Correio de Carajás

Abram alas para o “Bigode Festival” no Sesc Marabá

Abram alas para o “Bigode Festival” no Sesc Marabá
Pedro Alcântara se prepara para lançar o primeiro Ep solo ainda este ano/ Fotos: Divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O projeto do Sesc “Música Marabaense em primeiro lugar” realiza nesta sexta-feira, 18, a partir das 19h, com entrada franca, o “Bigode Festival”. Esta é a terceira edição do evento que traz aos palcos do Sesc Marabá um mix de bandas de rock alternativo, com referências que vão do índie rock até a nova MPB. A edição 2019 vai contar com seis bandas/artistas, sendo quatro locais, uma atração de Belém e outra atração de Tucuruí, com apresentação de 40 minutos cada.

O “Bigode Festival” é mais uma iniciativa do Sesc Marabá que objetiva oportunizar aos novos artistas da cena paraense e estadual a apresentação de seus trabalhos autorais e a aproximação do público. No último mês, também dentro do projeto “Música Marabaense em primeiro lugar”, o Sesc realizou o show “3 Minas Daqui”, com apresentação de compositoras locais. Para o Zhumar de Nazaré, Coordenador de Cultura do Sesc, eventos como estes são uma forma de conhecer produções que trazem referências além do mainstream.

“Às vezes se fala que a música que predomina por aqui é a midiática, sertaneja, ou mesmo as folclóricas, mas existe toda uma produção inovadora na região, articulada com produções do Brasil e do mundo. Estamos em um momento efervescente. Marabá vem de uma tradição de festivais de música dos anos 80 e 90, e o Sesc, dentro da sua política cultural, quer oportunizar aos artistas, principalmente os que estão fora da caixa, espaço e momentos importantes para a cultura como um todo”, resume. 

Leia mais:
O duo marabaense Made In Norte traz Rap de qualidade feito no sudeste paraense

Conheça a seguir as bandas que vão tocar esta noite no “Bigode Festival”:     

LUI (Marabá) – Com influências que vão desde o post-punk oitentista ao hardcore melódico dos inícios dos anos 2000, LUI é um projeto musical formado em Marabá no ano de 2018 por Letícia Portela (voz e contrabaixo) e Erivan França (guitarra), após o término da banda que fundaram juntos, a “Universo Paralelo das Palhetas” (com quem gravaram o álbum ‘’Interposição’’, disponível em todas as plataformas de streaming, e ganharam o Prêmio Proex 2015 – Arte e Cultura na categoria ‘’música’’). Dentre as características sonoras da LUI, canções carregadas de emotividade são o eixo das composições. Nas letras que falam de sentir e entregar ao tempo só aquilo que queremos ter de volta, efeitos reverberados e carregados de delay enfeitam a banda, que fechou sua formação com Letícia Portela (voz e contrabaixo), Asaph Cruz (bateria), Lívia Portela (teclados) e Mário Serrano (guitarra). Como projeto de estreia, a banda lança seu primeiro EP em Outubro de 2019, produzido por Mário Serrano, e acompanhado de videoclipes para fomentar a identidade visual que a banda carrega. A LUI traz no discurso a vontade de mostrar que no interior do estado também pode ser lugar pra música alternativa, fomentando a cena underground ao organizar eventos como o Ensaio Aberto, com bandas autorais de Marabá e região.

MENORES DE IDADE (Marabá) – A Menores de Idade é uma banda de rock alternativo formada em agosto de 2019 em MarabáA. O projeto é composto pelos músicos Matheus Rocha (baixo) Leandro Gomes (guitarra), Vinícius Calandrini (bateria) e Laércio Alexandre (vocal e guitarra e fundador da banda). Os primeiros ensaios foram feitos no estilo mais underground possível: num porão emprestado; e desde então a banda vem trabalhando em novas composições com a premissa de trazer uma nova proposta de som autoral alternativo pro meio fonográfico regional. Atualmente a banda vem trabalhando seu primeiro álbum de estúdio e já está cotada para tocar em importantes festivais locais, sendo um deles o Bigode Festival edição n° 3.

MADE IN NORTE (Marabá) – Como o próprio nome já remete, a dupla nasceu com o intuito de levar o rap nortista aos mais diversos lugares, valorizando as raízes e quebrando todos os paradigmas de que não é só as grandes metrópoles que fazem grandes artistas, seja qual gênero for. A Made in Norte nasceu em 2019 e conta com dois integrantes; Rodriguez Rapper e Hayone Mc e atualmente está trabalhando na sua primeira mixtape, que será lançada em Breve.

DESMONTE (Marabá) – A Desmonte é uma banda de rock alternativo/rock de Marabá/PA que flerta com o dreampop e o neo-psicodélico. O projeto teve início no ano de 2019 e tem como maiores influências Os Novos Baianos, The Doors, além de Boogarins, O Terno e Beach Fossils. Os membros: Felipe Ramos (vocal e bateria) e Wille Galvão (Guitarra e teclados) também tocaram na banda Universo Paralelo das Palhetas. Os demais membros são Luís Farias (Guitarra e vocal) e Lucas Athaydes (Baixo). Embora recente, a banda já possui composições próprias e está em processo de elaboração de EP, pretendo grava-lo e lança-lo em 2020.

PSYCHO WALLS (Tucuruí) – Pautada no Progressive Metal, Heavy Psych, Post Rock, ideias incomuns, um cenário que não poderia ser mais impróprio e por uma vontade de música sem fim, surge a Psycho Walls. No começo de 2013, integrantes de bandas de Tucuruí se reuniram na casa de Renan Albuquerque, lugar conhecido pela cena, e resolveram fazer uma jam. O resultado soou estranho a todos os ouvidos. 1 mês depois a banda estava formada. A Psycho Walls é composta por Adson Ricardo (bateria e vocais), João Paulo Rodrigues (baixo e vocais), Renan Albuquerque (guitarra e vocais) e Tiago dos Santos (guitarra).

PEDRO ALCÂNTARA (Belém)- Pedro Alcantara é produtor e idealizador do projeto “Cafezinho com Alcantara”, iniciativa essa que nasceu em meados de 2016 no ensejo de mostrar as suas músicas em apresentações semelhantes a sarais, proporcionando encontros entre artistas locais, mesclando diversas linguagens artísticas apresentadas em um show único e singular. Sempre bebendo de fontes como o folk/country americano e a nova MPB, Pedro vem ganhando cada vez mais espaço na cena autoral de Belém e Ananindeua. À frente do projeto e em trabalho solo há mais de 3 anos, fez várias apresentações pela cidade, das quais destacam-se os eventos no antigo Container Café Bar, as aberturas de shows como os do artista local Breno Branches, do cantor Phill Veras e participação em programas de rádio e televisão como o Acústico Conexão da Rádio Cultura e o programa Protótipo da TV Cultura. Atualmente Pedro Alcântara está em processo de produção do seu trabalho autoral solo. O EP será realizando pelo selo Na Music ainda este ano. (Bianca Levy)

SERVIÇO: Festival Bigode

18/10/2019

Sexta-feira

19 horas

Sesc Marabá – Cidade Nova

Entrada Franca

Capacidade 180 pessoas

Haverá serviço de bar e lanchonete (com cerveja puro malte)

40 anos sem Bob Marley: artistas do reggae citam músicas favoritas

40 anos sem Bob Marley: artistas do reggae citam músicas favoritas

Bob Marley marcou a história da música e inspirou muitos artistas com suas canções de paz, positividades, mas que também…
Com cenas gravadas em Parauapebas, “Feitiço” estreia em breve

Com cenas gravadas em Parauapebas, “Feitiço” estreia em breve

A cineasta paraense Rosilene Cordeiro, em co-produção com a produtora Matou o Cinema e foi a Família, lança, em breve,…
Inscrições abertas para os corpos artísticos do Theatro da Paz

Inscrições abertas para os corpos artísticos do Theatro da Paz

O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), abriu nesta terça-feira (04), as inscrições para…
Paulo Gustavo: onde assistir a filmes e séries do ator

Paulo Gustavo: onde assistir a filmes e séries do ator

A imagem do ator Paulo Gustavo no papel de Dona Hermínia conquistou o Brasil. A personagem, inspirada em sua mãe,…
Juliette ganha 1 milhão de likes em 3 minutos e bate recorde de Billie Eilish

Juliette ganha 1 milhão de likes em 3 minutos e bate recorde de Billie Eilish

Juliette, que venceu o BBB21, na madrugada desta quarta-feira (5), bateu o recorde da cantora norte-americana Billie Eilish no Instagram.…
Juliette é a campeã do Big Brother Brasil 21 e ganha R$ 1,5 milhão

Juliette é a campeã do Big Brother Brasil 21 e ganha R$ 1,5 milhão

Juliette se sagrou campeã do Big Brother Brasil na noite desta terça-feira (4). A advogada levou para casa o prêmio de R$ 1,5…