Correio de Carajás

Inconformada, moradora reclama das ruas da Folha 35

As ruas do bairro estão todas abandonadas, segundo leitora que denunciou o drama vivido pelo moradores da Folha 35/ Fotos: Divulgação
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Rayane Ribeiro Damasceno procurou o Jornal Correio para denunciar o que considera um completo descaso com os moradores da Folha 35, Nova Marabá. De acordo com ela, que vive há oito anos no bairro, as ruas estão esburacadas e cheias de mato desde que se mudou para o local. “As poucas melhoras que ocorreram foram por conta dos próprios moradores”, disse.

Ela fotografou a rua em que vive, na Quadra 01, mas afirmou que a falta de atenção é com todo o bairro. “Toda a folha está um caos. Minha rua não se compara a um terço do descaso que se encontra o restante”.

Rayane acrescenta que o representante da comunidade já procurou diversas vezes a Prefeitura Municipal de Marabá e sempre recebe a mesma resposta. “Segundo ele, sempre dizem que ‘tem um projeto para o ano, e que logo será realizado (asfalto)’, mas não passa disso”.

Leia mais:
Neste trecho da Quadra 1, uma grota que cruza o local inunda com as chuvas e o despejo de esgoto

A presença de duas grandes empresas na via principal do bairro acaba contribuindo para piorar a situação, vez que costuma haver grande fluxo de caminhões. “Só colabora ainda mais para o aumento de buracos na rua”.

Por fim, afirmou que em uma rua há um pedaço “cortado”, onde existe uma grota com apenas uma passagem de madeira colocada por cima. Trata-se de um ponto crítico. “Quando chove, o córrego enche e fica intrafegável. Algumas casas da rua despejam o esgoto nessa grota, totalmente a céu aberto”.

Procurada pelo Jornal Correio, a assessoria de comunicação da PMM encaminhou nota à Reportagem afirmando que já tem uma ação prevista de recuperação para aquela área, mas está impossibilitada em função das chuvas.

“Qualquer intervenção acabaria por prejudicar ainda mais o estado destas ruas. Este serviço será analisado para que seja feita a recuperação. Vale lembrar que a população não pode jogar o lixo residencial em bueiros e vias de passagem da água. O resultado é entupimento de bueiros e enchente”, diz. (Luciana Marschall)

Comentários

Mais

Dr. Naves retorna a Marabá e é recebido com festa por familiares e amigos

Dr. Naves retorna a Marabá e é recebido com festa por familiares e amigos

José Divino Naves, mais conhecido como Dr. Naves, desembarcou às 16h30 deste sábado (18) em Marabá, após passar 5 meses…
Índice reúne dados sobre a inclusão de brasileiros com deficiência

Índice reúne dados sobre a inclusão de brasileiros com deficiência

Passados 11 anos desde a realização do último censo nacional, o Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural, uma associação sem…
Anvisa aprova indicação de baricitinibe para covid-19

Anvisa aprova indicação de baricitinibe para covid-19

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou na noite desta sexta-feira que aprovou a indicação do medicamento baricitinibe para…
Pará registra 587.922 casos de Covid-19 e 16.578 mortes pela doença

Pará registra 587.922 casos de Covid-19 e 16.578 mortes pela doença

O Pará contabilizou mais 51 casos de Covid-19 e 4 mortes causadas pela doença. Segundo o boletim divulgado pela Secretaria…
“Forma Pará” recepciona calouros de Jacundá e Itupiranga

“Forma Pará” recepciona calouros de Jacundá e Itupiranga

“O Forma Pará, antes de qualquer coisa, é um programa que cuida de pessoas. E vocês também serão profissionais que…
Família de adolescente morto por “Trem da Alegria” não recebeu apoio financeiro da empresa

Família de adolescente morto por “Trem da Alegria” não recebeu apoio financeiro da empresa

A família do adolescente Marcos Henrique dos Santos, de 14 anos, que foi morto na noite desta quinta-feira (16), no…