Correio de Carajás

Homicídios em série intrigam a Polícia Civil de Marabá

Foto: Ilustrativa
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O final de semana foi atípico em Marabá, com a ocorrência de nada menos de três assassinatos entre a tarde de sexta-feira (26) e a noite de sábado (27). Todas as três execuções foram registradas na Nova Marabá (Km 7 e Folhas 12 e 33). Além disso, todas as três vítimas tinham passagens pela polícia.

O caso mais recente se deu na Folha 12, na altura da Quadra 12, tendo como vítima José Alves do Nascimento, de 27 anos. Ele era conhecido como “Foguinho” e respondia pelo crime de roubo. A Delegacia de Homicídios foi informada sobre o caso por meio do Núcleo Integrado de Operações (NIOP-190). Ao chegar no local, os policiais constataram que “Foguinho” tinha sido assassinado com sete tiros.

Ainda de acordo com o que os policiais apuraram no local do crime, o alvo estava sentado na porta de casa sozinho quando foi surpreendido por indivíduo ainda desconhecido não havendo testemunhas oculares até o momento.

Leia mais:

“Hollywood”

Um dia antes, por volta das 18h de sexta (26), o ex-presidiário Acelino Cabral Souza, de 25 anos, mais conhecido como “Hollywood”, foi morto com cinco tiros, no Km 7. Quando os investigadores do Departamento de Homicídios chegaram ao local do crime, na Rua Q, Quadra Sul, se depararam com um indivíduo de bruços, ainda com um capacete na cabeça.

Chama atenção o fato de que no local não havia nenhuma moto sem dono (que poderia estar sendo pilotada por “Hollywood”) e ninguém deu nenhuma informação acerca do ocorrido. A vítima estava utilizando uma tornozeleira eletrônica e respondia por crime de tráfico de drogas.

Fugitivo do CIAM

Cerca de 50 minutos antes do assassinato de “Hollywood”, o adolescente Genilson Oliveira Mota, o “Biozinho”, de de 16 anos, também foi executado. Segundo informações obtidas pela Polícia Civil, a vítima estava na calçada de um bar, quando uma motocicleta de cor preta se aproximou, parou na esquina, o carona desceu e iniciou-se uma série de disparos, sendo a vítima atingida por, pelo menos, oito tiros.

Ainda de acordo com a polícia, Genilson havia fugido recentemente do Centro de Internação do Adolescente Masculino (CIAM), onde permanecia custodiado por ato infracional análogo ao crime de homicídio.

Vida pregressa

“A coincidência desses casos é que todas as vítimas possuíam vida pregressa envolvida no mundo do crime”, observa o delegado Vinícius Cardoso, diretor da 21ª Seccional Urbana, ao informar que em todos os casos a Polícia Civil esteve, de pronto, no local, por meio da Delegacia de Homicídios.

“Informações preliminares foram colhidas, evidências foram levantadas por peritos do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPC) e nós temos um prazo de 30 dias pra apresentar os resultados dessa investigação”, explica o delegado.

Por outro lado, o coronel Dayvid Sarah Lima, comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar, disse que já está traçando um planejamento para garantir policiamento ostensivo no final de semana para evitar a ocorrência de mais crimes na cidade.(Chagas Filho)

Comentários

Mais

Servente é acusado de abusar de criança durante o trabalho

Servente é acusado de abusar de criança durante o trabalho

Uma ocorrência em residência do Bairro Beira Rio, em Parauapebas, nesta quinta-feira (14) resultou na prisão de Risomar Raimundo Oliveira,…
Idoso foi baleado ao tentar entregar o celular

Idoso foi baleado ao tentar entregar o celular

O idoso Albertino Pereira Gomes, 62 anos, foi baleado ao tentar entregar o celular durante um assalto. Segundo testemunhas, ele…
Quinze disparos tiram vida no Liberdade

Quinze disparos tiram vida no Liberdade

Durante a noite desta quarta-feira (13), cerca de dez a quinze disparos foram ouvidos no Bairro Liberdade, em Parauapebas. O…
Preso por assassinato de agente da PF muda versão

Preso por assassinato de agente da PF muda versão

Preso na noite de domingo (10), acusado de envolvimento no assassinato do agente da Polícia Federal, Ramon Santos Costa, o…
Dois presos não retornam de “saída temporária” em Marabá

Dois presos não retornam de “saída temporária” em Marabá

Entre os 2.559 presidiários do Pará, que tiveram o direito à saída temporária dos Dia dos Pais, pelo menos dois…
Polícia investiga crime no Bairro da Infraero, em Marabá

Polícia investiga crime no Bairro da Infraero, em Marabá

Acerto de contas ou vingança. Essas são duas das hipóteses sobre os motivos que levaram dois homens a assassinar o…