Correio de Carajás

Galvão sai da “casinha”

Na Resenha

Na Resenha

Chagas Filho

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Meu amigo João Galvão, técnico do Águia, quebrou o silêncio e resolveu responder as críticas que lhe têm sido feitas por grande parte da torcida. A maior queixa dos torcedores é quanto a sua manutenção como treinador, mas há também reclamações quanto ao tratamento que vem sendo dado a atletas locais. Em resposta, Galvão expôs seu currículo à frente do Águia e elencou jogadores da região que ele “deu moral”. Enfim, é preciso entender que a torcida tem todo direito de fazer as críticas que quiser. Por outro lado, Galvão também tem direito de ficar de saco cheio. Esperemos as cenas dos próximos capítulos.

Reavaliar é preciso (1)

Tanto Águia de Marabá quanto Itupiranga precisam fazer uma reflexão sobre o que pretendem daqui pra frente. Questões extracampo, como um estádio para o Itupiranga mandar seus jogos, além da composição de elenco, identificando carências em determinados setores (isso vale para as duas equipes). Do contrário, não passarão do que já fizeram até o momento.

Leia mais:

Reavaliar é preciso (2)

Os dois times não têm o chamado “meia”, aquele jogador cerebral. Pelo Águia, os contratados não renderam o esperado, seja por contusão ou por baixo rendimento técnico. No Itupiranga, quem mais se aproxima é Kaíke, mas ele não tem essas características, embora tenha feito um belo Parazão. Aliás, esse jogador está em falta no País. Então, cabe ás comissões técnicas formatar os times para atuar sem o meia cerebral, como? Fortalecendo o setor defensivo e explorando jogadores velozes de lado de campo para fazer transições rápidas. O Palmeiras, que é o Palmeiras, faz isso.

GabiGOL mesmo!

Com os dois gols que marcou na noite de terça-feira, em cima da LDU, a 2.800 metros de altitude, em Quito (Equador), o atacante Gabigol (Flamengo) não apenas se isolou na artilharia da Libertadores da América, mas também se igualou a Zico, como o maior artilheiro do Flamengo na maior competição de futebol das Américas.

Champions League

Os chamados inventores do futebol estão com a corda toda. Chelsea e Manchester City farão a grande final da Uefa Champions League, no próximo dia 29, em Istanbul, na Turquia. É a segunda vez nas últimas três finais em que dois times ingleses chegam à final da maior competição de clubes de futebol do mundo. Vale dizer que os finalistas chegam à decisão com a força das equipes, de “times” de futebol mesmo, deixando para trás um PSG, que confiou apenas em dois bons valores individuais e um Real Madrid que achou que o peso da camisa bastaria.

 

Comentários
Arbitragem marabaense em boa fase

Arbitragem marabaense em boa fase

Vai se firmando cada vez mais no cenário nacional da arbitragem, o marabaense Djonaltan Costa. Na foto, ele (segundo da…
A força da “Lampions League”

A força da “Lampions League”

Não é possível cravar que a Copa do Nordeste, a famosa “Lampions League”, deu cancha aos times nordestinos para competições…
Selecionando a Seleção

Selecionando a Seleção

Entre mortos e feridos, todos se salvaram: os jogadores da Seleção Brasileira vão disputar a Copa América, estão fechados com…
Pikachu manda ver

Pikachu manda ver

Três gols em dois jogos… corrigindo: três golaços em dois jogos. Esse tem sido o início de Campeonato Brasileiro do…
River e Flamengo... que tal?

River e Flamengo... que tal?

Em uma enquete feita pelo Diário Olé, da Argentina, o Flamengo teria sido apontado pelos torcedores do River Plate como…
Oitavas definidas e caminhos opostos

Oitavas definidas e caminhos opostos

A definição dos confrontos das oitavas de final da Libertadores da América e o caminho dos 16 times que ainda…