Correio de Carajás

Parauapebas: Aplicação da 1º remessa da vacina contra covid-19 é concluída

Profissionais que atuam na linha de frente contra a doença tiveram prioridade para se vacinar/Foto: Ascom PMP
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Parauapebas imunizou 1.748 profissionais de saúde com a primeira remessa de vacinas contra a covid-19, enviada pelo Ministério da Saúde, informou a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

A vacinação iniciou no dia 19 de janeiro, na ala de atendimento aos casos da covid-19 do Hospital Geral de Parauapebas (HGP), prosseguiu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Samu, Unidades Básicas de Saúde (UBS) polo, Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD), UBS da zona rural, setor de epidemiologia e no Aconchego do Idoso.

“A vacinação é importante porque imuniza a gente, que está na linha de frente, e nos dá mais segurança nessa batalha. Isso certamente nos ajuda a oferecer um atendimento de mais qualidade à população”, destaca Thiago Tinelli, enfermeiro da ala de covid-19 do HGP.

Leia mais:

Os profissionais da rede privada também foram vacinados, 110 doses foram aplicadas em quem trabalha na linha de frente da covid-19 no Hospital Yutaka Takeda, UTI Intensicare, Hospital São Sebastião e Hospital Santa Terezinha. No aconchego dos idosos foram vacinados os profissionais de saúde que atuam lá e também 17 idosos.

A vacinação dessa primeira fase também contemplou a comunidade indígena, foram aplicadas 1.057 doses pelos profissionais da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) do governo federal. As aldeias estão no território de Parauapebas, por isso os imunobiológicos foram recebidos pelo município.

Na quinta-feira, 21, a Semsa repassou aos profissionais da Sesai todas as doses destinadas aos indígenas. O atendimento ocorreu nas próprias aldeias.  

“O número de doses que o Ministério da Saúde enviou a Parauapebas não foi suficiente para atender a nossa demanda de profissionais de saúde, somente 40% deles foram vacinados nesta primeira remessa. Estamos aguardando o envio de mais doses. Tanto os profissionais de saúde quanto a comunidade podem ficar tranquilos que mantemos total transparência e controle da aplicação das doses”, afirma Michelle Ferreira, diretora da vigilância em saúde da Semsa.

O município recebeu na primeira remessa 2.822 doses, das quais 2.404 são Coronavac e 418 Astrazeneca, e aguarda o envio de novas doses da vacina pelo Ministério da Saúde para prosseguir com o plano de vacinação de acordo com as orientações estabelecidas no Plano Nacional de Imunização. (Ascom PMP)

Comentários

Mais

Presidente do Incra exalta reforma agrária

Presidente do Incra exalta reforma agrária

Presidente do Incra exalta reforma agrária Em seu discurso no evento em Marabá, o presidente do Incra, Geraldo Melo Filho,…
Começa hoje a vacinação da  população sem prioridade

Começa hoje a vacinação da população sem prioridade

Um mutirão de dois dias vai marcar o momento tão esperado pelos marabaenses: o início da vacinação contra a covid-19…
Dose extra de vacina é insuficiente para imunizar a população

Dose extra de vacina é insuficiente para imunizar a população

A Secretaria Municipal de Saúde de Canaã dos Carajás recebeu do Governo do Estado 3.140 doses de vacina contra o…
Venezuelanos acampados em praça recebem ‘ultimato’

Venezuelanos acampados em praça recebem ‘ultimato’

A administração pública de Parauapebas trabalha para resolver a situação dos indígenas venezuelanos da etnia Warao, que estão acampados há…
Tião Miranda pede que Bolsonaro ajude a duplicar 3 rodovias em Marabá

Tião Miranda pede que Bolsonaro ajude a duplicar 3 rodovias em Marabá

Logo após a execução do Hino Nacional, no Parque de Exposições, nesta sexta-feira, dia 18, o prefeito de Marabá, Tião…
Brasil aplica mais de 2,56 milhões de doses de vacina em 24 horas

Brasil aplica mais de 2,56 milhões de doses de vacina em 24 horas

O Brasil estabeleceu um novo recorde nesta quinta-feira (17) ao aplicar 2.561.553 doses de vacinas contra a covid-19 em 24…