Correio de Carajás

Perfil da vítima de violência em Parauapebas é traçado pela Semsa

Perfil da vítima de violência em Parauapebas é traçado pela Semsa
Foto: reprodução
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O perfil das vítimas de violência em Parauapebas mostra que as mulheres são as mais agredidas, os jovens é a faixa etária mais atingida, a cor parda a mais atacada e os solteiros e estudantes representam o maior número de vítimas.

O local com mais casos de agressão é na própria residência e o tipo de agressão mais notificada é a física. Os dados foram traçados através do Boletim Epidemiológico, da Secretaria Municipal da Saúde, a partir dos casos notificados de violência interpessoal ou autoprovocada entre os anos de 2010 a 2019.

No período de 2010 a agosto de 2019 foram notificados 1.288 casos de violência interpessoal ou autoprovocada, o ano de 2016 aparece com o maior número de notificações, 255 no total. Outro dado é sobre os casos de reincidência, eles mostram que 25% dos casos aconteceram mais de uma vez, ou seja, dos 1.288 casos, 314 foram reincidentes, no total de violências ocorridas nos últimos anos.  

Leia mais:

Sobre os tipos de violência notificados pela Semsa, a física alcança 61,27% e desponta em primeiro lugar, a violência sexual vem em seguida, totalizando 18,23% dos casos, e a violência psicológica e moral outros 15,95%, conforme finaliza o balanço do Boletim Epidemiológico.   

Um dado alarmante mostra que dos 1.288 notificados nos últimos 10 anos, 1.168 foram contra as mulheres. Os dados deste ano já apresentam 185 notificações e superam os 140 casos do ano de 2018.

Já os homens tiveram 24 casos de violência este ano, contra 12 do ano passado. Neste estudo, observasse que a faixa etária mais atingida pela violência é entre os jovens de 20 a 34 anos, com 83 notificações. Seguido por adolescentes e jovens de 10 a 19 anos, com 54 notificações, em 2019. 

No quesito cor/raça, a raça parda é a mais atingida, com 152 casos somente, e a raça branca ocupa o segundo lugar com 28 notificações, somente neste ano. Sobre a violência interpessoal ou autoprovocada por estado civil, o número de solteiros surpreende com 95 notificações e casados foram 75 casos em 2019.

Nos casos de violência onde foi informada a ocupação das vítimas, os estudantes são maioria, 44 casos só até agosto de 2019, mas as donas de casa representam 41 casos notificados. No entanto, a maior parte das vítimas, 64, não teve a ocupação informada nas notificações.

Outro dado intrigante é o local onde mais acontecem as violências, a residência com um número muito superior ao segundo notificado, 154 casos. A via pública ocupa o segundo lugar, com 18 notificações, em 2019.

Segundo o Boletim, as formas de abuso podem ser: físicas, psicológicas, sexuais, financeiras e negligenciadas. A tipologia da violência engloba expressões sociais, que são definidas a partir de quem as comete, sendo autoprovocadas (suicídios, tentativas de suicídio e autoagressão), interpessoais (violência intra ou extrafamiliar, comunitária e doméstica, comunitária e doméstica) e coletiva (institucional, grupos políticos, organizações terroristas, milícias). 

As unidades que que notificam a violência são Instituto Médico legal (IML), hospitais, Centros de Saúde (UBS/USF), Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Centro de Testagem e Acompanhamento (CTA), Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) e Instituto de Olhos de Parauapebas (IOP).          

Desde 2011, a notificação de violência passou a ser compulsória, passando a ser obrigatória nacionalmente. A notificação para a Secretaria de Saúde permite o conhecimento das dimensões, formando número de vítimas e agentes da violência, possibilitando o desenvolvimento de ações de prevenção e assistência adequadas e a avalição dos resultados. (Theíza Cristhine)

Mais

Assaltante de banco foragido de Goiás é preso em Conceição do Araguaia

Assaltante de banco foragido de Goiás é preso em Conceição do Araguaia

Um homem acusado de envolvimento em assaltos de agências bancárias no Estado de Goiás foi preso pela Polícia Civil na…
Mulher é acusada de exercer advocacia ilegalmente

Mulher é acusada de exercer advocacia ilegalmente

Uma mulher foi detida em Conceição do Araguaia, no sul do Pará, acusada de exercer ilegalmente a advocacia. O fato…
Assaltante atuante em três municípios é preso

Assaltante atuante em três municípios é preso

Foi preso Marcos Ferreira Farias, de 19 anos, em um posto policial da Rodovia PA-275, no município de Eldorado do…
Mãe quer solução para morte do filho

Mãe quer solução para morte do filho

  Foi liberado do Instituto Médico Legal (IML) de Marabá, nesta segunda-feira (17), o corpo de Marcos André Sousa Cardoso,…
Ocupantes de carro que capotou estavam embriagados

Ocupantes de carro que capotou estavam embriagados

Uma das ocupantes do veículo Volkswagen Gol que caiu da ponte do Rio Tocantins, em Marabá, neste final de semana,…
Corpo pode ser de jovem forçada a gravar “confissão”

Corpo pode ser de jovem forçada a gravar “confissão”

Um corpo não identificado foi encontrado às margens de um córrego no Jardim Liberdade, loteamento do município de Tailândia. Pela…