Correio de Carajás

Doenças no quadril da criança

Coluna Dr. Nagilson

Coluna Dr. Nagilson

Nagilson Amoury

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

      Nos consultórios médicos, a dor nos quadris relatada pelas crianças é bastante comum. A dificuldade no diagnóstico é frequente, pois existem muitas doenças e causas para as quais as dores se manifestam. As principais doenças são: sinovite transitória do quadril, artrite séptica, doença de Perthes e epifisiólise.

      A Sinovite Transitória do Quadril de Criança é um problema inflamatório, autolimitado e não específico que se cura espontaneamente, que envolve a articulação do quadril, localizada entre a bacia e a coxa. Os principais sinais são, a criança mancando ou que não consegue apoiar o membro inferior no solo. Sente dor localizada na face anterior do quadril e da coxa, podendo atingir o joelho.

      Frequentemente a doença ocorre durante ou após um quadro viral. Porém, algumas vezes, a dor no quadril aparece antes. Algumas doenças alérgicas também podem desencadear um processo inflamatório nas articulações, semelhantes à sinovite transitória. Geralmente a movimentação do quadril é acompanhada de dor.

Leia mais:

      A Artrite Séptica do quadril é a doença articular mais rapidamente destrutiva que acomete a população infantil, especialmente abaixo de três anos de idade. Os estafilococos são os agentes etiológicos mais frequentes. Suas manifestações clínicas podem variar de acordo com a idade, fatores ligados ao hospedeiro e virulência do organismo infectante. A inflamação aguda sempre leva à destruição da cartilagem articular, comprometimento avascular da epífise e outras sequelas irreversíveis.

      A drenagem cirúrgica precoce e antibioticoterapia de longa duração produzem melhor prognóstico que qualquer outra conduta menos agressiva. O diagnóstico e tratamento precoces são os mais importantes fatores que modificam o prognóstico da artrite séptica na infância. A limpeza cirúrgica da articulação e antibioticoterapia apropriada são necessárias para impedir sequelas tardias.

      A Doença de Perthes ou Legg-Calvé-Perthes consiste na destruição do quadril na criança. Essa doença é causada por um fornecimento de sangue insuficiente para a parte superior da placa de crescimento do fêmur, perto da articulação do quadril, geralmente unilateral. Os sintomas típicos incluem dores no quadril e dificuldades para andar.

      O diagnóstico é feito com base em radiografias e, às vezes, em exames de imagem por ressonância magnética. O tratamento inclui imobilização do quadril e repouso no leito. A doença Legg-Calvé-Perthes é uma osteocondrose, que é um grupo de distúrbios da placa de crescimento dos ossos que ocorre quando a criança está crescendo rapidamente. Os distúrbios parecem ser de fato um mal de família.

      A doença de Legg-Calvé-Perthes se desenvolve mais comumente em meninos entre os cinco e dez anos de idade. Cerca de 10% das crianças têm um pai ou mãe que teve a doença. Outros problemas também podem causar a interrupção do fornecimento de sangue para as placas de crescimento. Esses problemas incluem anemia falciforme e o uso de corticosteroides.

      A Epifisiólise pode ser facilmente confundida com dores musculares e ósseas, a doença acomete crianças e adolescentes na faixa dos 11 aos 14 anos. Caracteriza-se pelo deslocamento do colo do fêmur em relação à epífise femoral, ou seja, é o escorregamento da cabeça do fêmur na bacia. Por ser pouco conhecida popularmente, a doença é facilmente confundida com dores musculares e ósseas.

       Segundo o ortopedista, Dr. Claudio Santili, costuma-se atribuir a epifisiólise a um desequilíbrio endócrino, microtraumas ou à obesidade. As crianças acima do peso ou muito magras e altas, que cresceram rapidamente, podem ter a cartilagem entre o colo e a cabeça femoral enfraquecida e, quando submetida ao estresse mecânico, podem sofrer o escorregamento lento ou agudo.

      A confirmação do diagnóstico deve ser feita a partir de um estudo radiológico simples da bacia comparando os dois lados. Se não identificada rapidamente, a epifisiólise pode causar sérios danos na fase adulta do paciente, como a artrose no quadril e deformidades. Apesar disso, não há o perigo de a pessoa tornar-se paraplégica.

* O autor é especialista em cirurgia geral e saúde digestiva.

Comentários

Medicina Preventiva

A medicina preventiva é a especialidade médica que propõe uma abordagem focada na promoção da saúde, indo além do tratamento…

Avanços na Medicina

      O progresso no campo sanitário, os padrões nutritivos das pessoas e o desenvolvimento da medicina em todos os campos,…

Doenças no quadril da criança

      Nos consultórios médicos, a dor nos quadris relatada pelas crianças é bastante comum. A dificuldade no diagnóstico é frequente,…

Amebíase

A amebíase é uma infecção comum em áreas tropicais com más condições de saneamento. Ela é disseminada pela ingestão de…

Ciência Médica

Os médicos tratam pessoas há milhares de anos. A primeira descrição escrita de um tratamento médico é do Egito antigo…

Apendicite Aguda

A apendicite aguda corresponde à inflamação do apêndice no ceco, que é uma pequena estrutura localizada no lado direito do…