Correio de Carajás

TUCURUÍ: Segurança do prefeito Jones William passou mal horas antes do assassinato

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Com a onda de violência contra políticos da região, o prefeito de Tucuruí, Jones William, redobrou os cuidados tão logo assumiu o cargo, para que não ficasse muito exposto em locais vulneráveis. Por conta disso, andava sempre com um segurança. Todavia, nesta terça-feira, ele andava sozinho porque um policial militar que atuava como seu segurança particular passou mal por volta de meio dia e abandonou o posto.

Mesmo assim, o prefeito não providenciou outra pessoa para fazer esse serviço e nem mudou sua agenda. Foi vistoriar as obras de tapa-buracos na avenida que dá acesso ao aeroporto da cidade e acabou sofrendo o atentado que lhe custou a vida.

A polícia recolheu no local do atentado um chapéu manchado de sangue, que segundo testemunhas era usado por Jones na hora em que foi baleado. Um automóvel do prefeito também estava no local. Cápsulas de balas foram encontradas na estrada e serão periciadas.

Leia mais:

O Ministério Público de Tucuruí emitiu nota pedindo que a Polícia Federal entre no caso para ajudar a identificar e prender os autores da morte do prefeito e os mandantes.

Os matadores não estavam encapuzados e chegaram ao local do crime de “cara limpa”, segundo testemunhas. Duas testemunhas já estão colaborando com as investigações policiais. Uma delas já está na delegacia, prestando depoimento.

“Perdeu, perdeu”, teria sido a frase pronunciada pelos assassinos de Jones Willian, segundo as testemunhas. Os pistoleiros agiram com frieza, chegando a pedir que pessoas que estavam no local se afastassem antes de atirar contra o prefeito.

Vice vai assumir

Com a morte de Jones William, quem assume a Prefeitura de Tucuruí é o vice, Artur de Jesus Brito (PV) Nome: Artur de Jesus Brito, de 35 anos, empresário natural de Paragominas. (Ulisses Pompeu, com informações de Ver o Fato)

Com a onda de violência contra políticos da região, o prefeito de Tucuruí, Jones William, redobrou os cuidados tão logo assumiu o cargo, para que não ficasse muito exposto em locais vulneráveis. Por conta disso, andava sempre com um segurança. Todavia, nesta terça-feira, ele andava sozinho porque um policial militar que atuava como seu segurança particular passou mal por volta de meio dia e abandonou o posto.

Mesmo assim, o prefeito não providenciou outra pessoa para fazer esse serviço e nem mudou sua agenda. Foi vistoriar as obras de tapa-buracos na avenida que dá acesso ao aeroporto da cidade e acabou sofrendo o atentado que lhe custou a vida.

A polícia recolheu no local do atentado um chapéu manchado de sangue, que segundo testemunhas era usado por Jones na hora em que foi baleado. Um automóvel do prefeito também estava no local. Cápsulas de balas foram encontradas na estrada e serão periciadas.

O Ministério Público de Tucuruí emitiu nota pedindo que a Polícia Federal entre no caso para ajudar a identificar e prender os autores da morte do prefeito e os mandantes.

Os matadores não estavam encapuzados e chegaram ao local do crime de “cara limpa”, segundo testemunhas. Duas testemunhas já estão colaborando com as investigações policiais. Uma delas já está na delegacia, prestando depoimento.

“Perdeu, perdeu”, teria sido a frase pronunciada pelos assassinos de Jones Willian, segundo as testemunhas. Os pistoleiros agiram com frieza, chegando a pedir que pessoas que estavam no local se afastassem antes de atirar contra o prefeito.

Vice vai assumir

Com a morte de Jones William, quem assume a Prefeitura de Tucuruí é o vice, Artur de Jesus Brito (PV) Nome: Artur de Jesus Brito, de 35 anos, empresário natural de Paragominas. (Ulisses Pompeu, com informações de Ver o Fato)

Comentários

Mais

CPI da Covid-19 pode ter sua primeira reunião na próxima semana

CPI da Covid-19 pode ter sua primeira reunião na próxima semana

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 pode ser instalada já na próxima semana. O último obstáculo, a leitura…
Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real

O salário mínimo em 2022 será de R$ 1.147 e não terá aumento acima da inflação, anunciou o Ministério da…
Fachin pede para mudar para a Primeira Turma do STF

Fachin pede para mudar para a Primeira Turma do STF

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), formalizou hoje (15) o pedido para ser…
TSE prevê compra de 176 mil urnas eletrônicas para 2022

TSE prevê compra de 176 mil urnas eletrônicas para 2022

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) realiza amanhã (16) uma audiência pública sobre a compra de até 176 mil urnas eletrônicas…
Em carta a Biden, Bolsonaro promete fim do desmatamento ilegal

Em carta a Biden, Bolsonaro promete fim do desmatamento ilegal

O presidente Jair Bolsonaro se comprometeu a acabar com o desmatamento ilegal até 2030. Em carta enviada ontem (14) ao…
Plano do governo apresenta metas para reduzir desmatamento na Amazônia

Plano do governo apresenta metas para reduzir desmatamento na Amazônia

O governo federal publicou nesta quarta-feira (14) o Plano Amazônia 2021/2022, que estabelece diretrizes para ações de fiscalização e combate…