Correio de Carajás

Com casos de covid-19 em disparada, Marabá vai restringir horário de bares

Bares de restaurantes só poderão funcionar, a partir de hoje, até meia noite, com redução de 50% de sua capacidade
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Às 9 horas de hoje, sexta-feira, 15, a Prefeitura de Marabá fará o anúncio de medidas mais duras para tentar frear o crescimento vertiginoso de casos de covid-19 em Marabá e, principalmente, evitar colapso no sistema de saúde, que já está sobrecarregado.

O anúncio será por meio de entrevista coletiva, que será realizada no auditório da Comissão de Licitação da Secretaria de Obras (Sevop), com participação do secretário de Segurança Institucional, Jair Guimarães; e o coordenador de Vigilância Sanitária, Daniel Soares, além de representantes das Polícias Civil e Militar.

Pelas personagens envolvidas na entrevista, a previsão é que as forças de segurança voltem a endurecer a fiscalização em relação às aglomerações no centro e na periferia também.

Leia mais:

A Reportado do CORREIO DE CARAJÁS leu o mais novo Decreto sobre o assunto, o de número 150, publicado nesta quarta-feira, dia 14, e assinado pelo prefeito Tião Miranda, o qual anuncia a restrição do horário de funcionamento de bares, distribuidoras de bebidas, restaurantes e estabelecimentos noturnos em geral na cidade, que só poderão ficar com clientes até meia noite, ficando limitados a funcionar com 50% de sua capacidade.

Além de ter cancelado o Carnaval oficial, a Prefeitura vai, por meio de decreto, proibir a realização de eventos privados durante o período da quadra momesca, sejam em ambientes fechados ou abertos, inclusive blocos de rua, independentemente do número de participantes ou sem a comercialização de ingressos.

VACINAÇÃO

Mesmo que a vacina contra o vírus chegue na próxima semana, como está sendo previsto, não é hora de afrouxar as medidas de proliferação da doença, como distanciamento social, uso de máscara e higienização das mãos.

A Reportagem do CORREIO DE CARAJÁS levantou que a vacina Coronavac será transportada de Belém para Marabá por via aérea e não rodoviária, como todas as outras vacinas, por medida de segurança.

Além disso, quando o avião pousar em Marabá, equipes da Polícia Militar farão o acompanhamento do caminhão até a sede do 11º Centro Regional de Saúde da Sespa, em frente ao Pátio Shopping Marabá. De lá, será feita a distribuição para cada um dos 21 municípios desta região. (Ulisses Pompeu)

Comentários

Mais

Uepa abre inscrições para novo processo seletivo

Uepa abre inscrições para novo processo seletivo

AUniversidade do Estado do Pará (Uepa) inicia nesta quarta-feira (16) as inscrições ao novo Processo Seletivo 2021 (Prosel 2021-2), para…
IBGE atualiza limites de municípios no mapa da Amazônia Legal

IBGE atualiza limites de municípios no mapa da Amazônia Legal

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou hoje (16) o novo mapa da Amazônia Legal para 2020, com base…
Por que o dólar caiu, mas a gasolina e o diesel continuam subindo?

Por que o dólar caiu, mas a gasolina e o diesel continuam subindo?

O dólar vem se desvalorizando em relação ao real e acumula perdas de 3,74% em 2021 (de 4 de janeiro…
SAMU faz cerca de 700 atendimentos por mês em Marabá

SAMU faz cerca de 700 atendimentos por mês em Marabá

É difícil imaginar um acidente de trânsito com vítima e não lembrar de chamar o Serviço de Atendimento Móvel de…
Trabalhadores nascidos em novembro podem sacar auxílio emergencial

Trabalhadores nascidos em novembro podem sacar auxílio emergencial

A partir desta quarta-feira (16), os trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos…
Anvisa autoriza importação excepcional da vacina Sputnik V

Anvisa autoriza importação excepcional da vacina Sputnik V

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) concedeu autorização, por meio do Circuito Deliberativo nº 539/2021, para a importação excepcional…