Marcio Pereira Neves diz que comprou a maconha na “Vila do Rato”, em Marabá/Foto: Divulgação
Ads

Esta semana policiais militares de serviço pelas ruas de Itupiranga conseguiram apreender uma quantidade de maconha considerável e prender um acusado de tráfico de drogas, junto com um adolescente infrator. O acusado foi identificado como Márcio Pereira Neves. Embora ele tenha apenas 19 anos, já é réu em outro processo também por tráfico de drogas.

Ads

Outra informação importante neste caso é que, ao ser indagado sobre qual seria a origem da droga, o acusado afirmou aos policiais que era de sua propriedade e que teria comprado na “Vila do Rato”, local bastante conhecido em Marabá, justamente pela existência de diversos pontos de drogas.

De acordo com os policiais que fizeram a apreensão da droga, em um determinado local eles avistaram dois indivíduos em atitude suspeita bem perto de onde funcionaria uma “boca de fumo”. Diante disso, duas equipes policiais fizeram a averiguação com busca e abordagem dos acusados.

Grande parte da erva já estava devidamente embalada e pronta para a venda

No local, foi solicitada autorização de Márcio Neves, dono da residência, para que os policiais pudessem entrar na casa dele. Sendo feita busca na residência, foram encontrados 23 papelotes de maconha prontos para comercialização; também foi encontrado no quintal da casa uma porção de maconha prensada (cerca de 440g), que ainda seria dividida em papelotes para a venda.

Os militares também apreenderam a quantia de R$ 365 em dinheiro, sendo 14 notas de R$ 10, seis notas de R$ 20, duas notas de R$ 50 e uma nota de R$ 5. Como o dinheiro estava fracionado, isso pode indicar que seja fruto da venda do entorpecente.

O acusado confirmou que vendia uma peteca de maconha por R$ 10. Márcio foi conduzido junto com o adolescente, de 16 anos, (com quem estava no momento da abordagem), para a Delegacia de Polícia Civil para os procedimentos legais.

Submetido a audiência de custódia, o Poder Judiciário converteu o flagrante em prisão preventiva e Márcio foi encaminhado para o sistema prisional, onde irá responder por mais uma acusação de tráfico de drogas, a segunda em menos de dois anos.

SAIBA MAIS

Os policiais responsáveis pela prisão dos acusados os sargentos Fernandes e Erson, o cabo Aldemir e os soldados Kedson, Soares e Melo.

(Chagas Filho)

Ads