Correio de Carajás

Cadela Raika é o pesadelo dos traficantes de Parauapebas

Fotos: Divulgação

POLÍCIA MILITAR

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Animal da Polícia Militar auxiliou apreensão de mais de 18 quilos de entorpecentes apenas em 2021 e já foi até ameaçado por criminosos

O cachorro é o melhor amigo do homem e, aparentemente, também é o melhor amigo da Polícia Militar de Parauapebas. Neste ano, já foram apreendidos mais de 18 quilos de entorpecentes, entre maconha, crack, cocaína e ecstasy, segundo o comandante do 23º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Gledson Melo dos Santos, acrescentando que a cadela farejadora Raika é uma das grandes responsáveis por esta marca.

“[Raika] está ajudando muito a PM no combate ao tráfico de drogas, farejando o local da denúncia e nos permitindo fazer a prisão dos traficantes”, disse o comandante. Ele cita a prisão de um traficante no mês de março em Curionópolis, em que três quilos de crack foram apreendidos e onde Raika fui crucial para encontrar essa grande quantidade de entorpecentes.

Leia mais:

A atuação da patrulheira canina até rendeu ameaças contra a vida dela. “A cadela está assustando os traficantes e a gente está tendo um cuidado maior com a segurança dessa nova policial”, complementou o tenente. Gledson diz que Raika foi treinada e enviada para Parauapebas de fora do estado para auxiliar a força policial do município.

HOMICÍDIOS E FACÇÕES

O tenente-coronel também comentou sobre os recentes casos de homicídio na cidade e afirmou que a PM suspeita de correlação com facções, bem como as prisões por tráfico de drogas, também recorrentes em Parauapebas. Ele exaltou a Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas), que está “tendo bastante sucesso desde o fim do ano passado no combate ao tráfico na cidade”.

Tenente-coronel Gledson Melo destaca atuação de Raika contra a criminalidade/ Foto: Ronaldo Modesto

O comandante afirmou que 80% dos homicídios na cidade estão atados a conflitos entre facções. “Quando o tráfico está tendo estes prejuízos causados pela apreensão das drogas, alguém cobra e alguém é cobrado, gerando os homicídios”. Ele aponta para a irresponsabilidade de jovens, que são executados apenas por aderir a uma facção ou outra. (Juliano Corrêa – com informações de Ronaldo Modesto)

Mais

Celular roubado é encontrado nas nádegas do ladrão

Celular roubado é encontrado nas nádegas do ladrão

O tiro saiu pela culatra – e o celular também. Em ocorrência registrada na manhã desta segunda-feira (17) foram presos…
Mulher vai à rua denunciar agressão de marido

Mulher vai à rua denunciar agressão de marido

A Polícia Militar conduziu à 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas Maike Aguiar Dias e a esposa, que…
Guerra entre traficantes provoca morte no centro de Canaã

Guerra entre traficantes provoca morte no centro de Canaã

Jhonatan dos Santos Soares foi preso, em flagrante, neste final de semana, acusado de crime de homicídio registrado por volta…
Execução de adolescente está cercada de mistério no Residencial Tocantins

Execução de adolescente está cercada de mistério no Residencial Tocantins

Um mistério cerca um homicídio ocorrido às 20 horas desta sexta-feira (14) no Núcleo São Félix, especificamente no Residencial Tocantins,…
Piloto morre em colisão de moto com caminhonete entre Parauapebas e Curionópolis

Piloto morre em colisão de moto com caminhonete entre Parauapebas e Curionópolis

A colisão entre uma motocicleta e uma caminhonete tirou a vida de Aldecir Simão Borges, de 44 anos de idade,…
Policial reage a tentativa de assalto e é baleado com três tiros

Policial reage a tentativa de assalto e é baleado com três tiros

Um policial militar foi baleado após reagir a uma tentativa de assalto nesta sexta-feira (14), em Redenção, no sul do…