Correio de Carajás

Vereadores enaltecem 500 anos da Reforma Protestante

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Na sessão desta terça-feira, 31, dois vereadores usaram a tribuna da Câmara para enfatizar as celebrações que estão acontecendo em todo o mundo nesta data em comemoração aos 500 anos da Reforma Protestante.

A primeira a usar a abordar o assunto foi Irismar Melo, explicando aos presentes o dia 31 de outubro de 1517 representa um grande marco para os evangélicos de todo o mundo. Foi naquela data que o monge agostiniano alemão Martinho Lutero (1483-1546) teria afixado suas 95 teses na porta da igreja do castelo de Wittenberg. As teses em questão discordavam de pensamentos defendidos pela Igreja Católica Romana no início do século XVI.

Um dos discursos oficiais da época, lembrou, era de que o perdão de Deus poderia ser conquistado com a compra de indulgências “a compra de um perdão que assegurava ao comprador a salvação ou liberava a alma de outro do purgatório. Estamos felizes com um movimento que chegou até nós, que nos livra de sacrifícios humanos em prol da salvação e redenção”, observou.

Leia mais:

O pastor Ronisteu Araújo também usou a tribuna para recontar parte da história da Reforma Protestante e ressaltou que ela foi um instrumento de expressão religiosa e democrática. É um momento para celebrar e refletir sobre o nosso modo de viver a fé em Cristo. As teses representaram a revolução no campo da religião e na sociedade. “É impossível viver bem com Deus sem se relacionar bem com o ser humano, porque o desafio é grande e nós temos que seguir o exemplo da Reforma: olhar para o próximo e alcançar o alvo que é Jesus”, informou.

Na sessão desta terça-feira, 31, dois vereadores usaram a tribuna da Câmara para enfatizar as celebrações que estão acontecendo em todo o mundo nesta data em comemoração aos 500 anos da Reforma Protestante.

A primeira a usar a abordar o assunto foi Irismar Melo, explicando aos presentes o dia 31 de outubro de 1517 representa um grande marco para os evangélicos de todo o mundo. Foi naquela data que o monge agostiniano alemão Martinho Lutero (1483-1546) teria afixado suas 95 teses na porta da igreja do castelo de Wittenberg. As teses em questão discordavam de pensamentos defendidos pela Igreja Católica Romana no início do século XVI.

Um dos discursos oficiais da época, lembrou, era de que o perdão de Deus poderia ser conquistado com a compra de indulgências “a compra de um perdão que assegurava ao comprador a salvação ou liberava a alma de outro do purgatório. Estamos felizes com um movimento que chegou até nós, que nos livra de sacrifícios humanos em prol da salvação e redenção”, observou.

O pastor Ronisteu Araújo também usou a tribuna para recontar parte da história da Reforma Protestante e ressaltou que ela foi um instrumento de expressão religiosa e democrática. É um momento para celebrar e refletir sobre o nosso modo de viver a fé em Cristo. As teses representaram a revolução no campo da religião e na sociedade. “É impossível viver bem com Deus sem se relacionar bem com o ser humano, porque o desafio é grande e nós temos que seguir o exemplo da Reforma: olhar para o próximo e alcançar o alvo que é Jesus”, informou.

Comentários

Mais

CPI da Covid-19 pode ter sua primeira reunião na próxima semana

CPI da Covid-19 pode ter sua primeira reunião na próxima semana

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 pode ser instalada já na próxima semana. O último obstáculo, a leitura…
Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real

O salário mínimo em 2022 será de R$ 1.147 e não terá aumento acima da inflação, anunciou o Ministério da…
Fachin pede para mudar para a Primeira Turma do STF

Fachin pede para mudar para a Primeira Turma do STF

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), formalizou hoje (15) o pedido para ser…
TSE prevê compra de 176 mil urnas eletrônicas para 2022

TSE prevê compra de 176 mil urnas eletrônicas para 2022

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) realiza amanhã (16) uma audiência pública sobre a compra de até 176 mil urnas eletrônicas…
Em carta a Biden, Bolsonaro promete fim do desmatamento ilegal

Em carta a Biden, Bolsonaro promete fim do desmatamento ilegal

O presidente Jair Bolsonaro se comprometeu a acabar com o desmatamento ilegal até 2030. Em carta enviada ontem (14) ao…
Plano do governo apresenta metas para reduzir desmatamento na Amazônia

Plano do governo apresenta metas para reduzir desmatamento na Amazônia

O governo federal publicou nesta quarta-feira (14) o Plano Amazônia 2021/2022, que estabelece diretrizes para ações de fiscalização e combate…