Correio de Carajás

Vale firma compromisso com MPT para reforçar medidas de prevenção contra o coronavírus

Acordo da Vale com o Ministério Público do Trabalho em Parauapebas tem abrangência nacional
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O acordo tem abrangência nacional e prevê que a empresa mantenha as medidas do plano de prevenção e combate ao novo coronavírus sempre atualizadas e em conformidade com as diretrizes estabelecidas pelas instituições de saúde.

O termo foi firmado através do Grupo Especial de Atuação Finalística – Barragens do Pará (GEAF), inicialmente criado para acompanhar procedimentos relativos a barragens da empresa Vale localizadas na região de Parauapebas, no Pará. O objetivo do termo é esclarecer e complementar nacionalmente as medidas de prevenção à disseminação do novo coronavírus já implementadas na empresa, bem como assegurar meios adequados e eficazes de proteção à vida, segurança e integridade física dos trabalhadores diretos e indiretos que atuam presencialmente nos Complexos Minerários de todo o país, com exceção do estado de Minas Gerais, para o qual há termo de compromisso específico homologado judicialmente.

Pelo atual acordo, a empresa se compromete a afastar de imediato todo trabalhador assintomático, que apresentar primeiro resultado positivo para IgM. A cada ciclo de 21 dias todos os trabalhadores que estejam em turno presencial nos complexos minerários deverão repetir as testagens. Os testes rápidos serão custeados pela empresa e devem ser realizados por profissionais de saúde habilitados e treinados para esta finalidade; cabe à empresa também orientar os trabalhadores acerca do procedimento e do objetivo da testagem. A Vale deve promover o isolamento imediato de trabalhador que manteve contato com outro trabalhador que, submetido ao teste rápido, tenha apresentado resultado positivo para IgM, pelo período de sete dias, contados a partir da realização do teste rápido.

Leia mais:

A Vale se compromete ainda a contratar empresa especializada, no prazo de 15 dias, para elaborar estudo único, com base na compilação e análise dos resultados dos testes rápidos de seus empregados, e assim sugerir melhorias no fluxo de testagem e medidas de controle ao coronavírus. As informações irão subsidiar a elaboração do estudo epidemiológico de cada complexo minerário onde a empresa atua nacionalmente, bem como auxiliar na avaliação periódica da eficácia das medidas implementadas.

Periodicamente, a cada ciclo de testagem dos empregados, a empresa apresentará relatórios com análises técnicas, chancelados por médicos responsáveis por cada complexo minerário, que serão enviados ao MPT, com os resultados encontrados, discriminados por setor e atividade de cada trabalhador.

A Vale exigirá ainda que as empresas terceirizadas, prestadoras de serviço, adotem o mesmo padrão para monitoramento clínico dos trabalhadores afastados, de forma a garantir o mesmo nível de proteção a todos os trabalhadores dos diversos complexos minerários no país.

A empresa deve continuar, por tempo indeterminado, a aferir diariamente a temperatura de todos os trabalhadores, assim como fornecer máscaras de proteção e implementar medidas de orientação dos trabalhadores quanto à utilização, higienização de máscara e substituição a cada duas horas de trabalho. Para isso, a Vale deve utilizar todos os meios de comunicação disponíveis: envio de sms, mensagens sonoras e campanhas internas de conscientização.

O termo assinado pela empresa prevê ainda a implementação de medidas efetivas de organização de trabalho e de circulação que impeçam ocorrência de aglomeração; instalação de separações físicas nas localidades onde possam ocorrer filas, como cones com correntes; definição e normatização de áreas de circulação de pessoas; reforço das marcações de distanciamento entre pessoas; implantação de direcionadores de fluxo de pessoas nas áreas comuns; disponibilização de mão de obra dedicada à vigilância dos ambientes comuns, como rodoviárias, restaurantes; controle de acesso a vestiários e banheiros; e trocas de turnos, para evitar aglomerações.

Durante deslocamento em ônibus ou micro-ônibus, a Vale adotará distanciamento mínimo de um metro entre cada trabalhador, assim como estabelecerá a capacidade máxima de assentos para 50%.

A fiscalização do cumprimento das obrigações do termo de compromisso será feita pelo MPT, com auxílio da Superintendência Regional do Trabalho quando necessário. O termo de compromisso não impede o ajuizamento de ações judiciais ou adoção de medidas diversas pelo MPT, relativas a fatos novos ou não contemplados no instrumento. “O termo de compromisso é o resultado do interesse das partes em complementar as medidas de prevenção e assegura o direito à vida, segurança e a integridade física dos trabalhadores diretos e indiretos da empresa”, observa a procuradora do Trabalho e Coordenadora do Grupo Especial de Atuação Finalística, Juliana Beraldo Mafra.

Atuação GEAF – O Grupo Especial de Atuação Finalística auxilia, desde junho, na investigação que apura supostas violações às medidas de enfrentamento da pandemia de Covid-19 pela Vale no Pará. Já em março, quando a Organização Mundial da Saúde declarou a pandemia de Covid-19, o MPT em Marabá, expediu recomendações elencando diversas medidas a serem implementadas para o enfrentamento e a contenção da doença no Complexo de Carajás em Parauapebas e nos empreendimentos de Canaã dos Carajás e Ourilândia do Norte (PA). Somente no Pará serão mais de 42 mil trabalhadores diretos e indiretos beneficiados, em quatro municípios: Marabá, Parauapebas, Canaã dos Carajás e Ourilândia do Norte. (Fonte: MPT)

Comentários

Mais

Defesa Civil já atendeu 82 ocorrências de incêndio em Marabá

Defesa Civil já atendeu 82 ocorrências de incêndio em Marabá

No último final de semana, a Brigada de Combate a Incêndios da Defesa Civil do município de Marabá registrou dez…
Com 60% da população vacinada, mortes e casos de covid-19 caem 40%

Com 60% da população vacinada, mortes e casos de covid-19 caem 40%

Com a vacinação de mais de 96 milhões de brasileiros contra a covid-19 com, pelo menos, a primeira dose do…
Morre Darci Catalão, pioneiro em Parauapebas

Morre Darci Catalão, pioneiro em Parauapebas

Na noite desta segunda-feira (26), foi confirmado o falecimento de Darci Ayres de Souza, o “Darci Catalão”. Pai do empresário…
PMM contrata empresa para estudar quarta ponte no Rio Itacaiunas

PMM contrata empresa para estudar quarta ponte no Rio Itacaiunas

As obras da terceira ponte sobre o Rio Itacaiunas ainda nem começaram e a Prefeitura Municipal de Marabá já estuda…
Prefeito assassinado, Jones William é homenageado em Tucuruí

Prefeito assassinado, Jones William é homenageado em Tucuruí

O prefeito Jones William da Silva Galvão recebeu homenagens no quarto ano de sua morte, ocorrida no dia 25 de…
Descoberto novo site falso que rouba dados de servidores públicos

Descoberto novo site falso que rouba dados de servidores públicos

Pela segunda vez em poucos dias, o Ministério da Economia pediu a suspensão de um site falso registrado no exterior que rouba…