Correio de Carajás

Casal é preso por aplicar golpe em aposentados

Jeane Vieira Silva e seu funcionário Marcelo Viana Lima foram presos durante a operação “Último Consignado”/ Fotos: Divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Quase duas dezenas de aposentados e pensionistas procuraram a Delegacia de Novo Repartimento, município da região sudeste paraense, depois da prisão de duas pessoas envolvidas em fraude de empréstimos consignados. Jeane Vieira Silva e seu funcionário Marcelo Viana Lima foram presos durante a operação “Último Consignado”.

A investigação comandada pelo delegado Robson Mendes, responsável pela Delegacia de Novo Repartimento, trabalhou no caso durante três meses. Nesse período levantou que Jeane Vieira, dona de um escritório de intermediação bancária conhecido como Geane Crédito lesava a clientela. Ela contava com a colaboração do funcionário Marcelo Viana. “A dupla realizava empréstimos não autorizados em nome de aposentados e pensionistas do INSS, geralmente pessoas idosas e totalmente vulneráveis”. Para contrair os valores “os suspeitos falsificam documentos e declarações, transferia parte do dinheiro desviado dos idosos para suas contas pessoais e de terceiros ou então realizavam saques utilizando senha e cartão do idoso, e não repassaram a quantia ao idoso ou quando repassava o valor é ínfimo”, detalha o delegado, explicando as fraudes vem acontecendo desde 2009.

Documentos apreendidos pela polícia durante a operação de fraude contra os aposentados

Jeane e Marcelo foram presos por meio de cumprimento de mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça. Os policiais também cumpriram dois mandados de busca e apreensão. E coletaram tanto na casa da suspeita quanto no escritório da agência “diversos cartões bancários com anotações das respectivas senhas e vários documentos que comprovam os crimes”.

Leia mais:

“Vale ressaltar que as investigações se iniciaram há 3 meses e o valor estimado das fraudes gira entorno de mais de R$ 50 mil”. Esse montante pode aumentar. Até o momento, 17 vítimas das fraudes prestaram declarações à Polícia Civil de Novo Repartimento. “Estima-se que há outras vítimas que ainda não compareceram na Delegacia para registrar a ocorrência ou sequer sabem que foram lesados pela dupla e com a prisão dos estelionatários certamente aparecerá mais lesados”. (Antônio Barroso/freelancer)

Comentários

Mais

Caçadores são presos com carne de veado e por porte ilegal de arma de fogo

Caçadores são presos com carne de veado e por porte ilegal de arma de fogo

Dois homens foram presos por porte ilegal de armas de fogo e munições e crime contra a fauna, em Conceição…
Somadas, penas de crimes associados a Lázaro Barbosa podem passar de 300 anos

Somadas, penas de crimes associados a Lázaro Barbosa podem passar de 300 anos

Desde antes da chacina contra a família Vidal, na madrugada de quarta-feira (9/6), Lázaro Barbosa de Sousa acumulava sete inquéritos…
PF cumpre mandados contra acusados de atacar indígenas

PF cumpre mandados contra acusados de atacar indígenas

Com o objetivo de instruir os inquéritos policiais instaurados para apurar as manifestações violentas e ataques contra os agentes de…
Assaltos em Parauapebas terminam em morte e prisão

Assaltos em Parauapebas terminam em morte e prisão

Uma abordagem policial de policiais militares a suspeitos de assalto resultou na morte de Jhonata Pereira de Oliveira e na…
Funcionária de padaria tem braço quebrado após pedir que cliente colocasse a máscara

Funcionária de padaria tem braço quebrado após pedir que cliente colocasse a máscara

A funcionária de uma padaria no município de Palmares Paulista, no estado de São Paulo, teve o braço quebrado após solicitar…
Corpo de jovem de 17 anos é achado em balneário

Corpo de jovem de 17 anos é achado em balneário

Militares do Corpo de Bombeiros de Marabá localizaram no início da tarde desta terça-feira (15) o corpo do jovem Bruno…