Correio de Carajás

Marabá falha demais e Rondon acerta tudo

Jogadores e comissão técnica fizeram a tradicional roda de agradecimento depois da conquista da vaga

RONDON NA FINAL

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Duas falhas individuais gravíssimas contribuíram, e muito, para que Marabá perdesse por 3x2. Placar normal, afinal Rondon tem um time muito bom.

As seleções de Rondon do Pará e Bom Jesus do Tocantins vão decidir a Copa Carajás de Seleções. Bom Jesus eliminou São João do Araguaia, enquanto Rondon despachou ninguém menos que a Seleção de Marabá, ao vencer o jogo por 3×2, no domingo (26), em pleno Zinho Oliveira. Agora Rondon manda o primeiro jogo da decisão, enquanto Bom Jesus jogará em casa na grande decisão.

Para chegar à final, Rondon tinha empatado em casa, por 0x0, e pisou no gramado do Zinho Oliveira em igualdade de condições contra Marabá, que tinha a vantagem de jogar em casa, com apoio de sua torcida. Mas o time marabaense não soube aproveitar os pontos a favor e saiu de campo de derrotado.

O primeiro gol da partida foi marcado pelo bom atacante Pablo, que se tornaria o nome do jogo. No minuto 17 da etapa inicial, uma cobrança de lateral encontrou Pablo, que ganhou no corpo do zagueiro Evanilson e fuzilou Valdeir de esquerda.

Leia mais:
Pablo, nome do jogo, em entrevista agradeceu apoio a da família

Esse foi o único gol de um primeiro tempo em que Marabá teve mais a bola, mas pecou muito, inclusive em lances cruciais, chegando a desperdiçar um pênalti. Aos 37 minutos, Guri enfiou para o lateral esquerdo Lucas que invadiu a área e quando a bola quicou, o lateral de Rondon tocou na mão com a bola. Gustavinho bateu e perdeu. O goleiro Edelson defendeu a cobrança que foi batida com força, mas Gustavinho telegrafou o canto e levantou um pouco a bola, ficando à meia altura.

Depois, aos 41 minutos, o mesmo Gustavinho deu um belo passe e colocou o atacante Vinícius na cara do gol, com a bola marca do pênalti. Mas ele dominou errado e praticamente recuou a bola pro goleiro. Em seguida, o goleiro Valdeir, de Marabá, salvou uma cabeceada, após uma falha do zagueiro Vanilson.

Segundo tempo

No segundo tempo, a toada se manteve, com Marabá tendo mais a bola, mas errando muito, enquanto Rondon, de forma matreira, também criava boas chances. Logo aos 7 minutos, depois de belo passe de Guri, o atacante Vinícius (de novo) driblou o goleiro, mas bateu de forma displicente e o zagueiro Guilherme tirou de cima da linha.

Dois minutos depois, o meia Pequeno errou feio uma boa bola que veio com açúcar do lateral direito Dé. Esses lances mostravam que o gol de Marabá estava prestes a sair e saiu. Aos 17 minutos, um bom passe de Pequeno encontrou Caíque, que colocou no canto esquerdo de Edelson, com imensa categoria, para empatar o jogo. O resultado levaria a decisão para os pênaltis…Levaria.

Aos 21 minutos, o zagueiro Vanilson (lembra dele?) foi tentar recuar uma bola, de cabeça, para o goleiro Valdeir e tocou fraco, entregando a bola praticamente no pé de quem? Pablo. Ele driblou o goleiro e ficou com o gol aberto. Ainda teve tempo de dominar a bola, até a “criança” parar de pular, e só então tocou para o gol vazio. O detalhe é que o zagueirão de Marabá tentou o recuo a pelo menos 15 metros da grande área. Muito longe. Errou feio, errou rude.

Mas Marabá tinha muitas peças de qualidade e o treinador Marquinhos começou a lançar mão de suas armas que vieram do banco de reservas. Aos 29 minutos, após cobrança de escanteio da esquerda, lateral direito Dé tocou de cobertura, encobrindo o goleiro Edelson, empatando novamente a partida.

O gol gerou muita reclamação porque depois que a bola encobriu o goleiro, ela tocou no travessão, quicou no chão, o zagueiro tentou tirar, a bola bateu novamente no travessão e saiu. Ou seja, sem uma câmera na lateral, perto da linha de fundo é impossível afirmar com certeza se a bola entrou mesmo ou não. Mas o assistente entendeu que, entre o primeiro e o segundo toque no travessão, a bola cruzou inteiramente a linha fatal e correu para o meio, confirmando o gol.

Houve cinco minutos de paralisação devido a choradeira dos jogadores e comissão técnica de Rondon. Mas o gol foi validado. O placar novamente levaria a decisão para os pênaltis… Levaria…

Praticamente no lance seguinte, uma dividida por alto, o zagueiro Vanilson (lembra dele de novo?) ficou caído, após o choque. Jogadores de Marabá pediram que o juiz seguisse a recomendação da FIFA e parasse a jogada, mas como a bola estava muito perto da grande área de Marabá ele deixou o jogo seguir e a bola caiu justamente nos pés de quem? Isso mesmo: Pablo! Ele driblou o zagueiro Bismarck, que o derrubou na área. Pênalti!

O goleiro Valdeir ainda acertou o canto e foi na bola, mas Jonas bateu bem no cantinho. Fim de jogo: Rondon na final e Marabá ficou para o ano que vem.

SAIBA MAIS

Bom Jesus, que havia empatado com São João no jogo de ida da semifinal, venceu na volta por 2×1. Além disso, ainda levou a melhor no sorteio da final e vai fazer a grande decisão em casa.

(Chagas Filho)

Foto: A1 Esportes/Reprodução

Comentários

Mais

Autoridade descarta acordo com não-vacinados no Aberto da Austrália

Autoridade descarta acordo com não-vacinados no Aberto da Austrália

O estado australiano de Vitória não fará acordos especiais com atletas não-vacinados para que eles atuem em grandes eventos, disse…
Rebeca Andrade festeja notão e vaga na final das paralelas do Mundial

Rebeca Andrade festeja notão e vaga na final das paralelas do Mundial

Rebeca Andrade vibrou muito ao cravar a série das barras paralelas assimétricas nesta terça-feira. Os aplausos já anunciavam um notão…
Roberto Fonseca deixa o comando técnico do Paysandu

Roberto Fonseca deixa o comando técnico do Paysandu

Roberto Fonseca não é mais treinador do Paysandu. A saída do clube foi sacramentada na manhã desta segunda-feira, 18, após…
Fifa debaterá plano de Copa do Mundo bienal com técnicos de seleções

Fifa debaterá plano de Copa do Mundo bienal com técnicos de seleções

A Fifa convidou os técnicos de todas as 211 seleções masculinas para uma reunião sobre seus planos para uma Copa…
Parauapebas vence Clássico dos Minérios de virada

Parauapebas vence Clássico dos Minérios de virada

Com um elástico placar de 3 a 2, o Parauapebas FC venceu o Atlético Paraense na primeira rodada do Parazão…
Sete meses de trabalho entram em campo pelo Parauapebas FC

Sete meses de trabalho entram em campo pelo Parauapebas FC

O final de semana dos dias 16 e 17 de outubro marca o início da Segunda Divisão do Campeonato Paraense.…