Correio de Carajás

Ulisses Pompeu

Ulisses Pompeu

Entre pássaros, pontes, asfalto e castanheiras

Pelo tino arcaico dos burgomestres das mansões em Marabá, sobrará sempre para o meio ambiente o sacrifício para se ter um aldeamento, supostamente, melhor. E vai-se, no lombo de um discurso autoritário, assistindo à reconstrução de uma cidade em que grilos e castanheiras são menos importantes que viadutos e carros. Sim, pontes e automóveis podem …

Entre pássaros, pontes, asfalto e castanheiras Leia mais »

Antes de orelhões amarelos chegarem às nossas esquinas

Telefone lá em casa, só o do vizinho. Aliás, vizinho com telefone fomos ter na Folha 17, Nova Marabá, na década de oitenta. Bancário do Banpará, mulher, três filhos, empregada e enceradeira. Era bem de vida. Na Velha Marabá, na década de 1970, alguns até possuíam o aparelho. Raros e distantes. Aí, seria cara-de-pau demais …

Antes de orelhões amarelos chegarem às nossas esquinas Leia mais »