Correio de Carajás

Acusado de matar colega, ex-vereador é preso em Marabá

João Batista, o “João Riso”, de boné sendo conduzido por investigadores na sede da 21ª Seccional de Polícia/ Foto: Evangelista Rocha
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A Polícia Civil prendeu nesta quarta-feira (20), João Batista Brito de Sousa, conhecido como “João Riso”. Ele é ex-vereador por três mandatos, inclusive foi presidente da Câmara Municipal de Anapu. “João Riso” responderá pelo crime de homicídio qualificado, ocorrido em dezembro de 2019, tendo como vítima o conselheiro tutelar daquele município, Paulo Anacleto, de 51 anos, que também era ex-vereador daquele município.

A prisão se deu depois de troca de informações, em que a polícia constatou que “João Riso” estava em um hotel no município de Marabá, momento em que a equipe policial dirigiu-se até o local e, após vigilância controlada, ele foi encontrado no saguão do estabelecimento e, sem oferecer resistência, recebeu voz de prisão.

A vítima Paulo Anacleto, conselheiro tutelar e ex-vereador, por dois mandatos, foi assassinado na praça do centro da cidade no dia 9 de dezembro de 2019. Na ocasião do crime, testemunhas relataram que a vítima estava em um carro quando uma dupla armada, em uma moto, disparou diversas vezes. Paulo morreu na frente do filho.

Leia mais:

Além de “João Riso”, foram indiciados pelo crime, entre outros, um ex-secretário municipal, um fazendeiro e um ex-policial militar, tendo em vista a ligação entre eles, constatada durante as investigações que apontaram para o crime de pistolagem.

Por outro lado, a Polícia Civil ainda não esclareceu o que exatamente liga “João Riso” ao assassinato de Paulo Anacleto, tampouco há informações até o momento sobre a motivação do crime. Até mesmo por conta disso, existem algumas especulações na região. O acusado não quis falar com a Imprensa.

Paulo Anacleto foi assassinado covardemente na presença do filho de 5 anos/ Foto: Divulgação

Sobre os fatos

Paulo Anacleto tinha ligação com dois sindicatos de mototaxistas do município de Anapu, onde um dos sindicalizados, Márcio Rodrigues dos Reis, 33 anos, foi morto no dia 4 daquele mesmo mês de novembro de 2019, após sair com um passageiro. O corpo do mototaxista foi encontrado no município de Pacajá, onde o inquérito policial investiga o caso até os dias de hoje.

A vítima era a principal testemunha de defesa do padre José Amaro Lopes de Sousa, considerado o sucessor da missionária Dorothy Stang, assassinada em 2005, em Anapu, a mando de fazendeiros da região.

Considerado polêmico, determinado e de opinião forte, Paulo Anacleto cobrava Justiça para o caso do mototaxista Márcio Rodrigues. Uma fonte do município disse à reportagem que o ex-vereador chegou a denunciar algumas pessoas consideradas suspeitas por ele como mandantes do crime e depois acabou assassinado. (Chagas Filho colaboraram Evangelista Rocha e Antônio Barroso/freelancer)

SAIBA MAIS

Integraram a equipe responsável pela prisão, policiais do Núcleo de Apoio a Inteligência (NAI), de Marabá e de Altamira, que são vinculados ao Núcleo de Inteligência Policial (NIP); da Superintendência Regional do Xingu; e Delegacia de Homicídios de Altamira.

Comentários

Mais

Dona de casa é atropelada em bicicleta e morre em Tailândia

Dona de casa é atropelada em bicicleta e morre em Tailândia

A Polícia Civil de Tailândia investiga um acidente de trânsito que resultou na morte da dona de casa Maria Ramos.…
Um morto e um ferido no Vale do Sol

Um morto e um ferido no Vale do Sol

Dois homens foram vitimados, e um deles não resistiu aos tiros e morreu. Os acusados são dois homens que estavam…
Acidente deixa motociclista morto e carona ferido

Acidente deixa motociclista morto e carona ferido

Um acidente envolvendo um caminhão e uma moto vitimou Jefferson Azevedo, de 32 anos, na madrugada desta quarta-feira (22) na…
Chacina de Parauapebas: preso chegará ao município nesta quarta

Chacina de Parauapebas: preso chegará ao município nesta quarta

Deve chegar ao município de Parauapebas nesta quarta-feira (22) Marcone de Jesus da Silva, suspeito de envolvimento na chacina que…
PRF apreende 32,9m³ de madeira transportada ilegalmente

PRF apreende 32,9m³ de madeira transportada ilegalmente

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu um caminhão no Km 906 da BR-230 que transportava oito toras com cerca de 32,9…
Marido denuncia a companheira por arma escondida em colchão

Marido denuncia a companheira por arma escondida em colchão

Uma arma de uso exclusivo da Polícia Militar do Pará foi encontrada escondida num colchão. O caso ocorreu nesta terça-feira,…