Correio de Carajás

Toni Cunha renuncia e Marabá fica sem vice-prefeito

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Cumprindo rito necessário para que tome posse nesta sexta-feira, dia 1º de fevereiro de 2019 como deputado estadual do Pará, Antônio Carlos Cunha Sá, o Toni Cunha (PTB), enviou na terça-feira (29/1), à Câmara Municipal, carta de renúncia ao cargo de vice-prefeito de Marabá. Ele foi eleito em 2016, juntamente com Tião Miranda, para essa função e se desincompatibiliza dois anos depois. Com a providência, Marabá ficará sem vice-prefeito até o final da atual gestão, em dezembro de 2020.

Nas eventuais vacâncias do titular, Tião Miranda, caberá ao presidente da Câmara Municipal, Pedro Corrêa Lima (recentemente reeleito para a Mesa da Casa de Leis), assumir a prefeitura interinamente, como primeiro na linha de sucessão, segundo a Lei Orgânica do Município. Pedrinho, aliás, terá de ler a carta de Toni na primeira sessão do Legislativo em 2019, na próxima terça (5), de forma a que a providência conste em ata.

Na carta, o deputado diplomado pelo PTB comunica a renúncia a partir de amanhã, quinta-feira, dia 31, “por determinação do povo do Estado do Pará, em especial de Marabá e Região”, que o conduziu à Assembleia Legislativa.

Leia mais:

Ao longo do texto, diz ter atuado de forma combativa enquanto como vice-prefeito, tendo feito enfrentamentos necessários para vencer os problemas da população e sustentando que houve melhora na aplicação de recursos públicos.

Como deputado estadual, afirma estar recebendo a missão de representar o povo e se compromete a não deixar de praticar os mesmos atos que praticou no cargo municipal, “pois todos foram e são republicanos”. Garante, ainda, que não irá abdicar da convivência constante com o povo nas ruas de Marabá e nas redes sociais.

Delegado da Polícia Federal, Toni Cunha foi eleito deputado estadual aos 36 anos com 33.498 eleitores, sendo mais de 80% oriundos do município de Marabá.

Mais

Guedes diz que reforma administrativa será moderada

Guedes diz que reforma administrativa será moderada

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, classificou como bastante moderada a proposta do governo de reforma administrativa, em audiência pública,…
Estados e municípios poderão utilizar saldos de fundos de saúde

Estados e municípios poderão utilizar saldos de fundos de saúde

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei complementar que estende até o fim de 2021 a autorização concedida a estados,…
Senadores avaliam semana da CPI da Pandemia como positiva

Senadores avaliam semana da CPI da Pandemia como positiva

Os senadores avaliaram de forma positiva a primeira semana de oitivas da CPI da Pandemia. Foram ouvidos os ex-ministros da…
Brasil precisa fortalecer produção de insumos, diz Queiroga

Brasil precisa fortalecer produção de insumos, diz Queiroga

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta quinta-feira (6) em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia…
Queiroga diz que enfrentamento à pandemia requer união de forças

Queiroga diz que enfrentamento à pandemia requer união de forças

Em depoimento nesta quinta-feira (6) à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia no Senado, o ministro da Saúde, Marcelo…
Teich diz que deixou cargo por falta de autonomia e por não aceitar cloroquina

Teich diz que deixou cargo por falta de autonomia e por não aceitar cloroquina

O ex-ministro da Saúde Nelson Teich disse nesta quarta-feira (5) em depoimento à CPI da Pandemia que deixou o governo…