Correio de Carajás

Parauapebas: Desabrigados pela enchente e chuva recebem auxílio e cestas básicas

Famílias recebem auxílio como colchões e kits de higiene / Fotos: Defesa Civil
Famílias recebem auxílio como colchões e kits de higiene / Fotos: Defesa Civil
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

As chuvas que castigaram Parauapebas desde o final da semana passada elevaram novamente o nível do Rio Parauapebas, principal curdo d’água do município, e causaram alagamento em diversas áreas na zona urbana e rural. Segundo a Coordenação de Defesa Municipal (Comdec), nos últimos dias centenas de pessoas tiveram que sair de suas casas devido aos alagamentos em diversos pontos da cidade e já foram realizadas 200 mudanças.

Conforme a Comdec, com o apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), 28 benefícios eventuais foram concedidos e já são 58 kits humanitários entregues. Também estão sendo feitas doações de cestas básicas e objetos como colchões, roupas, lençóis e travesseiros e a equipe do Serviço Social da Defesa Civil segue realizando o levantamento socioeconômico das famílias.

Chuvas elevaram novamente nível do rio causando alagamento de diversos bairros

O repique da cheia do rio começou no último sábado, quando as chuvas se intensificaram na região de Carajás, onde estão os afluentes do Parauapebas. As famílias desalojadas e desabrigadas estão sendo encaminhadas para escolas, casas de familiares ou tendas no pátio do prédio da Defesa Civil.

Leia mais:

A ação é temporária para que haja atenção imediata à situação, mas os atingidos serão inseridos em programas assistenciais, como o Auxílio Emergencial Pecuniário para Moradia da Defesa Civil. Conforme os dados da Comdec, na zona rural, 11 famílias foram desalojadas e duas tiveram perda total de bens.

Vias também foram destruídas, como a ponte que dá acesso para a Vila Onalício Barros. Na zona urbana, 1.623 famílias foram desabrigadas e 487 estão desalojadas.

Entre os bairros mais afetados estão Liberdade 1 e 2, Vale do Sol, Primavera (na área conhecida como Riacho Doce), Jardim América e Parque das Nações, no complexo VS-10.

Os dados da situação de hoje, quarta-feira, 22, sobre a enchente e números de pessoas atingidas ainda não foram divulgados pela Defesa Civil. (Tina Santos)

Comentários

Mais

Vacina contra covid não tem efeito magnético

Vacina contra covid não tem efeito magnético

INVESTIGADO POR:  VERIFICADO POR: É falso que a vacina contra a covid-19 deixe a pele “magnética”. Ao contrário do que…
Unidades judiciais de Carajás e do Araguaia têm nova etapa de retorno gradual

Unidades judiciais de Carajás e do Araguaia têm nova etapa de retorno gradual

A presidência do Tribunal de Justiça do Pará (TJPA) estabelece que as unidades administrativas e judiciárias integrantes da Regiões do…
Produção de abacaxi e mandioca se destaca na Região do PA Lajedo

Produção de abacaxi e mandioca se destaca na Região do PA Lajedo

Da casa do agricultor Jedeon Miranda de Andrade, 33 anos, à produção de abacaxi, percorremos quase dois quilômetros, passando primeiro…
Moradores próximos ao Ramal S11D protestam em ferrovia

Moradores próximos ao Ramal S11D protestam em ferrovia

Em manifestação pacífica ocorrida neste domingo (20), no quilômetro 18 da Estrada de Ferro Carajás, em trecho do Ramal S11D,…
Conta de luz deve continuar subindo e risco de racionamento é alto

Conta de luz deve continuar subindo e risco de racionamento é alto

O Brasil é um país com enormes possibilidades energéticas, mas ainda está refém das chuvas e das usinas termoelétricas, que…
Anitta entra para o conselho de administração do Nubank

Anitta entra para o conselho de administração do Nubank

A Anitta é a mais nova membro do conselho de administração do Nubank. A parceria entre a cantora e a fintech foi anunciada…