Correio de Carajás

Obra da prefeitura preocupa feirantes da rotatória da Folha 28

Passagem que servia de rotatória foi fechada para tráfego/ Fotos: Josseli Carvalho
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Uma reforma gerida pela Prefeitura Municipal desde o início do mês na Feira da Folha 28, no Núcleo Nova Marabá, é vista com reservas e ainda desconfiança por parte de trabalhadores que há anos ocupam aquele espaço como forma de garantir a renda e o sustento da família. Eles relatam demora na execução da obra, falta de diálogo por parte do Departamento de Postura e risco iminente de despejo. Por outro lado, a prefeitura nega as declarações dos feirantes e assegura que a obra será concluída sem prejuízos.

Repórter deste CORREIO esteve na feira e percebeu uma série de modificações no local a partir da reforma: bloqueio de ruas por entulho, fita zebrada em boxes para reforma e meios-fios e calçadas quebrados para instalação de rampas. É uma obra considerada de grandes proporções pelos trabalhadores informais.

O feirante José Alves Vieira está há 30 anos no local. Preocupação é palavra que resume o sentimento do veterano com a obra. “Estamos preocupados em sair e eles demorarem para entregar [a reforma]. As coisas estão muito devagar. Túlio [coordenador da Postura] nunca fez reunião com a gente sobre isso. Diminuiu o número de pessoas com a reforma. Não tem data para a obra finalizar”, argumenta.

Leia mais:
Feirante mais antigo, seu José relata medo de deixar ponto de vendas

Outro que denuncia atraso na execução da obra e temor de despejo é Paulo Souza, cujo ponto de vendas fica ao lado de uma caixa d’água. “Estamos com medo de não voltar depois da reforma. Não teve reunião com a Postura. Nada. Zero. Queremos nosso espaço para continuar sustentando a família. Nós somos oito trabalhadores aqui neste pedaço. Somos humanos”, penhora ele.

Paulo Souza se queixa de falta de diálogo da prefeitura

O OUTRO LADO

Em contato com a Reportagem por telefone, Alessandro Viana, secretário municipal de Comunicação, desmentiu as alegações de demora no andamento da reforma. Ele também negou qualquer possibilidade de despejo dos feirantes. “Aquele centro [se referindo ao ponto ocupado pelos trabalhadores no primeiro acesso à Folha 28] será movido para o estacionamento da 28, para que seja construída naquele local uma área coberta aos moldes da Feira da Getúlio Vargas [na Marabá Pioneira]”, revela.

De acordo com o representante da prefeitura, haverá uma série de intervenções estéticas na feira com a reforma. “A obra contempla a construção de calçadas com acessibilidade, construção de sarjetas, reforma de pequena praça e reforma dos boxes da prefeitura. A obra começou há 20 dias, o que deixa claro que não existe atraso na execução. Procuramos executar a obra sem prejudicar os feirantes”, sustenta Alessandro.

Questionado pelo repórter sobre a falta de diálogo da prefeitura, Alessandro afirmou que as equipes da Postura e da Secretaria Municipal de Viação e Obras Públicas (Sevop) mantêm contato permanente com os interessados. Ele, porém, não definiu data para a entrega da reforma, justificando que toda obra envolve variáveis. “Todos estão sendo ouvidos pelas equipes responsáveis pelo andamento dos trabalhos. Ainda não temos previsão para entrega. É difícil prever em meio a tantas coisas que podem acontecer”, finaliza ele. (Da Redação, com Josseli Carvalho)

Comentários

Mais

Dr. Naves retorna a Marabá e é recebido com festa por familiares e amigos

Dr. Naves retorna a Marabá e é recebido com festa por familiares e amigos

José Divino Naves, mais conhecido como Dr. Naves, desembarcou às 16h30 deste sábado (18) em Marabá, após passar 5 meses…
Índice reúne dados sobre a inclusão de brasileiros com deficiência

Índice reúne dados sobre a inclusão de brasileiros com deficiência

Passados 11 anos desde a realização do último censo nacional, o Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural, uma associação sem…
Anvisa aprova indicação de baricitinibe para covid-19

Anvisa aprova indicação de baricitinibe para covid-19

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou na noite desta sexta-feira que aprovou a indicação do medicamento baricitinibe para…
Pará registra 587.922 casos de Covid-19 e 16.578 mortes pela doença

Pará registra 587.922 casos de Covid-19 e 16.578 mortes pela doença

O Pará contabilizou mais 51 casos de Covid-19 e 4 mortes causadas pela doença. Segundo o boletim divulgado pela Secretaria…
“Forma Pará” recepciona calouros de Jacundá e Itupiranga

“Forma Pará” recepciona calouros de Jacundá e Itupiranga

“O Forma Pará, antes de qualquer coisa, é um programa que cuida de pessoas. E vocês também serão profissionais que…
Família de adolescente morto por “Trem da Alegria” não recebeu apoio financeiro da empresa

Família de adolescente morto por “Trem da Alegria” não recebeu apoio financeiro da empresa

A família do adolescente Marcos Henrique dos Santos, de 14 anos, que foi morto na noite desta quinta-feira (16), no…