Correio de Carajás

ENEM 2017: calma e concentração na hora H

Foto: reprodução
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Neste domingo (5), estudantes que se preparam durante todo o ano para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017, vão poder colocar à prova todos os conhecimentos adquiridos. No primeiro dia do exame, que ocorre neste domingo (5) e terá 5h30 de duração, serão aplicadas questões de Linguagens, Ciências Humanas e Redação.

Antes de começar a fazer as questões, é preciso que o candidato tenha se cercado de alguns cuidados, como lembra Raimundo Nonato Araújo Júnior, diretor do Grupo Futuro Educacional, que prepara candidatos para o exame. “Conhecer o edital e cumpri-lo na íntegra. Lá diz que o candidato precisa chegar, pelo menos, meia hora antes no local de prova. Se pensarmos bem, esse é o primeiro obstáculo a ser vencido nos dias de prova”, disse, lembrando que não existem exceções para quem chega atrasado.

Segundo ele, também é preciso atentar para a documentação exigida nos dias de exame. “É preciso levar um documento válido com foto, como carteira de trabalho, identidade, CNH ou passaporte”, frisa, lembrando que carteira de estudante não será aceita, nem credenciais de associações de bairros, por exemplo.

Leia mais:

Ainda de acordo com o edital, é preciso levar uma caneta preta com o cilindro transparente. “Aconselho até que se leve mais de uma. Não precisa levar lápis nem borracha, porque não vai ser permitido. Relógio vai ter que ser retirado e nem pensar em levar calculadora ou régua com tabuada. Basicamente, é só levar caneta e cartão de inscrição”, esclarece.

Ele diz também que é bom o candidato carregar consigo barras de cereais ou alimentos que deem energia durante a realização dos exames, além de garrafas transparentes com água. “Uma recomendação que a gente sempre dá é que o estudante não deixe para conhecer o trajeto até o local de prova no dia. Ele deve, um ou dois dias antes, fazer uma simulação de deslocamento, contando com a possibilidade de engarrafamento, acidente ou até mesmo um pneu de moto que furou. Então, é bom se planejar ao máximo”, recomenda.

Pontuação

O sistema de avaliação das questões do Enem segue um sistema diferente e bem complexo. “Eles utilizam a Teoria de Resposta ao Item. Nessa teoria que é um algoritmo muito bem desenvolvido, a construção das provas é feita com base em três pilares básicos: 25% das questões são consideradas de nível fácil, 50% são consideradas de nível médio e mais 25% são consideradas difíceis”, explicou Raimundo Júnior.

Segundo ele, a apuração do resultado não é feita de maneira simples, uma vez que não é baseada na somatória de acertos do candidato. “Dentro de uma coerência de crescimento o estudante que acerta uma questão difícil, tem que acertar a média e a fácil. Se ele acerta a difícil e erra a fácil, o acerto da difícil derruba a pontuação dele, pois entende-se que ele colou, que foi um chute ou que teve sorte”, explica Júnior.

Redação

A redação é de vital importância no Enem. Caso não se atenha ao tema proposto, o candidato pode ter a prova zerada. Além disso, deve-se respeitar a estrutura do texto, escrever mais de sete linhas e evitar ideias desconexas. Como, geralmente, ela aborda temas da atualidade, muitas instituições recomendam que os alunos acompanhem o noticiário e eventos importantes do país.

“Nós, do Grupo Futuro, entendemos que o bom estudante não precisa se preocupar com o tema em si, mas estar preparado para desenvolvê-lo. E para isso é preciso ler, assistir a bons jornais, ler periódicos de abrangência nacional e estar atento aos temas relevantes, principalmente, no ambiente social e ambiental”, disse Júnior.

Ele diz ainda que não é saudável os candidatos tentarem acertar o tema, porque considera que isso pode ser frustrante para quem vem se preparando há tanto tempo para o Exame.

Inep promete apertar o esquema de segurança este ano

Para evitar fraudes e golpes durante o Enem, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela elaboração e aplicação das provas, intensificou a segurança. Este ano serão usados 67 mil detectores de metal de ponto eletrônico e os cadernos serão personalizados e distribuídos já com os nomes dos candidatos.

Até os lanches dos participantes serão fiscalizados, devendo estar em embalagens lacradas. Para Raimundo Nonato Araújo Júnior, diretor do Grupo Futuro, as medidas são muito bem vindas. “Tudo o que vem para garantir a lisura do processo e para fortalecer a igualdade de concorrência entre os candidatos torna o concurso mais democrático”, opinou. Ele disse que isso passa a imagem de um processo mais íntegro e justo.

Ele ainda falou que, neste ano, os fiscais não vão mais precisar distribuir cadernos de prova diferenciados por cores, uma vez que as questões já vêm “personalizadas”. “Um programa de computador distribui esses candidatos em salas e escolas, e as provas já vêm automaticamente identificada com as características específicas daquele candidato”.

A coleta de impressão digital e uso de detectores de metal, antes e depois do candidato ir ao banheiro, o que já acontecia, vão ser mantidos. “Esses mecanismos, somados a questão do detector de metais, presença da Polícia Federal e de outras autoridades federais, ajudam. Quanto mais você agregar esses valores de segurança, mais o candidato terá a tranquilidade de que está concorrendo de maneira igualitária”, declarou. 

Saiba Mais – As inscrições e a programação completa do evento podem ser consultadas no site www.panamazonica.vpeventos.com.

(Nathália Viegas)

Neste domingo (5), estudantes que se preparam durante todo o ano para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017, vão poder colocar à prova todos os conhecimentos adquiridos. No primeiro dia do exame, que ocorre neste domingo (5) e terá 5h30 de duração, serão aplicadas questões de Linguagens, Ciências Humanas e Redação.

Antes de começar a fazer as questões, é preciso que o candidato tenha se cercado de alguns cuidados, como lembra Raimundo Nonato Araújo Júnior, diretor do Grupo Futuro Educacional, que prepara candidatos para o exame. “Conhecer o edital e cumpri-lo na íntegra. Lá diz que o candidato precisa chegar, pelo menos, meia hora antes no local de prova. Se pensarmos bem, esse é o primeiro obstáculo a ser vencido nos dias de prova”, disse, lembrando que não existem exceções para quem chega atrasado.

Segundo ele, também é preciso atentar para a documentação exigida nos dias de exame. “É preciso levar um documento válido com foto, como carteira de trabalho, identidade, CNH ou passaporte”, frisa, lembrando que carteira de estudante não será aceita, nem credenciais de associações de bairros, por exemplo.

Ainda de acordo com o edital, é preciso levar uma caneta preta com o cilindro transparente. “Aconselho até que se leve mais de uma. Não precisa levar lápis nem borracha, porque não vai ser permitido. Relógio vai ter que ser retirado e nem pensar em levar calculadora ou régua com tabuada. Basicamente, é só levar caneta e cartão de inscrição”, esclarece.

Ele diz também que é bom o candidato carregar consigo barras de cereais ou alimentos que deem energia durante a realização dos exames, além de garrafas transparentes com água. “Uma recomendação que a gente sempre dá é que o estudante não deixe para conhecer o trajeto até o local de prova no dia. Ele deve, um ou dois dias antes, fazer uma simulação de deslocamento, contando com a possibilidade de engarrafamento, acidente ou até mesmo um pneu de moto que furou. Então, é bom se planejar ao máximo”, recomenda.

Pontuação

O sistema de avaliação das questões do Enem segue um sistema diferente e bem complexo. “Eles utilizam a Teoria de Resposta ao Item. Nessa teoria que é um algoritmo muito bem desenvolvido, a construção das provas é feita com base em três pilares básicos: 25% das questões são consideradas de nível fácil, 50% são consideradas de nível médio e mais 25% são consideradas difíceis”, explicou Raimundo Júnior.

Segundo ele, a apuração do resultado não é feita de maneira simples, uma vez que não é baseada na somatória de acertos do candidato. “Dentro de uma coerência de crescimento o estudante que acerta uma questão difícil, tem que acertar a média e a fácil. Se ele acerta a difícil e erra a fácil, o acerto da difícil derruba a pontuação dele, pois entende-se que ele colou, que foi um chute ou que teve sorte”, explica Júnior.

Redação

A redação é de vital importância no Enem. Caso não se atenha ao tema proposto, o candidato pode ter a prova zerada. Além disso, deve-se respeitar a estrutura do texto, escrever mais de sete linhas e evitar ideias desconexas. Como, geralmente, ela aborda temas da atualidade, muitas instituições recomendam que os alunos acompanhem o noticiário e eventos importantes do país.

“Nós, do Grupo Futuro, entendemos que o bom estudante não precisa se preocupar com o tema em si, mas estar preparado para desenvolvê-lo. E para isso é preciso ler, assistir a bons jornais, ler periódicos de abrangência nacional e estar atento aos temas relevantes, principalmente, no ambiente social e ambiental”, disse Júnior.

Ele diz ainda que não é saudável os candidatos tentarem acertar o tema, porque considera que isso pode ser frustrante para quem vem se preparando há tanto tempo para o Exame.

Inep promete apertar o esquema de segurança este ano

Para evitar fraudes e golpes durante o Enem, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela elaboração e aplicação das provas, intensificou a segurança. Este ano serão usados 67 mil detectores de metal de ponto eletrônico e os cadernos serão personalizados e distribuídos já com os nomes dos candidatos.

Até os lanches dos participantes serão fiscalizados, devendo estar em embalagens lacradas. Para Raimundo Nonato Araújo Júnior, diretor do Grupo Futuro, as medidas são muito bem vindas. “Tudo o que vem para garantir a lisura do processo e para fortalecer a igualdade de concorrência entre os candidatos torna o concurso mais democrático”, opinou. Ele disse que isso passa a imagem de um processo mais íntegro e justo.

Ele ainda falou que, neste ano, os fiscais não vão mais precisar distribuir cadernos de prova diferenciados por cores, uma vez que as questões já vêm “personalizadas”. “Um programa de computador distribui esses candidatos em salas e escolas, e as provas já vêm automaticamente identificada com as características específicas daquele candidato”.

A coleta de impressão digital e uso de detectores de metal, antes e depois do candidato ir ao banheiro, o que já acontecia, vão ser mantidos. “Esses mecanismos, somados a questão do detector de metais, presença da Polícia Federal e de outras autoridades federais, ajudam. Quanto mais você agregar esses valores de segurança, mais o candidato terá a tranquilidade de que está concorrendo de maneira igualitária”, declarou. 

Saiba Mais – As inscrições e a programação completa do evento podem ser consultadas no site www.panamazonica.vpeventos.com.

(Nathália Viegas)

Comentários

Mais

Parauapebas: Shopping doa terreno para construção de nova rodoviária

Parauapebas: Shopping doa terreno para construção de nova rodoviária

Uma cerimônia realizada nesta quarta-feira (23) em uma das salas do cinema que funciona no Partage Shopping, em Parauapebas, anunciou…
Lote com seis mil litros de IFA chega ao Instituto Butantan neste sábado

Lote com seis mil litros de IFA chega ao Instituto Butantan neste sábado

Nesta quarta-feira, 23, o governo de São Paulo informou, que no sábado, 26, o Instituto Butantan receberá um lote com…
DMTU: Rede de Proteção às Mulheres e Departamento de Trânsito discutem ações contra assédio no transporte público

DMTU: Rede de Proteção às Mulheres e Departamento de Trânsito discutem ações contra assédio no transporte público

Nesta quarta-feira (23), na sede do Departamento Municipal de Trânsito e Transporte Urbano (DMTU), foi realizada uma reunião com as…
Equatorial Pará divulga nome dos ganhadores finais da promoção Energia em Dia

Equatorial Pará divulga nome dos ganhadores finais da promoção Energia em Dia

A Equatorial Energia Pará divulgou nesta terça-feira, 22, o resultado final desta temporada da promoção Energia em Dia. A campanha…
Relatório da Abin aponta indícios de irregularidades na fortuna de Luciano Hang, diz jornal

Relatório da Abin aponta indícios de irregularidades na fortuna de Luciano Hang, diz jornal

RIO — A Agência Brasileira de Inteligência (Abin) produziu, em julho de 2020,  relatório que indicava problemas e inconsistências na…
Governo Federal vai fazer consulta pública para leiloar aeroportos no Pará, diz ministro

Governo Federal vai fazer consulta pública para leiloar aeroportos no Pará, diz ministro

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, divulgou na última terça-feira, 22, que o governo federal deve abrir, no…