Correio de Carajás

Folha 11: Feirantes são retirados de canteiro público

Equipes da PMM estiveram no local na tarde desta sexta-feira para impedir a ocupação da área/ Fotos: Evangelista Rocha
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O Departamento de Postura, com apoio da Guarda Municipal de Marabá, interrompeu a demarcação de pontos em um canteiro público da Folha 11, Nova Marabá, na tarde desta sexta-feira (30). Jurandir Rodrigues, de 50 anos, era uma das pessoas que mobilizava a futura ocupação, alegando terem sido deixados de lado pela Prefeitura Municipal na distribuição de espaço em uma feira criada recentemente no bairro.

“Eu e um grupo de pessoas estamos tentando nos juntar à feira que fizeram porque as vagas foram poucas e tem muita gente pra trabalhar, tem muita gente desempregada. Aí começamos a marcar outros pontos”, disse, acrescentando que foram tratados com desrespeito pelos representantes municipais.

“O cidadão da Prefeitura Municipal de Marabá chegou aqui tratando todo mundo mal, voltou com a Guarda Municipal, só estávamos marcando aqui os pontos e pegando os nomes das pessoas para podermos trabalhar. Em torno de 60 pessoas não foram beneficiados. Tem muita gente lá que não ganhou, não deu pra todos e não querem deixar fazermos aqui”, afirmou.

Leia mais:

Reginaldo Araújo Nascimento também reclamou da abordagem dos servidores municipais. “Em nenhum momento fomos agressivos e eles chegaram com a polícia, era só ter conversado com a gente, todo mundo aqui é civilizado. Polícia a gente chama pra bandido, aqui todo mundo tá desempregado, caçando meio de trabalhar”, afirma.

Reclamou, ainda, de falta de apoio e interferência dos vereadores em favor dos feirantes. “A fiscalização chega então eles sabem que estamos aqui. A gente vota neles e nessa hora não aparece nenhum vereador para nos defender, ninguém tá roubando e nem quebrando nada, não somos vândalos. A PMM fez o aterro e não beneficiou todo mundo, muita gente fez o cadastro e não foi contemplado”, observou.

Ouvido pelo Jornal Correio, o coordenador de Postura, Túlio Rosemiro Pereira, disse que a ocupação é irregular e por isso foi desmobilizada. “Eles estão invadindo o canteiro central, isso não tem lógica e nem sentido. Estão tentando fazer uma feira sendo que já tem área pra feira, é suficiente e aqui estão vendendo ponto. Uma delegada esteve aqui e eles ofereceram um ponto para ela, ela que denunciou essa questão”.

Ainda segundo ele, trata-se de uma “invasão irresponsável”, vez que o capim foi arrancado. “O asfalto vai embora porque ele (capim) que segura a contenção”. Acrescentou que já há área autorizada no local e que para ser testada como feira. “Vamos tentar fazer esta feira para ver se dá certo, se não der vamos tirar também. A intenção é que dê certo”.

Questionado sobre os feirantes que ficaram sem ponto, Túlio afirmou que “nunca será suficiente para todos”. “Estamos retirando o que está em praça e via pública e não vamos permitir nada ilegalmente. Pra tudo tem limite, a quantidade é aquela e pronto, não tem como perder o controle e não pode invadir, se invadir vamos retirar novamente”, finalizou. (Com informações de Adriana Oliveira)

 

Comentários

Mais

Dr. Naves retorna a Marabá e é recebido com festa por familiares e amigos

Dr. Naves retorna a Marabá e é recebido com festa por familiares e amigos

José Divino Naves, mais conhecido como Dr. Naves, desembarcou às 16h30 deste sábado (18) em Marabá, após passar 5 meses…
Índice reúne dados sobre a inclusão de brasileiros com deficiência

Índice reúne dados sobre a inclusão de brasileiros com deficiência

Passados 11 anos desde a realização do último censo nacional, o Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural, uma associação sem…
Anvisa aprova indicação de baricitinibe para covid-19

Anvisa aprova indicação de baricitinibe para covid-19

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou na noite desta sexta-feira que aprovou a indicação do medicamento baricitinibe para…
Pará registra 587.922 casos de Covid-19 e 16.578 mortes pela doença

Pará registra 587.922 casos de Covid-19 e 16.578 mortes pela doença

O Pará contabilizou mais 51 casos de Covid-19 e 4 mortes causadas pela doença. Segundo o boletim divulgado pela Secretaria…
“Forma Pará” recepciona calouros de Jacundá e Itupiranga

“Forma Pará” recepciona calouros de Jacundá e Itupiranga

“O Forma Pará, antes de qualquer coisa, é um programa que cuida de pessoas. E vocês também serão profissionais que…
Família de adolescente morto por “Trem da Alegria” não recebeu apoio financeiro da empresa

Família de adolescente morto por “Trem da Alegria” não recebeu apoio financeiro da empresa

A família do adolescente Marcos Henrique dos Santos, de 14 anos, que foi morto na noite desta quinta-feira (16), no…