Correio de Carajás

Secretário diz que prioridade do governo é a geração de emprego

Foto: reprodução
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A prioridade da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec) do Ministério da Economia é a geração de empregos, disse hoje (30), no Rio de Janeiro, o secretário Carlos da Costa. Ele considera inaceitável que o Brasil tenha mais de 26 milhões de pessoas em “situação trágica de falta de emprego”.

Costa disse que também é prioridade recuperar e avançar na produtividade nacional. Segundo ele, o Brasil tem hoje 23% da produtividade média de um trabalhador americano, depois de ter 40% na década de 1980. “Nós vamos recuperar isso nos próximos anos”, prometeu.

Em termos de competitividade, de acordo com Costa, o Brasil também vai mal, e tem piorado no ranking mundial de negócios. “Estamos atrás de mais de 100 países. É uma vergonha”.

Leia mais:

A recuperação da competitividade exigirá, segundo o secretário, a redução do Custo Brasil e a melhoria substancial nos indicadores de emprego e produtividade. “Não há, entretanto, metas em termos de prazo para que essas recuperações sejam atingidas”, disse.

Subsídios

Em relação aos subsídios, Costa disse que, como alavanca, “foi muito ruim”. Segundo ele, o governo federal quer inverter a lógica de que subsídios são uma tentativa de dar possibilidade de sobrevivência para muitas empresas brasileiras, “porque não ataca as raízes do problema”.

O secretário adiantou que não serão concedidos novos subsídios. “Nossa decisão, que será anunciada nas próximas semanas, são medidas que destravem os setores produtivos como um todo, não só a indústria. O objetivo é esse: tornar o subsídio desnecessário. Senão, você cria uma relação de dependência das empresas aos subsídios”.

Costa anunciou que o país terá um Plano Nacional de Qualificação, usando a inteligência artificial, que agirá como um grande destravador de todos os setores que dependem de mão de obra qualificada. Ele informou que o Ministério da Economia está trabalhando junto com os setores produtivos para identificar os principais entraves ao seu desenvolvimento. (Agência Brasil)

Mais

Bolsonaro vem a Marabá  no dia 28 de maio para entrega de títulos do Incra

Bolsonaro vem a Marabá no dia 28 de maio para entrega de títulos do Incra

O dia 28 de maio, uma sexta-feira, deverá ser a data em que o presidente da República, Jair Bolsonaro, vai…
Helder inaugura, entrega cheques e assina ordens de serviço em Marabá

Helder inaugura, entrega cheques e assina ordens de serviço em Marabá

Em visita a Marabá nesta quarta-feira (12) o governador Helder Barbalho rodou a cidade fazendo inaugurações, assinando ordens de serviço,…
Inauguração de prisões é momento histórico, diz governador

Inauguração de prisões é momento histórico, diz governador

Durante a inauguração da Unidade Semiaberto Masculino de Marabá (com 200 vagas) e da Cadeia Pública de Marabá (306 vagas…
Ray Athie toma posse como vereador na Câmara

Ray Athie toma posse como vereador na Câmara

Por volta de meio dia desta quarta-feira, dia 12 de maio, a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Marabá deu…
Wajngarten fala sobre campanha contra covid e vacina da Pfizer

Wajngarten fala sobre campanha contra covid e vacina da Pfizer

O ex-secretário especial de Comunicação Social Fábio Wajngarten disse nesta quarta-feira (12) que tanto a pasta que comandou quanto o…
Helder Barbalho visita Marabá nesta quarta-feira (12)

Helder Barbalho visita Marabá nesta quarta-feira (12)

O governador do Estado do Pará, Helder Barbalho, participa de uma série de eventos nesta quarta-feira (12) no município. A…