Correio de Carajás

Vereadores terão que ratificar intenção de Parauapebas em compor consórcio por vacinas

Foto: Agência Brasil
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Os vereadores de Parauapebas deverão validar o protocolo de intenções firmado pelo prefeito, Darci Lermen, junto a 1.072 municípios brasileiros com a finalidade de adquirir vacinas, insumos, medicamentos e equipamentos para combate à pandemia de coronavírus.

Na última semana, o gestor encaminhou o Projeto de Lei N° 027/2021 à Câmara Municipal de Parauapebas. Caso ratificado pelos edis, o protocolo de intenções será convertido em contrato de consórcio público – batizado de Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras, o Conectar – que terá personalidade jurídica de direito público, com natureza autárquica.

O texto protocolado pelo Poder Executivo autoriza a abertura de dotação orçamentária própria, podendo ser suplementada em caso de necessidade. A justificativa aponta que os recursos para a aquisição podem vir dos cofres municipais, de repasses federais, inclusive decorrentes de emendas parlamentares, e de doações de fontes nacionais e internacionais.

Leia mais:

O prefeito não esclarece, entretanto, o valor que pretende investir. Em ocasiões anteriores, chegou a dizer em redes sociais que já possui esse recurso armazenado. Na época o Correio de Carajás solicitou a cifra à assessoria de comunicação da Prefeitura de Parauapebas, mas não obteve retorno.

A justificativa do projeto destaca que o Programa Nacional de Imunizações explicita que a aquisição de vacinas é competência do Governo Federal, mas lembra que o Supremo Tribunal Federal (STF) referendou que os municípios também possuem a competência em caso do descumprimento do plano e em caso de insuficiência de doses.

O consórcio é organizado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) com a finalidade de contribuir para agilizar a imunização da população. (Luciana Marschall)

Comentários

Mais

Mourão diz que Bolsonaro autorizou nova operação militar na Amazônia

Mourão diz que Bolsonaro autorizou nova operação militar na Amazônia

O vice-presidente Hamilton Mourão disse hoje (11) que o presidente Jair Bolsonaro autorizou uma nova operação das Forças Armadas para combater crimes…
CPI aprova quebra de sigilos de e-mails e ligações de Pazuello, Ernesto Araújo e de ‘gabinete da Saúde paralelo’

CPI aprova quebra de sigilos de e-mails e ligações de Pazuello, Ernesto Araújo e de ‘gabinete da Saúde paralelo’

Impedida por uma decisão judicial de ouvir o depoimento do governador do Amazonas, Wilson Lima, a Comissão Parlamentar de Inquérito da…
Dois congressistas bolivianos trocam socos e chutes

Dois congressistas bolivianos trocam socos e chutes

Dois congressistas bolivianos da situação e da oposição trocaram socos e chutes nesta terça-feira (8) durante uma sessão pública que…
TCU afasta auditor que preparou estudo falso sobre covid-19

TCU afasta auditor que preparou estudo falso sobre covid-19

A presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministra Ana Arraes, autorizou a abertura de processo administrativo disciplinar contra o…
Conselho de Ética aprova perda de mandato da deputada Flordelis

Conselho de Ética aprova perda de mandato da deputada Flordelis

O Conselho de Ética da Câmara decidiu nesta terça-feira (8), por 16 votos a 1, cassar o mandato da deputada Flordelis (PSD-RJ),…
“Vacinaremos todos os adultos até setembro”, diz governador do Pará

“Vacinaremos todos os adultos até setembro”, diz governador do Pará

Na manhã desta terça-feira (8) o governador do Pará Helder Barbalho (MDB) veio às redes sociais em vídeo, afirmando que…