Correio de Carajás

Com filas e aglomeração, Marabá começa a vacinar idosos a partir de 60 anos

A manhã de terça (30) foi marcada por muita aglomeração nos postos de vacinação/ Fotos: Ana Mangas
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Apesar de a Secretaria Municipal de Saúde de Marabá orientar a população que comparecesse aos postos de vacinação em horários diversos e não somente pela manhã, hoje (30) o que se viu em vários pontos da cidade foram muita aglomeração e confusão. No primeiro dia de imunização dos idosos a partir dos 60 anos, a equipe do CORREIO esteve nas escolas municipais Judith Gomes Leitão e Jonathas Pontes Athias, nos bairros Velha Marabá e Nova Marabá, respectivamente, e na Praça da Juventude, no KM 7.

Mônica Borcchart, diretora da Atenção Básica da SMS, explica que a vacinação está acontecendo em oito pontos da cidade, iniciando com a distribuição de senhas. Ela informa que dependendo do número da senha, pede para que o idoso volte para casa e só depois retorne, para que não fique esperando muito tempo.

“Na escola Anísio Teixeira foram distribuídas 500 senhas e está acontecendo de forma organizada. Pedimos que todos venham de máscara e tenham paciência, porque serão vacinados”, garante Mônica.

Leia mais:

Joana Jardim, 69 anos, chegou às 5 horas da manhã na escola Jonathas Pontes, para garantir sua senha e a vacinação. Ela afirma que mesmo chegando bem cedo, muitas pessoas já estavam no local, formando uma enorme fila. A imunização, no entanto, aconteceu por volta das 9 horas e ela garante que foi uma sensação maravilhosa ter recebido a primeira dose, lamentando que a segunda, de acordo com o que foi informada, só será em meados de junho.

Joana Jardim, de 69 anos, chegou às 5 horas da manhã para pegar sua senha

“Vai demorar muito pra tomar a segunda dose, um absurdo. Que Deus tenha misericórdia de nós! Eu estou me cuidando, estou sem trabalhar, estamos tendo cuidado em casa”, finaliza.

Do lado de fora da escola estava Luísa de Fátima, de 64 anos, que guardava na mão a senha número 466. Questionada por que estava com a senha e do lado de fora, a senhora explicou que preferiu aguardar mais distante, por conta da aglomeração no local.

Luísa de Fatima estava com a senha 466 e aguardava do lado de fora, ficando longe da aglomeração

“Tem muita gente lá dentro, por isso estou aqui fora. Tá muito tumultuado. Deveria ser de 10 em 10 ou 20 em 20. Há muita gente e muita criança. Estou ansiosa pra ser vacinada”, confessou.

Na Praça da Juventude, no KM 7, muita gente aguardava pra receber as senhas do lado de fora. De acordo com uma funcionária que trabalha na portaria do local, a orientação dada é que ainda havia senhas a serem entregues, contudo, para evitar aglomeração lá dentro, os números estavam sendo distribuídos de forma gradual. Porém, a equipe do CORREIO teve acesso ao interior do local e, mesmo com o controle no número de senhas entregues, muita aglomeração e desorganização foram vistas no local.

Um rapaz gritava o número das senhas e muitos idosos que estavam sentados um pouco mais distantes do restante das pessoas, acabavam perdendo a vez e tendo que aguardar mais um pouco pelo atendimento.

Enquanto muita gente reclamava da aglomeração e do calor, Valdir Porto, de 64 anos, estava muito tranquilo. Apesar da ansiedade para tomar a vacina, ele decidiu não ir tão cedo. Chegou à praça por volta das 8 horas, pegou a senha 145 e levou um tabuleiro de dama pra brincar e passar o tempo. “Pensei: ah vai demorar muito, vou levar uma daminha pra brincar enquanto eu espero”.

Valdir Porto jogando uma dama enquanto aguardava sua vez para ser vacinado

A vereadora Vanda Américo, ao usar a palavra na sessão desta terça-feira (30), disse que foi às 6h20 para a Escola Judith Gomes Leitão para tentar ser vacinada contra a covid-19 e recebeu a senha número 91. “A escola estava lotada. Fui embora porque havia muita aglomeração. Liguei para o secretário de saúde, Valmir Moura, e reclamei. Perguntei por que baixou a faixa etária e não aumentou a equipe para vacinação. Dali, vão sair várias pessoas contaminadas, porque as equipes para atender são poucas. Há muita gente esperando para ser imunizada. Precisamos vacinar, sim, mas com responsabilidade e cuidado. Nas filas há crianças acompanhando adultos e estão se expondo muito na frente das escolas”.

Em Nota a Prefeitura Municipal de Marabá emitiu o seguinte comunicado: “A Prefeitura de Marabá solicita que as pessoas a partir dos 60 anos não precisam se aglomerar para tomar a vacina contra a covid-19.

A vacinação está acontecendo em oito escolas, espalhadas em todos os núcleos da cidade, com atendimento das 8 às 17 horas. Vale ressaltar que a imunização vai se estender por outros dias.

A distribuição de senhas é um recurso de controle, sendo que todas as pessoas na faixa etária de 60 anos ou mais serão vacinados.

Para idosos com dificuldade de locomoção é disponibilizada a opção de vacinação dentro do veículo, bastando se dirigir a um dos pontos de vacinação e solicitar a um dos profissionais de saúde no local.

Os acamados devem solicitar que um parente ou responsável vá até a unidade básica de saúde mais próxima para solicitar a vacinação em casa. Uma equipe se dirigirá até a residência para aplicação da vacina.

Os locais de vacinação são:

Marabá Pioneira – Escola Judith Gomes Leitão

Cidade Nova – Escola Irmã Theodora

Cidade Nova – Escola Anísio Teixeira

Nova Marabá – Colégio Militar Rio Tocantins (CAIC)

Nova Marabá – Praça da Juventude

Nova Marabá – Escola Jonathas Pontes Athias

Morada Nova – Escola Paulo Umbelino Ferreira

São Félix Pioneiro – Escola Jarbas Passarinho”

(Ana Mangas)

Comentários

Mais

Três municípios fecham praias do Rio Araguaia, no sul do Pará

Três municípios fecham praias do Rio Araguaia, no sul do Pará

A chegada do veraneio tende a propiciar maior circulação de pessoas nas cidades da região sul do Estado, acarretando aglomerações,…
Uepa abre inscrições para novo processo seletivo

Uepa abre inscrições para novo processo seletivo

AUniversidade do Estado do Pará (Uepa) inicia nesta quarta-feira (16) as inscrições ao novo Processo Seletivo 2021 (Prosel 2021-2), para…
IBGE atualiza limites de municípios no mapa da Amazônia Legal

IBGE atualiza limites de municípios no mapa da Amazônia Legal

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou hoje (16) o novo mapa da Amazônia Legal para 2020, com base…
Por que o dólar caiu, mas a gasolina e o diesel continuam subindo?

Por que o dólar caiu, mas a gasolina e o diesel continuam subindo?

O dólar vem se desvalorizando em relação ao real e acumula perdas de 3,74% em 2021 (de 4 de janeiro…
SAMU faz cerca de 700 atendimentos por mês em Marabá

SAMU faz cerca de 700 atendimentos por mês em Marabá

É difícil imaginar um acidente de trânsito com vítima e não lembrar de chamar o Serviço de Atendimento Móvel de…
Trabalhadores nascidos em novembro podem sacar auxílio emergencial

Trabalhadores nascidos em novembro podem sacar auxílio emergencial

A partir desta quarta-feira (16), os trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos…