Correio de Carajás

Pai de Wasnor desmente boatos sobre vingança contra Artur

Lucio Gomes de Oliveira concedeu entrevista ao Portal Correio / Foto: Josseli Carvalho
Lucio Gomes de Oliveira concedeu entrevista ao Portal Correio / Foto: Josseli Carvalho
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Durante a carreata desta segunda-feira (1º), Lucio Gomes de Oliveira, o pai de Wasnor Gomes Neto, desmentiu os boatos que circulam por Marabá sobre uma possível vingança da família contra Artur Lima Gonçalves, investigado como causador do acidente que tirou a vida de filho e da neta.

A carreata saiu do Posto Fazendão, próximo ao aeroporto, e retornou para o local, passando pela BR-230 e adentrando algumas Folhas da Nova Marabá.

Em entrevista ao Portal Correio, Lucio informou que não há sentimento de vingança contra Artur, reafirmando que já conversou com o vereador Márcio do São Félix, pai do investigado, e que este oferece apoio.

Leia mais:

“Ele [Artur] está perdoado, porém a justiça do nosso judiciário deve ser feita. Foram três vidas perdidas. Agora, essa justiça com as próprias mãos não existe, não trará a vida do meu filho e da minha neta de volta”, esclareceu Lucio.

O pai e avô das vítimas também manifestou revolta pelo valor da fiança arbitrada pelo juiz Marcelo Andrei Simão Santos, no valor de R$ 50.600,00. “São três vidas por esse preço, é o quanto vale para a justiça? Isso não está certo, é revoltante”, comentou Lucio.

A viúva de Wasnor Gomes Neto também esteve na carreata / Foto: Josseli Carvalho

A viúva de Wasnor Gomes Neto, Kelciane Costa, também estava na carreata e foi ouvida pela Reportagem, reforçando que o objetivo da manifestação é apenas pedir por justiça. “Não temos nada contra ele [Artur], apenas queremos que pague pelos crimes”, explicou.

Kelciane relembra que no dia do acidente, 17 de janeiro, ela seguia com o esposo e a filha almoçar na Vila Espírito Santo, porém, tudo acabou tragicamente. “Eu não estava olhando para a pista quando aconteceu, só me lembro do depois. Sempre que meu esposo estava em casa no final de semana nós almoçávamos fora”, recordou.

OUTRAS VÍTIMAS

A família de Valentina Miranda de Araújo Resende, de seis anos de idade, que faleceu instantaneamente no acidente, também se juntou à família de Wasnor para pedir justiça. Willian Farias é padrasto da menina e, extremamente revoltado, pediu a prisão de Artur.

Willian Farias é padrasto de Valentina Miranda, que faleceu instantaneamente no acidente / Foto: TV Correio Marabá

“Aquele irresponsável veio totalmente embriagado e atropelou todos nós. Matou minha enteada. Que justiça é essa que solta uma pessoa por R$ 50.600,00? Quase perdi meu braço nesse acidente”, disse Willian.

Artur Lima segue respondendo ao processo em liberdade, enquanto o delegado que investiga o caso, William Crispim, convocou possíveis testemunhas que tenham visto o rapaz, antes do acidente, para depor. (Zeus Bandeira – Colaboração de Josseli Carvalho e Weliton Moreira)

Comentários

Mais

Mãe de homem espancado até a morte cobra justiça

Mãe de homem espancado até a morte cobra justiça

Em entrevista exclusiva ao Portal Correio de Carajás, Joana Fernandes dos Santos acusou uma mulher com quem o filho, José…
Corpos de vítimas de afogamento são encontrados no sul do Pará

Corpos de vítimas de afogamento são encontrados no sul do Pará

Os corpos de dois jovens vítimas de afogamento, ambos de 20 anos, que haviam desaparecido no último final de semana…
Quatro pessoas são presas por embriaguez ao volante no final de semana

Quatro pessoas são presas por embriaguez ao volante no final de semana

A Polícia Civil registrou este final de semana quatro prisões após flagrantes de embriaguez ao volante, em Marabá. Na noite…
Após briga por drogas, homem mata amigo enforcado

Após briga por drogas, homem mata amigo enforcado

Cristiano Viana da Costa, 28 anos, foi preso em flagrante na manhã de sábado (12) em Marabá, após confessar que…
Pecuarista é executado em tocaia na porteira da fazenda

Pecuarista é executado em tocaia na porteira da fazenda

A Polícia Civil investiga como crime de execução a morte do pecuarista Marcos Dias Nogueira, conhecido como Marcão do Boi,…
Papagaio entoa um “socorro, ladrão“ e suspeito é preso

Papagaio entoa um “socorro, ladrão“ e suspeito é preso

Um caso inusitado foi registrado na região nordeste do Pará na manhã deste sábado (12). Um papagaio gritou pega ladrão,…