Correio de Carajás

Santana do Araguaia: Ex-prefeito e vereador têm bens bloqueados

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região – Subseção Judiciária de Redenção decretou o bloqueio de bens do ex-prefeito de Santana do Araguaia, Eduardo Alves Conti, o “Eduardo da Machado”, do empresário Alcibiades Lamas, da Empresa Via Conect Empreendimentos Comércio e Serviços LTDA, e do ex-secretário municipal de Educação e atual vereador Patrício Cerqueira da Silva (PT).

A decisão do Juiz Pedro Maradei Neto é resultado de uma ação do Ministério Público Federal que investiga irregularidades no processo licitatório para construção de três quadras de esportes no município. De acordo com o MPF, o ex-prefeito Eduardo da Machado e o ex-secretário de Educação, Patrício Cerqueira, efetuaram pagamentos para a Empresa Via Conect Empreendimentos Comercio e Serviços, referente à medição de uma obra sem ela ter sido iniciada.

A irregularidade foi descoberta durante uma fiscalização no início de 2017 por técnicos da Prefeitura Municipal, os quais detectaram que a prefeitura havia efetuado o pagamento de 20% da obra sem sequer ter sido levantada uma parede. A obra é fruto de recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2, no valor de R$ 504.900, e a prefeitura repassou para a empresa o valor da primeira parcela do convênio no valor de R$ 102 mil.

Leia mais:

Diante das irregularidades, a Justiça Federal entendeu que o ex-prefeito Eduardo da Machado e o ex-secretário de Educação cometeram o crime de improbidade administrativa, por isso decretou a suspenção dos direitos políticos, perda da função pública e bloqueio dos bens dos acusados.

Os envolvidos terão de ressarcir aos cofres públicos o dinheiro desviado.  A decisão do Juiz Pedro Maradei Neto foi publicada no dia 15 de novembro, na mesma semana em que o vereador Patrício da Silva encabeçava um movimento formado por opositores do atual prefeito, Zé do Quinca, articulando um processo de cassação dele. (Dinho Santos)

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região – Subseção Judiciária de Redenção decretou o bloqueio de bens do ex-prefeito de Santana do Araguaia, Eduardo Alves Conti, o “Eduardo da Machado”, do empresário Alcibiades Lamas, da Empresa Via Conect Empreendimentos Comércio e Serviços LTDA, e do ex-secretário municipal de Educação e atual vereador Patrício Cerqueira da Silva (PT).

A decisão do Juiz Pedro Maradei Neto é resultado de uma ação do Ministério Público Federal que investiga irregularidades no processo licitatório para construção de três quadras de esportes no município. De acordo com o MPF, o ex-prefeito Eduardo da Machado e o ex-secretário de Educação, Patrício Cerqueira, efetuaram pagamentos para a Empresa Via Conect Empreendimentos Comercio e Serviços, referente à medição de uma obra sem ela ter sido iniciada.

A irregularidade foi descoberta durante uma fiscalização no início de 2017 por técnicos da Prefeitura Municipal, os quais detectaram que a prefeitura havia efetuado o pagamento de 20% da obra sem sequer ter sido levantada uma parede. A obra é fruto de recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2, no valor de R$ 504.900, e a prefeitura repassou para a empresa o valor da primeira parcela do convênio no valor de R$ 102 mil.

Diante das irregularidades, a Justiça Federal entendeu que o ex-prefeito Eduardo da Machado e o ex-secretário de Educação cometeram o crime de improbidade administrativa, por isso decretou a suspenção dos direitos políticos, perda da função pública e bloqueio dos bens dos acusados.

Os envolvidos terão de ressarcir aos cofres públicos o dinheiro desviado.  A decisão do Juiz Pedro Maradei Neto foi publicada no dia 15 de novembro, na mesma semana em que o vereador Patrício da Silva encabeçava um movimento formado por opositores do atual prefeito, Zé do Quinca, articulando um processo de cassação dele. (Dinho Santos)

Comentários

Mais

MPs recomendam proteção de indígenas contra covid-19 no sudeste do PA

MPs recomendam proteção de indígenas contra covid-19 no sudeste do PA

Em recomendações conjuntas, o Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) requisitaram uma série…
A arte pra “rir, chorar e refletir” de Mandie Gil

A arte pra “rir, chorar e refletir” de Mandie Gil

Artes, maquiagens, receitas, discussões político-sociais, tutoriais, dicas, gatos…. tem um pouco de muito no perfil de Amanda Gil Cardoso de…
Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real

O salário mínimo em 2022 será de R$ 1.147 e não terá aumento acima da inflação, anunciou o Ministério da…
Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias

Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias

A Petrobras anunciou hoje (15) aumentos de R$ 0,10 (3,7%) no preço do diesel e de R$ 0,05 (1,9%) no…
Linha Verde lança campanha “Abril Laranja”

Linha Verde lança campanha “Abril Laranja”

O programa Linha Verde aderiu à campanha “Abril Laranja”, que possui como objetivo conscientizar a população e prevenir o crime…
Sespa reforça necessidade de tomar a segunda dose da vacina contra Covid-19

Sespa reforça necessidade de tomar a segunda dose da vacina contra Covid-19

Para que a proteção à Covid-19 proporcionada pelas vacinas funcione como o previsto é necessário tomar as duas doses, tanto…