Correio de Carajás

Vereadores aprovam criação da Secretaria de Turismo de Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Apostando no turismo como vetor econômico de Parauapebas, o prefeito Darci Lermen encaminhou no início do mês Projeto de Lei que cria a Secretaria Municipal de Turismo (Semtur) na administração direta do Poder Executivo, além de alterar leis anteriores para adequação da nova pasta. 

Sem muito debate e apenas com o registro de falas apoiando o projeto, todos os vereadores presentes aprovaram o texto em Sessão Extraordinária realizada na tarde desta segunda-feira (21), na Câmara Municipal.

A finalidade da nova estrutura será coordenar e fomentar as ações do turismo de negócio, com intuito de expandir o setor e gerar emprego e renda, assim como divulgar o potencial turístico do município.

Leia mais:

A estrutura organizacional da secretaria será composta pelo Gabinete do Secretário, pelo Conselho Municipal de Turismo (COMTUP), pelo apoio administrativo e pelas coordenadorias Administrativa; de Produtos, Oferta e Estruturação Turística; de Promoção e Eventos Turísticos; e de Aperfeiçoamento de Serviços Turísticos. O detalhamento do funcionamento de cada uma será estabelecido em regimento interno.

O Projeto de Lei cria um cargo de Secretário Municipal de Turismo, com remuneração de R$ 13.824,00, um de Secretário Municipal de Turismo Adjunto, com remuneração de R$ 13.377,03, e quatro de Assessor Especial, com salário de R$ 2003,71. Extinguiu, entretanto, outros cargos da Lei 4.230, que dispõe sobre o quadro de servidores.

Para implantação da Semtur, o Poder Executivo Municipal poderá efetuar alterações no orçamento de 2021, através de decreto, no valor de R$ 1.655.843,50. O projeto será agora encaminhado para sanção e após ter a assinatura do prefeito entra em vigor a partir de 1° de janeiro de 2021.

A justificativa da administração para criação da pasta é fortalecer o setor como uma alternativa econômica que possa diminuir a dependência atual da mineração. O texto destaca que o município possui acervo de cachoeiras, montanhas e faixas de natureza preservada que podem, a médio e longo prazo, basearem uma importante matriz econômica.

Defende que a criação da Secretaria de Turismo, além da possibilidade de trazer divisas econômicas, irá possibilitar a preservação do todo patrimônio ecológico e que a criação dos cargos para a nova secretaria não implicará aumento de despesa, já que alguns cargos serão extintos. (Luciana Marschall)

Comentários

Mais

Prefeito assassinado, Jones William é homenageado em Tucuruí

Prefeito assassinado, Jones William é homenageado em Tucuruí

O prefeito Jones William da Silva Galvão recebeu homenagens no quarto ano de sua morte, ocorrida no dia 25 de…
Descoberto novo site falso que rouba dados de servidores públicos

Descoberto novo site falso que rouba dados de servidores públicos

Pela segunda vez em poucos dias, o Ministério da Economia pediu a suspensão de um site falso registrado no exterior que rouba…
Contrata Marabá: Vagas de emprego disponíveis no Sine nesta terça (27)

Contrata Marabá: Vagas de emprego disponíveis no Sine nesta terça (27)

O Sine de Marabá está disponibilizando vagas para diversos setores. Quem estiver interessado é só comparecer ao escritório do órgão…
Aeroporto de Tucuruí vai retomar voos comerciais

Aeroporto de Tucuruí vai retomar voos comerciais

Com aporte financeiro de quase R$ 800 mil da Eletronorte, a Prefeitura Municipal concluirá as obras de revitalização do Aeroporto…
Marabá registra 277 animais em situação de maus-tratos em 10 meses

Marabá registra 277 animais em situação de maus-tratos em 10 meses

Desde o lançamento do Programa Linha Verde em Marabá, ocorrido no mês de setembro de 2020, o serviço já recebeu…
Butantan libera 1,5 milhão de doses da Coronavac ao PNI

Butantan libera 1,5 milhão de doses da Coronavac ao PNI

O Instituto Butantan entregou na manhã desta segunda-feira (26) mais 1,5 milhão de doses da vacina contra o SARS-CoV-2 ao…