da Buritirama, porque a empresa não pagou alvará de construção para início das obras. ISS (Imposto Sobre Serviços) também não estariam sendo recolhidos à receita municipal.

Leia mais:

Diante disso, uma força tarefa envolvendo a SDU (Superintendência de Desenvolvimento Urbano), Secretaria Municipal de Meio Ambiente está sendo montada para fazer fiscalização em conjunto na empresa, que também tem escritório e entreposto na área urbana, às proximidades da Vila São José, no Km 9.

A Buritirama tentou obter benefícios fiscais junto à Prefeitura de Marabá, mas aparentemente a empresa desistiu da negociação. As obras físicas iniciaram na base do “caladinho” e a Prefeitura de Marabá fará fiscalização para avaliar a extensão das obras e cobrar os impostos devidos.

A mineradora comercializa seus produtos nos mercados nacional e internacional. A Reportagem do CORREIO tentou contato, por telefone, com Agnaldo, representante da empresa na região, mas ele não respondeu às mensagens no celular. (Ulisses Pompeu)

Comentários

Mais

Presidente faz discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas

Presidente faz discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas

O presidente Jair Bolsonaro faz, hoje (21), o discurso de abertura da sessão de debates da 76ª Assembleia Geral das…
Ministro diz que efeitos adversos não podem interromper vacinação

Ministro diz que efeitos adversos não podem interromper vacinação

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta segunda-feira (20) que a existência de eventos adversos não é motivo para…
Governo propõe PL que limita remoção de conteúdos em redes sociais

Governo propõe PL que limita remoção de conteúdos em redes sociais

O governo federal enviou ao Congresso um Projeto de Lei (PL) que limita a remoção de conteúdos em redes sociais…
Publicado decreto que aumenta IOF para custear Auxílio Brasil

Publicado decreto que aumenta IOF para custear Auxílio Brasil

O Diário Oficial da União (DOU) publicou hoje (17) um decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro com as novas alíquotas do Imposto sobre Operações…
Ministro aponta erros de estados e diz que limitou vacinação de adolescentes por cautela

Ministro aponta erros de estados e diz que limitou vacinação de adolescentes por cautela

O ministro Marcelo Queiroga disse nesta quinta-feira (16) que a decisão de restringir a vacinação de adolescentes apenas aos grupos prioritários (deficiência…
Ministério estuda aproveitar créditos de cursos profissionalizantes

Ministério estuda aproveitar créditos de cursos profissionalizantes

O Ministério da Educação estuda permitir que estudantes formados em cursos técnico-profissionalizantes aproveitem os créditos acadêmicos caso decidam continuar os…