Correio de Carajás

Deu a (i)lógica

Na Resenha

Na Resenha

Chagas Filho

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Antes do jogo começar, até as pedras sabiam como seria a partida: o Palmeiras fechado tentando fazer a transição rápida e o Flamengo trocando passes até criar as condições ideais de temperatura e pressão para chegar ao gol. E foi desse jeito mesmo.

Inclusive, foi assim, numa transição rápida, que o Palmeiras abriu o placar. E foi assim: tocando a bola que o Flamengo chegou ao empate. Ou seja: as duas estratégias entraram em funcionamento, na fase ofensiva, e deram certo. Mas aí vem o componente aleatório, que responde por um grande percentual nos resultados dos jogos, quando se trata de equipes parelhas.

Quem diria que o experiente Davi Luiz e o ótimo Andreas Pereira iriam ficar tocando a bola perigosamente e que Andreas iria entregar a paçoca daquele jeito? Ninguém diria, mas aconteceu e foi isso que definiu o resultado e o título da maior competição das Américas.

Leia mais:

O estrategista

Desde que chegou ao Palmeiras, o português Abel Ferreira vem sendo criticado, principalmente, pela torcida palmeirense, porque não consegue fazer o time jogar bonito. Mas, com duas Libertadores em dois anos seguidos, está claro que o time joga bem em momentos decisivos. Dificilmente Abel dará um título por pontos corridos, mas no mata-mata ele é terrivelmente estrategista. Deixem o “portuga” trabalhar.

O falastrão

Era uma vez um falastrão que achou que ganharia todos os títulos – ou até mais – do que ganhou Jorge Jesus. Pois bem, a carruagem virou abóbora. Mesmo dirigindo um “Time de Duzentos Milhões”, Renato Gaúcho deve deixar o Flamengo sem nenhum título na bagagem e com a clara impressão de que já vai tarde.

O herói improvável

Quem poderia imaginar que o polêmico e tecnicamente questionável Deyverson decidiria um título desse tamanho? Coisas do futebol.

O vilão

E o que dizer de Andreas Pereira, que, inexplicavelmente, deu a bola nos pés do persistente Deyverson? Coisas do futebol.

O melhor

Com 11 gols (artilheiro) e quatro assistências, Gabigol recebe merecidamente o título de Rei da América. Certamente não era bem esse o título que ele gostaria de ter ganhado no sábado. Coisas do futebol.

Comentários
O novo velho estádio

O novo velho estádio

Com a informação de que o Estádio Zinho Oliveira não vai ter condições e sediar o jogo do Águia contra…
PM faz confraternização em Ipixuna

PM faz confraternização em Ipixuna

Policiais militares lotados em Nova Ipixuna, a 50 km de Marabá, tiveram um raro momento de lazer no sábado (8).…
Desistiram

Desistiram

O atacante Ratinho e o volante Patrick, que estavam em testes no elenco do Águia, que está concentrado em Parauapebas,…
Pará

Pará

Precisamos falar sobre o Pará. O cara tem estrela e é dono de uma carreira sensacional. Dito isso, as pessoas…
Vamos falar da Liberta!

Vamos falar da Liberta!

Enquanto os palmeirenses ainda comemoram o título sobre o Flamengo, que deu ao time o terceiro título da Libertadores, a…
Pará no Cruzeiro

Pará no Cruzeiro

O Cruzeiro publicou contratações em suas redes sociais. Entre os reforços está o lateral marabaense Pará, que deixou o Santos…