Pátio da nova sede do DMTU fica de portões escancarados o dia todo e à noite/ Fotos: Evangelista Rocha
Ads

Localizada na Folha 32, na mesma rua da Agência dos Correios, a sede do Departamento Municipal de Trânsito e Transporte Urbano (DMTU) fica bastante isolada, sobretudo no período noturno. Como se não bastasse o isolamento e a escuridão, o pátio da sede está sempre de portões abertos. Ou seja, é o cenário perfeito para o cometimento de crimes, como furtos. E foi o que aconteceu esta semana, quando um indivíduo levou nada menos de oito pares de retrovisores das motos que estavam estacionadas no pátio. A sorte é que o acusado foi preso na manhã seguinte ao furto; o azar é que ele foi solto 24 horas depois de preso. O CORREIO sobre do fato com exclusividade.

Ads

A prisão do acusado, identificado como Ozias Soares de Araújo, o “Pezão”, de 34 anos, foi feita pela Guarda Municipal, que foi acionada pelo Departamento de Guarda Patrimonial do DMTU, que tomou conhecimento do fato durante a manhã de terça-feira (23). Segundo o DMTU, o furto ocorreu durante a madrugada de terça, por volta de 1h. O furto foi filmado pelas câmaras de vídeo-monitoramento instaladas no prédio e o acusado foi reconhecido pelos agentes da Guarda Municipal, que já tinham prendido ele em outra ocasião.

Uma guarnição da GM saiu à procura de “Pezão” e o localizou na Velha Marabá. Ao ser abordado pelos guardas municipais, o acusado confessou o furto, mas disse que há tinha vendido os retrovisores e não sabia dizer para quem. Diante disso, ele foi encaminhado para a 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil, para autuação em flagrante.

Ozias, o “Pezão”, foi preso ainda em flagrante, mas conseguiu o direito de responder em liberdade

REINCIDENTE SOLTO

Na manhã de ontem, “Pezão” foi encaminhado para audiência de custódia, onde o juiz Alexandre Hiroshi Arakaki, da 2ª Vara Criminal de Marabá, expediu Alvará de Soltura em favor do acusado, que agora terá o direito de responder ao crime em liberdade.

Embora tenha conseguido o direito de permanecer em liberdade, Ozias, ou “Pezão”, não é um novato no mundo do crime. Ele está indiciado, desde o ano de 2017, pelo crime de furto qualificado. Em 24 de abril daquele ano, “Pezão” e um comparsa furtaram as baterias de um caminhão-guincho pertencente exatamente ao DMTU, que parece ser o alvo preferido de “Pezão”.

Naquela ocasião, como agora, o acusado também foi preso por agentes da Guarda Municipal. Agora, “Pezão” está novamente solto, mesmo tendo cometido delito semelhante. Resta saber como (ou quando) será seu próximo encontro com a Guarda Municipal. O DMTU que se cuide!

(Chagas Filho)

Ads