Correio de Carajás

Urina Preta: Vigilância Sanitária orienta consumidores de pescado em Marabá

Comerciantes lamentam a baixa procura por pescado, fazendo com que dezenas de peixes se percam (Foto: Evangelista Rocha)

CRISE DO PEIXE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Com o medo da população marabaense em consumir peixes e crustáceos e a queda nas vendas sentida pelos comerciantes após registros de casos da Doença de Haff – conhecida como “doença da urina preta” – no Estado do Pará, o Departamento de Vigilância em Saúde do município alerta que até o presente momento não foi identificado nenhum pescado contaminado oriundo da piscicultura (cativeiro).

“Os peixes que apresentam essa toxina se encontram em ambiente natural, em que não é possível realizar o monitoramento, diferente do peixe de cultivo”, diz um trecho do documento.

De acordo com a Vigilância, em Marabá nenhum caso da doença foi identificado. Contudo, o órgão alerta sobre os sintomas, principalmente se for notado o escurecimento da urina.

Leia mais:

Na manhã desta quarta-feira (15) durante Sessão Ordinária na Câmara Municipal de Marabá, o presidente da casa, Pedro Corrêa leu a Nota Técnica emitida pelo Departamento de Vigilância aos representantes da Colônia de Pescadores Z-30 que se faziam presentes no momento.

O vereador afirmou que esteve no mercado de peixe da Folha 28, na Nova Marabá, e foi até a Colônia Z-30 para conversar com os pescadores. Ele informou aos presentes que realmente há muito pescado se perdendo por causa do medo da população por conta da doença.

Pedro Correa destacou que o consumo de pescado no município não está proibido e a recomendação é que os consumidores comprem seus peixes ou crustáceos cuja a origem, transporte e armazenamento sejam com garantias de segurança.

“É importante que a pessoa consulte um clínico geral para que seja possível avaliar os sintomas e realizar exames que ajudem a confirmar o diagnóstico”, finaliza a nota da Vigilância. (Ana Mangas)

Comentários

Mais

Ação busca conscientizar contra queimadas ilegais em Marabá

Ação busca conscientizar contra queimadas ilegais em Marabá

Com o tema “Negligência, Queima e Sufoca! Não deixe que o verde se torne cinza”, a equipe de Educação Ambiental…
Ian, da Sinobras, diz que foco de Marabá tem de ser em pequenos projetos estruturantes

Ian, da Sinobras, diz que foco de Marabá tem de ser em pequenos projetos estruturantes

Na contramão do que muitos desejam, que Marabá receba grandes projetos que impactem positivamente na verticalização da mineração, o vice-presidente…
Fiocruz entrega novo lote com 937 mil doses de vacinas contra covid-19

Fiocruz entrega novo lote com 937 mil doses de vacinas contra covid-19

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) anunciou, nesta segunda-feira (20), a entrega de um novo lote com 937 mil doses de…
4ª edição do Projeto Gastronomia do Amanhã ocorre esta semana em Marabá

4ª edição do Projeto Gastronomia do Amanhã ocorre esta semana em Marabá

De 20 a 24 de setembro, a 4ª edição do projeto Gastronomia do Amanhã estará em Marabá, sudeste do Estado.…
Em três dias de fiscalização, Sefa apreende cargas sem nota fiscal no valor de R$ 773 mil

Em três dias de fiscalização, Sefa apreende cargas sem nota fiscal no valor de R$ 773 mil

Ações de fiscalização realizadas pelas equipes da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa), em duas regiões do Estado, apreenderam mercadorias…
EUA reabrirão para viajantes estrangeiros vacinados, em novembro

EUA reabrirão para viajantes estrangeiros vacinados, em novembro

Os Estados Unidos vão permitir, no início de novembro, a entrada de passageiros aéreos vindos de Brasil, China, Índia, Reino…