Correio de Carajás

Acidente entre 3 veículos deixa destruição e mortes entre São Félix e Morada Nova

Acidente mobilizou centenas de pessoas e deixou como vítimas fatais pai e filha
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

No início da tarde deste domingo, dia 17 de janeiro, um grave acidente ocorreu na Rodovia BR-222, entre São Félix e Morada Nova, deixando várias vítimas, entre mortos e feridos. O fato ocorreu em uma curva próxima ao Residencial Tiradentes, onde vários acidentes já foram registrados.

As primeiras informações dão conta que era por volta de 14 horas quando uma camionete Amarok, um gol e Siena colidiram na rodovia, deixando duas vítimas fatais, entre elas, Wasnor Gomes de Oliveira Neto, de 30 anos de idade, e uma garota, de prenome Valentina, com idade aproximada de seis anos. A esposa de Wasnor teria sido levada para o Hospital Municipal de Marabá com ferimentos graves, juntamente com sua filha.

Leia mais:

O acidente, segundo vídeos que já foram publicados em redes sociais, teria sido provocado por um jovem que trafegava na camionete, o qual estaria alcoolizado. A Polícia Militar já teria identificado e encontrado o rapaz e o levado para a Seccional de Polícia Civil do Sudeste. Por volta das 21 horas deste domingo, a Reportagem do CORREIO teve confirmação, por meio de autoridades policiais, que o nome do rapaz que dirigia a camionete é Artur Lima, filho do vereador Márcio do São Félix, que não estava no veículo e não está sendo responsabilizado pelo ocorrido.

Segundo informações de populares, a camionete teria invadido a contramão e batido na lateral do veículo dirigido por Wasnor e de outro carro. Os dois menores saíram da pista e a camionete capotou várias vezes e ficou virada de lado na rodovia, deixando o trânsito em meia pista. Viaturas do Samu e Corpo de Bombeiros Militar já estavam no local por volta de 14h30 para retirada das vítimas vivas para levá-las ao hospital.

As 15h30, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) já estava no local para realizar perícia do acidente, mas só deve divulgar o laudo em outro dia, segundo R. Leite, chefe da equipe da PRF que analisou o acidente. “Chegamos por volta de 14h30 deste domingo ao local, mas estamos fazendo levantamento para chegar à conclusão sobre os responsáveis”.

O vereador Aerton Lima da Cruz, o Aerton Grande, de Morada Nova, falou com a Reportagem do CORREIO no local do acidente e disse que ele e sua família escaparam por milagre, pois chegaram a cruzar a camionete Amarok do jovem causador do acidente. Ele disse que seguia de Morada Nova para Marabá e viu quando o rapaz descontrolou a camionete. “Ele veio para cima de mim. Joguei para a direita e graças a Deus Ele me livrou com minha família. Ele bateu no carro do Vasnor, que é filho do Lúcio. Automaticamente o Wasnor bateu no outro carro, todos de Morada Nova. Infelizmente tivemos duas vítimas fatais e quatro levadas para o hospital. Não sei o que aconteceu, mas ele (o rapaz da camionete) foi o causador do acidente”.

Aerton Grande diz que parou na hora do acidente para socorrer a criança que estava dentro do caro de Wasnor e sua mãe. No outro carro, viajavam a Gisele, a filha dela, que faleceu, e o namorado. “O rapaz que causou o acidente não fugiu do local. A polícia chegou e o levou”, disse o vereador, que não soube informar se o condutor da Amarok estava com sintomas de embriaguez.

Lucas Siqueira, cunhado de Wasnor Gomes, disse que a vítima fatal é filho de Lúcio e neto de Lourão, fazendeiro muito conhecido em Morada Nova. Sua irmã, Kelciene da Silva teria fraturado o braço e a filha Valentina da Silva, de seis anos, quebrou as duas pernas, mas ficaram vivas e foram levadas para o Hospital Municipal de Marabá. “O cara (da camionete) estava morto de bêbado, amanheceu o dia bebendo e causou esse acidente”, lamentou.

Ainda segundo Lucas Siqueira, no outro veículo estava outra criança, que também atende pelo nome de Valentina, que faleceu no local. Ela viajava com a mãe e o padrasto, que também foram levado para o HMM.

Segundo informações preliminares, o causador do acidente seria o filho de um vereador, mas seu nome não foi levantado ainda. A Reportagem do CORREIO DE CARAJÁS foi à delegacia para acompanhar o caso nem a mãe da criança que faleceu e nem os advogados de Artur Lima quiseram falar com a Reportagem. No final da tarde, ele foi levado para procedimentos médicos no Hospital da Unimed, acompanhado por policiais. (Josseli Carvalho)

Atualizada às 17h37 de domingo, dia 17 de janeiro

Atualizada às 21h28 de domingo, dia 17 de janeiro

Comentários

Mais

Servente é acusado de abusar de criança durante o trabalho

Servente é acusado de abusar de criança durante o trabalho

Uma ocorrência em residência do Bairro Beira Rio, em Parauapebas, nesta quinta-feira (14) resultou na prisão de Risomar Raimundo Oliveira,…
Idoso foi baleado ao tentar entregar o celular

Idoso foi baleado ao tentar entregar o celular

O idoso Albertino Pereira Gomes, 62 anos, foi baleado ao tentar entregar o celular durante um assalto. Segundo testemunhas, ele…
Quinze disparos tiram vida no Liberdade

Quinze disparos tiram vida no Liberdade

Durante a noite desta quarta-feira (13), cerca de dez a quinze disparos foram ouvidos no Bairro Liberdade, em Parauapebas. O…
Preso por assassinato de agente da PF muda versão

Preso por assassinato de agente da PF muda versão

Preso na noite de domingo (10), acusado de envolvimento no assassinato do agente da Polícia Federal, Ramon Santos Costa, o…
Dois presos não retornam de “saída temporária” em Marabá

Dois presos não retornam de “saída temporária” em Marabá

Entre os 2.559 presidiários do Pará, que tiveram o direito à saída temporária dos Dia dos Pais, pelo menos dois…
Polícia investiga crime no Bairro da Infraero, em Marabá

Polícia investiga crime no Bairro da Infraero, em Marabá

Acerto de contas ou vingança. Essas são duas das hipóteses sobre os motivos que levaram dois homens a assassinar o…