Correio de Carajás

Corpo de Bombeiros orienta para preparo antes da procissão do Círio

Corpo de Bombeiros orienta para preparo antes da procissão do Círio
Efetivo dos Bombeiros estará a postos para atender a população durante todo o percurso do Círio/ Foto: Josseli Carvalho
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Faltam menos de 48 horas para a maior procissão religiosa de Marabá, a segunda maior do Estado: O Círio de Nazaré. Para os devotos que vão acompanhar neste domingo, 20, o percurso da imagem peregrina da Catedral de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro até o Santuário de Nazaré – principalmente os que vão acompanhados de crianças e idosos – é necessário ter alguns cuidados extras, tanto em relação à segurança quanto à saúde. Em entrevista ao CORREIO, o major Galúcio de Souza, do 5º Grupamento do Corpo de Bombeiros, dá algumas dicas essenciais para quem quer participar da caminhada de fé.

Hidratação nunca é demais – Enfrentar um dia inteiro de caminhada sob o calor de Marabá não é fácil. É sob estas condições climáticas que os devotos deverão acompanhar a procissão do Círio 2019 neste domingo, 20. Segundo o oficial, além do próprio condicionamento físico, a alimentação e hidratação são fundamentais para os romeiros que desejam seguir a imagem peregrina sem intercorrências de saúde.

“Para se realizar um bom trajeto é preciso fazer boa alimentação. O que ocorre muito durante esse tipo de atividade é que as pessoas vão mal alimentadas para fazer o percurso e acabam sentindo-se mal durante o percurso. Este não é um dia de jejuar, é um dia de você se alimentar bem, tomar um bom café da manhã. Além disso, é interessante fazer a caminhada evitando os locais de grandes aglomerações, afim de que haja maior tranquilidade no fluxo das pessoas. E hidratação constante. É bom levar sua garrafinha, seu cantil ou comprar água ao longo do percurso para evitar qualquer tipo de mal súbito durante a procissão”, orienta.

Leia mais:

De olho nas crianças! É muito comum que pais e responsáveis participem da caminhada do Círio na companhia das crianças. Uma forma de aproximar as novas gerações da fé que envolve a padroeira do Estado. Porém, é fundamental tomar alguns cuidados, principalmente em relação à segurança e proteção dos pequenos. Major Galúcio orienta os responsáveis que vão participar da procissão acompanhados de crianças a fazerem o percurso com menos intensidade e longe das grandes aglomerações.

“O ideal seria que crianças muito pequenas, como bebês de colo, até crianças na faixa de 3 a 4 anos não participassem da procissão. Mas se não houver outra possibilidade, o primeiro passo é colocar identificação nelas. A Defesa Civil distribui pulseiras de identificação com o nome das crianças e endereço e telefone dos pais para serem acionados caso elas se percam. Além disso, para evitar esse tipo de situação, é interessante que as pessoas acompanhadas de crianças evitem atividades que desviem a atenção nas crianças, como acompanhar a procissão na corda. É importante  também segurar a mão, colocar no colo e nunca se distanciar dos menores durante o evento”, resume.       

Fé que atravessa décadas – Assim como a presença das crianças, o Círio também conta com uma grande participação de idosos. Devotos que ao longo de décadas demonstram fé e amor à Nossa Senhora de Nazaré. Muitas vezes as limitações físicas advindas da idade não os impedem de vivenciarem este momento de grande devoção. Mas é importante que os idosos que se dispuserem a encarar o percurso o façam acompanhados e sempre dentro dos limites físicos permitidos.      

“Se o idoso tem condições de acompanhar caminhando, o ideal é que que vá acompanhado dos familiares. A família tem que ter consciência e sempre avaliar a questão de saúde do idoso. Caso ele não tenha condições de fazer toda a caminhada, que ele acompanhe o círio de uma outra forma e evite um eventual problema de saúde. E caso haja alguma intercorrência durante o trajeto, eles devem ser conduzidos imediatamente para um acompanhamento médico”, ressalta o Major.

Efetivo dos Bombeiros – Segundo major Galúcio, grande parte do efetivo do Corpo de Bombeiros vai participar do Círio 2019, com viaturas de ambulância e resgate espalhadas pelo trajeto. Além dos Bombeiros Militares, o evento vai contar com o apoio dos bombeiros civis, Defesa Civil e das instituições de segurança pública do município e do Estado. “Estamos totalmente empenhados em fornecer o apoio de segurança para a população nesta celebração, e ao mesmo tempo garantir o serviço de plantão normal para outros atendimentos na cidade durante o Círio. Caso qualquer romeiro se acidente ou passe mal, nosso contingente estará a postos para atendê-lo”, garante o major.    (Bianca Levy)

Mais

Fiocruz investiga transmissão da covid-19 entre crianças e adultos

Fiocruz investiga transmissão da covid-19 entre crianças e adultos

Um estudo coordenado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em parceria com outras instituições de pesquisa constatou uma transmissão mais frequente…
Operação fiscaliza bares e restaurantes em Marabá

Operação fiscaliza bares e restaurantes em Marabá

As forças de segurança seguem fiscalizando o cumprimento do Decreto Municipal nº 184/2021, que permite a reabertura de bares no…
Nascidos em setembro recebem até esta segunda (10) Renda Pará R$ 500

Nascidos em setembro recebem até esta segunda (10) Renda Pará R$ 500

O Renda Pará R$ 500 paga, até esta segunda-feira (10), o auxílio aos beneficiários que nasceram no mês de setembro,…
Crescem apelos na Índia por lockdown nacional

Crescem apelos na Índia por lockdown nacional

As infecções e mortes por covid-19 na Índia ficaram próximas das altas diárias recordes nesta segunda-feira (10), aumentando os apelos para…
Parauapebas: Aniversariante de cofres cheios e muita gente à míngua

Parauapebas: Aniversariante de cofres cheios e muita gente à míngua

A diarista Maria Diná da Silva, de 58 anos, costuma sair do Bairro Nova Vitória e caminhar até 10 quilômetros…
Trabalhadores nascidos em julho podem sacar auxílio emergencial

Trabalhadores nascidos em julho podem sacar auxílio emergencial

Trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em julho podem sacar, a partir…