Correio de Carajás

Polícia apreende 21 quilos de maconha

No final da tarde de ontem (2), policiais civis, sob a liderança o superintendente regional Marcelo Delgado, conseguiram apreender nada menos de 21 quilos de maconha e ainda 100 gramas de crack. A droga já estava pesada, embalada e pronta para ser redistribuída provavelmente para bocas de fumo espalhadas na cidade, segundo informou o próprio superintendente.

A quitinete onde aconteceu a apreensão fica na Avenida São Paulo, bairro Belo Horizonte, Núcleo Cidade Nova. No local foram presas Ana Emília Lima de Paula, de 28 anos, e Thamires Valente de Sousa, de apenas 19. As duas ainda alegaram que estavam apenas de passagem pela quitinete, mas pelas evidências que foram colhidas e até mesmo pelo relato da denúncia, a polícia não acreditou na versão e autuou as duas pelos crimes de ter em depósito substância entorpecente e associação ao tráfico de drogas.

Segundo o delegado Marcelo Delgado, a polícia chegou às drogas após receber denúncia anônima. Os policiais montaram campana e fizeram o flagrante. Ainda de acordo com o delegado, tudo indica que o entorpecente tinha chegado havia pouco tempo à cidade. (Chagas Filho, com informações de Josseli Carvalho)

Leia mais:

 

No final da tarde de ontem (2), policiais civis, sob a liderança o superintendente regional Marcelo Delgado, conseguiram apreender nada menos de 21 quilos de maconha e ainda 100 gramas de crack. A droga já estava pesada, embalada e pronta para ser redistribuída provavelmente para bocas de fumo espalhadas na cidade, segundo informou o próprio superintendente.

A quitinete onde aconteceu a apreensão fica na Avenida São Paulo, bairro Belo Horizonte, Núcleo Cidade Nova. No local foram presas Ana Emília Lima de Paula, de 28 anos, e Thamires Valente de Sousa, de apenas 19. As duas ainda alegaram que estavam apenas de passagem pela quitinete, mas pelas evidências que foram colhidas e até mesmo pelo relato da denúncia, a polícia não acreditou na versão e autuou as duas pelos crimes de ter em depósito substância entorpecente e associação ao tráfico de drogas.

Segundo o delegado Marcelo Delgado, a polícia chegou às drogas após receber denúncia anônima. Os policiais montaram campana e fizeram o flagrante. Ainda de acordo com o delegado, tudo indica que o entorpecente tinha chegado havia pouco tempo à cidade. (Chagas Filho, com informações de Josseli Carvalho)

 

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.