A cena dos dois caminhões em chamas assustou a quem passava pelo local na hora/ Fotos: Josseli Carvalho

Felizmente não houve vítimas fatais na colisão entre duas carretas carregadas de manganês na manhã de ontem, quarta-feira (10), no Km 7 da Rodovia Transamazônica (BR-230), sentido Marabá-Itupiranga. Mas os veículos tiveram perda total. O acidente chamou atenção porque os dois veículos envolvidos no sentido foram quase que totalmente carbonizados.

FUTURO POSTAGEM
ALICERCE

Ouvido pela reportagem do jornal CORREIO, Gilberto Alves, motorista de uma das caçambas, disse que seguia de Marabá com destino a Barcarena quando foi surpreendido pelo motorista da outra caçamba que entrou de uma vez na direção do posto de combustível. “Ele desceu reto na BR, não ligou nenhuma seta. Eu buzinei; ele diz que ouviu a buzina, mas não parou”, relata.

Ainda de acordo com ele, depois da batida a carreta dele também colidiu com um fio de alta tensão e o tanque explodiu. Gilberto relata que ficou dentro da carreta, calçou as botas junto com o ajudante e só então os pularam do veículo.

Perguntado se sentiu medo de morrer na hora em que viu a carreta pegando fogo, Gilberto foi enfático: “Um pouco, né? Nessa situação aí”. Ainda segundo ele, sua carreta estava com uma carga de 34 mil quilos, o que dificulta frear bruscamente.

À frente da equipe do Corpo de Bombeiros que atendeu à ocorrência, o subtenente C. Ribeiro conta que foi acionado por volta das 10h40 da manhã, dando conta que um caminhão havia batido em um poste e o condutor estaria preso nas ferragens. Somente quando os bombeiros chegaram ao local do sinistro viram que se tratava de uma colisão entre dois caminhões.

Perguntado como o ocupante do veículo deve agir numa situação em que a rede elétrica é atingida, o recomendado é não sair do caminhão, mas como houve um incêndio o mais viável era realmente sair do veículo porque poderia correr o risco de morrer carbonizado.

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) também foram acionados para controlar o trânsito – que ficou alguns minutos interditado – e também para proceder a perícia na rodovia federal. (Chagas Filho com informações de Josseli Carvalho)

 

Saiba mais

O jornal tentou conversar e identificar o outro motorista envolvido na colisão e que, segundo Gilberto Alves, teria provocado o acidente, mas ele se feriu no acidente e teve der ser socorrido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que o levou para o Hospital Municipal de Marabá (HMM), onde foi submetido a uma avaliação médica.

DEPNEUS
FUTURO HORIZONTAL
RADIO CORREIO HORIZONTAL
ROMANCE FAVORITA
TH SITES HORIZONTAL

DEIXAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.