Correio de Carajás

Mulheres protestam hoje em Marabá contra a violência no trabalho

Wal, Luciana e Cristiane (da esquerda para a direita) convidam a sociedade para prestigiar a primeira marcha de mulheres contra a violência laboral /Foto: Evangelista Rocha
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A manhã deste sábado (24) será marcada por um ato inédito organizado por diversas entidades de defesa dos direitos da mulher em Marabá. A marcha das mulheres contra a violência no ambiente de trabalho acontece a partir das 7h no centro comercial da Marabá Pioneira. A expectativa de público para o protesto, que requer a assistência a mulheres vítimas de violência laboral, é alta.

Cristiane Gomes, Luciana Ferreira da Conceição e Wal Oliveira estiveram na sede do Grupo Correio de Comunicação para convidar o público a aderir ao manifesto. Elas são organizadoras da primeira marcha com essa temática e aguardam a presença de muitas mulheres e simpatizantes da causa de combate à violência.

Para Cristiane, que se tornou símbolo da luta pelas mulheres depois de sofrer violência no local de trabalho, nem sempre o cliente tem razão. “Há uma máxima popular que diz que o cliente sempre tem razão. Não é bem assim. O cliente só tem razão quando respeita o trabalhador que o serve”, penhora ela.

Leia mais:

Mesmo ainda abalada psicologicamente, a organizadora faz questão de participar ativamente do processo de mobilização de mulheres para o protesto. “Eu tive muitas crises. Ainda vivo um momento muito delicado da minha vida depois do que eu sofri. Fui a primeira mulher a não se calar. Diga não à violência contra a mulher no ambiente de trabalho”, protesta Cristiane.

Já Luciana é mais enfática. Na linha de frente, com o microfone na mão, ela promete fazer barulho para conscientizar a população do seu dever de denunciar a violência laboral. “É necessário lutar pelo direito das mulheres. Não há vitória sem sacrifício. Quantas colegas de trabalho serão submetidas ao mal da violência sem que a sociedade se manifeste?”, questiona.

De acordo com a organizadora, a legislação em vigor que trata da matéria só alcança a violência cometida contra a mulher no âmbito doméstico, por meio da Lei Maria da Penha. “Precisamos de dispositivos legais que possam coibir a desenfreada violência que muitas mulheres sofrem no trabalho. Não calaremos”, promete Luciana.

Wal, por seu lado, destaca a importância do ato marcado para a manhã de sábado. “O objetivo da caminhada é despertar os nossos colegas de trabalho e a população de maneira difusa. É um movimento novo. Contamos com o apoio de diversas organizações não governamentais”, relata ela.

No domingo (25), a partir das 16h, a ação continua na Praça São Félix de Valois, com palestras sobre cuidados com a saúde, distribuição de brindes e música ao vivo. A cantora Wânia Alves e o Mestre Zequinha abrilhantarão o evento alusivo à campanha Outubro Rosa. A iniciativa tem apoio do Instituto Cultural Hozana Lopes de Abreu. (Da Redação)

Mais

Sefa apreende máquina agrícola e bebidas em Marabá

Sefa apreende máquina agrícola e bebidas em Marabá

A unidade de controle de mercadorias em trânsito de Carajás, da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa), em Marabá, sudeste…
Carreata marca luta contra abuso e exploração sexual de menores em Marabá

Carreata marca luta contra abuso e exploração sexual de menores em Marabá

Dia 18 de maio de 1963 um crime bárbaro chocou o Brasil. Araceli Cabrera Sanches, de apenas oito anos de…
Venda de consórcios dispara em Marabá

Venda de consórcios dispara em Marabá

A venda de consórcios registrou um forte crescimento em 2020, e segue em ritmo acelerado nos primeiros meses de 2021,…
Mais de 700 famílias já estão cadastradas para regularização

Mais de 700 famílias já estão cadastradas para regularização

Segue em ritmo intenso e, mesmo assim, com os cuidados de praxe devido à pandemia, o trabalho de cadastramento de…
Grave colisão entre caminhões causa morte e bloqueia pista

Grave colisão entre caminhões causa morte e bloqueia pista

Pelo menos uma pessoa morreu numa colisão entre dois caminhões na tarde desta segunda-feira (17) na BR-155, entre a sede…
Prefeitura libera segunda parcela do Renda Emergencial

Prefeitura libera segunda parcela do Renda Emergencial

  A Prefeitura Municipal de Curionópolis, inicia nesta terça-feira, 18 de maio, o pagamento da segunda parcela do Programa Renda…